Ganhador.com

Tênis

Boletim de Wimbledon: Bellucci cai na estreia; Federer, Djokovic e Murray avançam

Foto: Michael Steele/Getty Images

Brasileiro surpreende negativamente ao ser uma presa fácil para austríaco que se encontra apenas na 217ª posição da ATP

Terminou de forma melancólica a participação do brasileiro Thomaz Bellucci no torneio de Wimbledon, terceiro Grand Slam do ano e que acontece nas quadras de grama do All England Lawn Tennis Club. Ontem (04), o tenista paulista caiu diante do austríaco Sebastian Ofner, número 217 do mundo, por 3 sets a 0 – parciais de 6/2, 6/3 e 6/2 – em plena estreia.

Bellucci, que ocupa a 55ª posição do ranking, não conseguiu quebrar o serviço do atleta de 21 anos, que saiu do qualifying. Vale destacar que é a estreia de Ofner em torneios profissionais de nível ATP. Após a eliminação do torneio de simples, ele segue em Wimbledon para disputar a chave de duplas com o compatriota Rogério Dutra Silva.

 

FEDERER E DJOKO PASSAM SEM ESFORÇO APÓS ABANDONO DE RESPECTIVOS ADVERSÁRIOS

Também na terça-feira, dois favoritos ao título em Londres não tiveram apuros na estreia. Pelo contrário. Com pouco esforço, Roger Federer e Novak Djokovic passaram pouco tempo em quadra para garantir suas vagas na fase seguinte da competição. Ambos foram beneficiados pelos abandonos de Alexandr Dolgopolov e Martin Klizan, respectivamente, no segundo set.

Federer começou a partida demonstrando o domínio que lhe é peculiar e não teve qualquer dificuldade para fechar o primeiro set por 6 a 3 contra o ucraniano. Na sequência do duelo, Dolgopolov começou a se queixar de problemas no tornozelo. Ele ainda se manteve de pé por três games, mas sentiu o golpe e precisou abandonar a quadra. Na próxima rodada, Federer irá encarar o sérvio Dusan Lajovic, 79º do ranking, que derrotou o grego Stefano Tsitsipas.

Sobre o debute de Djoko, o ex-número 1 do mundo encarou um adversário que começou o duelo de forma um tanto cambaleante. Com uma proteção na panturrilha esquerda, Klizan passou parte do primeiro set levando a mão à região algumas vezes e dando mostras de que as dores não o deixariam seguir no duelo.

Mesmo com as dificuldades, o eslovaco jogou em alto nível até o oitavo game, quando Novak Djokovic conseguiu a quebra de serviço e se sobressaiu até fechar o primeiro set com o placar de 6 a 3. Na volta do intervalo, o sérvio fez 2 a 0 rapidamente. Foi quando Klizan chegou ao limite e decidiu abrir mão da participação no torneio. Agora, Djokovic terá pela frente o tcheco Adam Pavlasek, número 136 da lista da ATP e que vem de vitória sobre o americano Ernesto Escobedo (74º), por 3 a 1.

 

MURRAY SUPERA LESÃO E TAMBÉM AVANÇA

Seguindo o rito de Wimbledon, o atual campeão abriu a disputa. Na segunda-feira (03), a estrela da casa, o britânico Andy Murray, driblou as dores no quadril para despachar sem sustos o tenista do Cazaquistão Alexander Bublik por 3 sets a 0, com parciais de 6/1, 6/4 e 6/2. O número 1 do mundo enfrentou seis break points, mas saiu ileso de todos, além de disparar 29 winners e cometer somente dez erros não-forçados contra o atual 135º do mundo.

No mesmo dia, o espanhol Rafael Nadal também passou bem na estreia ao eliminar o australiano John Millman (137º) sem perder um set sequer, com parciais de 6/1, 6/3 e 6/2. O jogo não empolgou, mas entrou para a história como a 50ª vitória do Touro Miúra no Grand Slam londrino. Outro ponto importante a se destacar é que Nadal não disputava um confronto oficial na grama desde 2015. E para calar os críticos que duvidavam da sua capacidade de ainda se apresentar em grande nível fora do saibro, ele demonstrou enorme desenvoltura com 33 winners e 18 erros não-forçados.

Em 2017, Rafa Nadal, que é bicampeão em Wimbledon, tentará superar a “zica” das últimas cinco participações, quando não passou das quartas de final. Após a partida, ele concedeu uma entrevista em que revelou quem não gostaria de encarar em uma possível decisão.

“Se eu chegar à final, quero enfrentar um jogador diferente do Federer. Não gosto de enfrentar os melhores na final. Acho que joguei contra o Roger (Federer) vezes suficientes neste ano”, brincou o espanhol.

 

FAVORITAS DÃO AS CARTAS NO NA ESTREIA DO TORNEIO FEMININO

Angelique Kerber, Karolina Pliskova, Garbine Muguruza e Caroline Wozniacki passaram sem sustos na estreia do torneio feminino de Wimbledon e se garantiram na segunda rodada. Em compensação, quatro cabeças de chave foram eliminadas na estreia: Kiki Bertens, Lauren Davis, Zhang Shuai e Daria Gavrilova.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar