UFC

Vitória do brasileiro Demian Maia rende lucro de 205% no UFC on FOX 21

Cercada de grande expectativa, a luta entre o brasileiro Demian Maia e o norte-americano Carlos Condit será o principal combate do Card Principal do UFC on FOX 21, que será sediado, neste sábado (27), em Vancouver, no Canadá. Num duelo marcado pela experiência, Maia, de 38 anos, e Condit, de 32, demonstraram, ao longo da preparação, respeito mútuo. Por isso, o paulistano sabe da importância da vitória, para manter-se firme no propósito de disputar o título dos peso-médios do Ultimate Fighting Championship.

Já no outro lado do octógono, estará um lutador disposto a recomeçar. Desde que perdeu aquela que foi considerada a “luta do ano”, em janeiro, para Robbie Lawler, em decisão apertada dos jurados, Condit pensou seriamente em se aposentar. Porém, ele, que é ex-campeão meio-médio interino, quer mais uma chance de alcançar o topo.

Neste confronto marcado por dois estilos diferentes, a troca de golpes franca do americano contra a maestria das técnicas de chão do brasileiro, o Oddsshark.com/br determina um ligeiro favoritismo ao lutador do Novo México, com cotação de R$ 1,80 sobre cada real investido, enquanto a vitória do brasileiro proporcionaria a valorização de 205% aos apostadores – R$ 2,05/R$ 1.

Prevista para ter cinco rounds, os investidores têm à disposição outras modalidades de lucro, como a determinação do número de assaltos. Se a luta terminar antes da  metade do primeiro round, o ganho é de R$ 5,75/R$ 1. No caso de o encerramento acontecer no meio do combate, a rentabilidade seria de 250%. Ao mesmo tempo que a idade avançada compromete o fôlego, a experiência é um diferencial na cadência e na espera do momento certo de ir para a definição.

Maia é considerado um dos melhores lutadores na divisão dos meio-médios – ele já foi da categoria dos médios-pesados. Somando cinco vitórias consecutivas, sendo as três últimas sobre oponentes ranqueados, o maior objetivo dele é conseguir o title shot (direito de disputar o cinturão). Já Condit tem dez vitórias por nocaute em sua carreira no UFC e no World Extreme Cagefighting (WEC) – terceiro maior número na história da divisão.

Tem Mais Brasil No Card Principal

Segundo confronto mais importante da noite, o ex-campeão dos pesos-leves do UFC Anthony Pettis quer se livrar da má fase que o acompanha – ele vem de três derrotas consecutivas – com uma vitória sobre o brasileiro Charles “do Bronx” Oliveira, que vive momento inverso, já que encontra-se invito há seis combates.

O prognóstico do Oddsshark.com/br aponta para um panorama mais favorável para Pettis, com o pagamento de R$ 1,53 por cada real, enquanto o paulista do Guarujá garantiria o retorno de R$ 2,65, caso supere o norte-americano.

Vanzant x Rawlings

Musa do UFC, Paige VanZant é considerada uma das maiores promessas da categoria peso-palha. No octógono de Vancouver, ela vai encarar Bec Rawlings, em uma luta entre duas representantes dos Estados Unidos.

VanZant, que ficou ainda mais conhecida depois de participar do programa “Dança dos Famosos”, nos EUA, vem de uma derrota, enquanto a oponente está sem perder a dois confrontos, além da motivação extra de entrar no Top 15 das peso-palha.

Zant tem maior chance de bater a rival, segundo o Oddsshark.com/br, com margem de lucro para os apostadores de R$ 1,48/R$ 1, sendo que o triunfo de Rawlings pagará R$ 2,80/R$ 1.

Miller x Lauzon

Joe Lauzon tinha a fama de o “Rei dos Bônus de Performance”, mas ele perdeu a coroa desde que Nate Diaz faturou a “Luta da Noite”, contra Conor McGregor. E neste duelo entre dois veteranos do MMA norte-americano, contra Jim Miller, fica difícil saber quem sairá consagrado do UFC on FOX 21.

Com relação a Lauzon, ele vem de um impressionante nocaute sobre Diego Sanchez, além de ter vencido quatro de suas últimas seis lutas. Já Miller fez o mesmo contra Takanori Gomi, no primeiro round, em duelo no UFC 200.

As estatísticas sugerem que Joe Lauzen vai superar Jim Miller, no que garantiria a margem de lucro de R$ 1,67/R$ 1, contra R$ 2,30, em caso de consagração do oponente.

Brasileiro Felipe Silva Estreia No Card Preliminar

Com sete vitórias em sete combates em seu cartel, o mineiro Felipe Silva inicia sua trajetória no UFC contra o canadense Shane Campbell, que tem, no currículo, cinco combates no Ultimate, quando vem de duas derrotas consecutivas. Segundo o Oddsshark.com/br, Campbell deve vencer o confronto, no que renderia uma valorização de 177% no valor das apostas. No caso de Silva começar com o pé direito no UFC, os ganhos serão de R$ 2,10 por cada aplicação de R$ 1.

Confira as outras lutas do UFC on FOX 21:

CARD PRELIMINAR (FOX):

Peso-médio: Sam Alvey (R$ 1,50) x Kevin Casey (R$ 2,70)

Peso-pena: Enrique Barzola (R$ 2,55) x Kyle Bochniak (R$ 1,56)

Peso-médio: Garreth McLellan (R$ 3,05) x Alessio Di Chirico (R$ 1,42)

Peso-galo: Ning Guangyou (R$ 2,05) x Marlon Vera (R$ 1,80)

 

CARD PRELIMINAR (UFC Fight Pass)

Peso-leve: Chad Laprise (R$ 1,36) x Thibault Gouti (R$ 3,40)

Peso-médio: Ryan Janes (R$ 2,40) x Adam Hunter (R$ 1,63)

Peso-leve: Alex Ricci (R$ 2,40) x Jeremy Kennedy (R$ 1,63)

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.