Ganhador.com

Futebol

Vitória de Tite na estreia paga 200% de lucro

Nesta quinta-feira (01/09), cinco jogos movimentam a sétima rodada das eliminatórias da América do Sul para a Copa do Mundo 2018. Em três oportunidades, o jogador vai faturar mais que o dobro do valor investido.

Já a estreia de Tite com a seleção brasileira pode pagar 200% de lucro se vencer fora de casa, de acordo com estatísticas do Oddsshark.com/br.

Abrindo a rodada, às 17h, a Bolívia enfrenta o Peru em casa no duelo entre duas equipes que tentam se aproximar da zona de classificação. Os bolivianos jogam com a força da altitude e chegam como mais cotados para a partida, pagam R$ 2,25 para cada real, enquanto os visitantes dão R$ 3,30 por um triunfo. O empate rende R$ 3,20. A missão peruana não será fácil: o último triunfo da equipe na Bolívia foi em 1975. Já no histórico recente do confronto, foram quatro empates em cinco jogos e uma vitória do Peru, pela Copa América do ano passado. Tirando o fato de jogar em casa, o momento é péssimo para os bolivianos. Foram sete derrotas nos últimos sete jogos, enquanto o Peru fez uma excelente Copa América, com direito a classificação em cima do Brasil, além de só ter caído para a Colômbia nas quartas de final, e mesmo assim, só na disputa de pênaltis.

Quase no mesmo horário, às 17h30, a quinta colocada Colômbia enfrenta a lanterna Venezuela. A diferença de nove pontos na classificação quase se repete nas cotações. Uma vitória dos colombianos em casa paga R$ 1,36 por cada R$ 1,00, enquanto os visitantes dão R$ 9,50 pelo triunfo. Enfrentando a pior defesa da competição, os donos da casa pagam um ótimo retorno em caso de goleada. Uma vitória por três ou mais gols de diferença dá R$ 3,55. O empate garante 4,50. Apesar da péssima campanha das eliminatórias, a Venezuela fez uma Copa América mediana com direito a vitória sobre o Uruguai por 1 a 0 e caiu apenas nas quartas de final para a Argentina. Já a Colômbia terminou em terceiro lugar na competição. Além disso, a Venezuela levou a melhor em duas das últimas três vezes em que os times se enfrentaram em território colombiano pelas eliminatórias da Copa.

Logo em seguida, às 18h, o Equador recebe o Brasil na estreia do técnico Tite no comando da seleção brasileira. Em segundo lugar com quatro vitórias em seis jogos, a seleção equatoriana ainda não perdeu em casa nas eliminatórias e paga R$ 2,40 para cada real por um novo triunfo. Já o Brasil persegue sua primeira vitória como visitante, o que dá R$ 3,00. No momento, a seleção brasileira está na sexta posição, fora da zona de classificação. O empate que pode complicar ainda mais a situação da equipe paga R$ 3,20. Nos últimos três encontros pelas eliminatórias da Copa com o mando da equipe equatoriana, os donos da casa venceram duas e empataram a última, em 2009. O investimento que as duas equipes marcam gols paga R$ 1,80.

De noite, um dos maiores clássicos agita a rodada. Jogando em casa, a terceira colocada Argentina enfrenta o líder Uruguai. Apesar de estarem bem na classificação, as duas equipes entram em campo para esquecer o que fizeram na Copa América. Os uruguaios caíram ainda na fase de grupos na competição, enquanto os argentinos até fizeram uma excelente campanha, mas amargaram mais um vice-campeonato. Para este jogo, uma vitória da Argentina em casa paga R$ 1,57 para cada real. A equipe venceu todos os últimos quatro encontros entre as equipes pelas eliminatórias com seu mando. Se o Uruguai quebrar essa escrita e sair de campo com a vitória, o investidor fatura R$ 5,50. O empate do jogo às 20h30 dá R$ 4,00. O investimento de R$ 1,00 de que a partida terá no mínimo quatro gols paga R$ 3,40.

Fechando a rodada, o sétimo colocado Paraguai recebe o quarto colocado Chile. Os chilenos voltam com moral para as eliminatórias depois de terem conquistado a Copa América. Isso é um dos motivos que faz a equipe chegar como mais cotado mesmo jogando fora de casa. Seu triunfo garante R$ 2,30 por cada real, enquanto a vitória do Paraguai rende R$ 3,10. Outro fator é o momento vivido pelos paraguaios. Somando eliminatórias, amistosos e Copa América, já são seis jogos sem vencer. Além disso, no retrospecto recente entre os dois times, o Chile venceu quatro e perdeu apenas uma vez. O empate nesta partida paga R$ 3,30 por cada real. Quem investir no placar exato fatura no mínimo R$ 6,00, valor pago pelo retorno mais baixo, um empate em 1 a 1.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar