Eliminatórias da Copa do Mundo 2018

Zebras se escondem e rodada das Eliminatórias Europeias não tem surpresas

Foto: Denis Doyle/Getty Images

As Eliminatórias europeias para a Copa do Mundo possuem características bem próprias. E uma delas é a de ter seleções de níveis bastantes distintos – muitas vezes justificável pelo tamanho pequeno dos países em questão. Sendo assim, as zebras se tornam mais difíceis, mas ao mesmo tempo muito mais rentáveis. Temos dois casos bem emblemáticos que aconteceram neste fim de semana na 4ª rodada para exemplificar o que foi dito acima.

O primeiro vem da Espanha. O time da casa recebeu a Macedônia, em Granada, e não teve a menor dificuldade para impor seu jogo e, mesmo sem impressionar os espectadores, vencer por 4 a 0. O triunfo espanhol diante de uma equipe que ainda não venceu na competição era tão certo que o retorno foi extremamente baixo. Para se ter uma ideia, o resultado rendeu apenas R$ 1,04 por real apostado. É um retorno praticamente irrisório para uma aposta de segurança.

A mesma situação foi vivida pela Itália, que foi a Liechtenstein para encarar o time da casa. Mas, em um país que possui cerca de 35 mil habitantes, conseguir 11 que tenham um alto nível de habilidade futebolística seria uma proeza. Por isso que a diferença técnica entre os italianos e os mandantes ficou evidente. O placar foi o mesmo do jogo da Espanha: 4 a 0 para os visitantes, mas a sensação é de que cabia mais.

Nas casas de apostas, o resultado pagou tão pouco quanto o triunfo espanhol. Foi praticamente simbólico pagar R$ 1,05 por real investido na vitória dos italianos.  Vale destacar que, por serem tão favoritos em seus respectivos jogos, se a zebra passeasse pela Espanha ou por Liechtenstein, o retorno seria algo espetacular. No caso de uma vitória da Macedônia em cima da Espanha, isso pagaria R$ 46,22 por real jogado. Enquanto que se o país de 35 mil habitantes aprontasse para cima dos italianos, esse retorno seria de R$ 50,87.

Espanha e Itália dividem a liderança do Grupo G com 10 pontos. Israel é o terceiro com nove. Vale lembrar que apenas o primeiro colocado de cada grupo garante vaga direta para a Rússia – 2018. O segundo colocado de cada chave fará uma repescagem para definir os outros participantes da Copa do Mundo.

Ainda falando dos jogos de sábado (12), o confronto entre País de Gales e Sérvia rendeu um pouco mais para quem acertou o resultado final. Sem ter um franco favorito, a partida terminou em empate de 1 a 1, e quem colocou dinheiro nessa igualdade faturou R$ 3,13 por real apostado. Não chega a ser o rendimento dos sonhos, mas já é um retorno bem mais interessante.

O mesmo se pode dizer do confronto entre Bulgária e Bielorrússia. Jogando em seus domínios, os búlgaros levaram a melhor pelo placar mínimo de 1 a 0 e chegaram a seis pontos – um a menos que a Holanda, segunda colocada. Esse resultado pagou R$ 2,40 por real investido.

O triunfo só não foi mais comemorado porque a Holanda também fez sua parte e venceu Luxemburgo por 3 a 1 fora de casa. O time liderado por Arjen Robben chegou a levar um susto quando os mandantes empataram ainda na etapa inicial. No entanto, o atacante Depay foi decisivo. Com dois gols do jogador do Manchester United, os holandeses confirmaram o triunfo e recuperaram a vice-liderança do Grupo A. Muito favorita, o retorno desse resultado também foi bem baixo, e gerou apenas R$ 1,09 por real investido.

 

Surpresa na Áustria

Um dos resultados mais surpreendentes foi o que colocou a Irlanda na liderança do Grupo D. Com o gol solitário de James McClean, os irlandeses venceram a Áustria e foram a 10 pontos, assumindo a ponta da tabela. Bom retorno para quem investiu nesse resultado, pois gerou R$ 3,88 por real jogado – consideravelmente mais do que os R$ 2,06 que pagaria caso os austríacos levassem a melhor. Mas a Irlanda só assumiu a liderança porque também foi beneficiada pelo empate entre País de Gales e Sérvia, já citado acima.

Mais do que o triunfo irlandês, outro resultado de igualdade também pagou muito bem nesta 4ª rodada. Foi no jogo entre Geórgia e Moldávia, que ficou no 1 a 1. Com duas seleções de baixo nível técnico, o esperado é que o fator casa fosse determinante para os georgianos, mas não foi o que aconteceu. O empate que resultou no primeiro ponto da Moldávia na competição rendeu R$ 3,98 por real apostado.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar