Brasileirão Série A

36ª rodada do Brasileirão: Como o Corinthians virou a “versão 2017” do Flamengo de Zico

Corinthians Campeão Brasileiro 2017
Foto: AP Photo/Andre Penner

Ilha do Urubu recebe o clássico entre as duas maiores torcidas do país às 17h (de Brasília) deste domingo (19)   

Relaxado e com a faixa de Campeão Brasileiro no peito, o Corinthians volta a campo às 17h (de Brasília) deste domingo (19) para enfrentar o Flamengo, o sétimo na tabela, que vive uma apertada disputa para alcançar a Libertadores da América do ano que vem. A partida vale pela 36ª rodada do Brasileirão. O Fla precisa mesmo olhar para a frente. Quem pode olhar para trás e ter um enorme orgulho da sua trajetória recente é o Corinthians, que já merece um espaço cativo nas grandes dinastias do futebol brasileiro.

 

Timão domina a década

O Brasileirão deste ano coloca o Corinthians como uma das únicas equipes a conquistar a mais importante competição do calendário nacional por três vezes em um espaço de tempo de dez anos. Nisso, não há como negar o sinal dos novos tempos. O Corinthians de Jô, Cássio e Fábio Carille está, para os atuais adversários, no nível de presença do Flamengo de Zico, Leandro e Júnior nos anos 80.

Aquele Flamengo brilhou e dominou o Brasil e o mundo de uma maneira capaz de emocionar o fanático até hoje. Zico e seus colegas ganharam uma Libertadores, um Mundial (ambos em 1981) e quatro Brasileiros, levantados em 1980, 1982, 1983 e 1987.

Este Corinthians também tem uma Libertadores e um Mundial para chamar de seu. Ambos foram conquistados em 2012. E são também três títulos recentes do Brasileirão. O atual, agora em 2017, soma-se aos anteriores, com Tite como técnico, em 2011 e 2015.

O interessante neste momento corintiano é que ele pode até mesmo ser ampliado – eis a possibilidade de igualar ou até ultrapassar a proeza daquele Flamengo histórico. Os três títulos corintianos podem virar quatro ou até cinco, pois não é nada impossível imaginar que o Timão volte a conquistar o Brasileiro nas próximas temporadas. O atual formato de disputa favorece sempre as equipes com mais recursos financeiros, e salvo algum investimento milionário aqui e ali – e o Flamengo e o Palmeiras estão de prova de como isso ocorre… –, o Alvinegro é sempre uma das equipes mais ricas do país, obtendo grande vantagem perante os demais.

Outra equipe hegemônica, mas que cortou seu domínio em três títulos na mesma década, foi o São Paulo de Muricy Ramalho e Rogério Ceni, campeão em 2006, 2007 e 2008.

Mas sejamos bem honestos, e até o corintiano mais fanático há de concordar: tudo bem, as taças do Brasileirão são equivalentes, especialmente em volume. Mas não dá para colocar nenhum talento individual deste Corinthians sequer perto da capacidade de Zico, Leandro e Júnior. Poderíamos citar muitos outros daquele Mengão fantástico, mas ficamos com esses três, titulares da mágica Seleção Brasileira de 1982.

É bem provável que este Corinthians sequer tenha convocados para a Copa do Mundo do ano que vem. Mais um sinal dos tempos.

 

Flamengo pensa também na Sul-Americana

O Rubro-Negro não tem apenas o Brasileirão para se preocupar. A equipe tem boas chances de se classificar para a decisão da Copa Sul-Americana, e a primeira partida da semifinal já está aí: será na quinta (23), com o confronto de ida ocorrendo no Maracanã. A partida de volta vai ocorrer na quinta seguinte (30), na casa do adversário, os colombianos do Júnior Barranquilla.

Há grande expectativa para a decisão da Sul-Americana ser realmente maiúscula. O outro lado da chave conta com o Independiente, da Argentina, que está se reerguendo depois de anos de ostracismo. Maior campeã da Libertadores, com sete conquistas, a equipe vai medir forças com o Libertad, do Paraguai, para alcançar uma vaga na final.

Caso conquiste o título da Sul-Americana, o Flamengo teria vaga assegurada na Libertadores de 2018, sem depender da sua classificação neste amargo Campeonato Brasileiro que começou com o sonho do título e está terminando com o pesadelo de sequer obter vaga direta na competição – sendo deixado para trás inclusive pelo maior rival, o Vasco.

 

Palpite

Um 1×1 estaria de bom tamanho para Flamengo e Corinthians. O resultado não carimbaria a faixa corintiana e não cansaria o time flamenguista para a decisão da Sul-Americana.

 

Jogos da 36ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2017

Domingo, 19 de novembro

  • 17:00 – Atlético-GO x Chapecoense – Palpite: Chape
  • 17:00 – Flamengo x Corinthians – Palpite: Empate
  • 17:00 – São Paulo x Botafogo – Palpite: São Paulo
  • 17:00 – Sport x Bahia – Palpite: Sport
  • 17:00 – Vitória x Cruzeiro – Palpite: Cruzeiro
  • 19:00 – Atlético-MG x Coritiba – Palpite: Atlético-MG
  • 19:00 – Atlético-PR x Vasco – Palpite: Empate
  • 19:00 – Santos x Grêmio – Palpite: Santos

Segunda-feira, 20 de novembro

  • 17:00 – Fluminense x Ponte Preta – Palpite: Fluminense
  • 20:00 – Avaí x Palmeiras – Palpite: Palmeiras

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar