Ganhador.com

Fórmula 1

Sorriso pouco é bobagem: vitória de Ricciardo na F-1 gera só alegrias!

Ricciardo

Daniel Ricciardo é famoso pelo seu sorriso, o mais escancarado do esporte, seja ele qual for. E no GP da Malásia realizado no domingo (2) no circuito de Sepang, quem sorriu de verdade foram os apostadores que cravaram a vitória do australiano da Red Bull. Não foi para menos. Eles levaram para casa um lucro de nove vezes o valor apostado.

É mesmo para sorrir até o final do ano.

Ricciardo venceu pela primeira vez na temporada, a primeira também desde 2014. O australiano tirou proveito de dois momentos fundamentais da corrida.

O primeiro foi o toque na largada entre os alemães Sebastian Vettel, da Ferrari, e Nico Rosberg, da Mercedes. Vettel abandonou de cara, frustrando quem investira em sua vitória. Sua cotação nos sites de apostas era de R$ 11,00 a cada R$ 1,00 investido, segundo os números do Oddsshark.com/br. Já Rosberg, brigando pelo título com o companheiro Lewis Hamilton, caiu para o fundo do pelotão e precisou suar no calor malaio para terminar na terceira colocação.

A posição obtida por Rosberg foi também inesperada: Nico era o segundo favorito para a vitória, gerando lucro de 294% – ou seja, R$ 2,94 de retorno a cada R$ 1,00 investido.

O grande favorito (R$ 2,14, também de acordo com o Oddsshark.com/br) era de novo o inglês Lewis Hamilton, que fez tudo o que dele se esperava dele, sim. Mas o automobilismo é e sempre será a fusão do homem com a máquina, e esta junção é capaz de desfechos surpreendentes, como aconteceu na Malásia.

A 15 voltas do fim, Hamilton liderava a corrida com folgas e dava sinais de crescer de novo na briga pelo título com Rosberg. Mas aí o seu motor Mercedes estourou e Lewis abandonou, deixando o autódromo de Sepang sem somar pontos.

Hamilton ficou furioso com a quebra. Ao parar, gritou com a equipe no rádio. E nas entrevistas, quando deveria estar de cabeça mais fria, detonou o time, sugerindo que alguém está boicotando seu quarto título na carreira, o terceiro pela equipe alemã.

“Minhas perguntas são para a Mercedes. Perdemos muitos motores esse ano. Eu simplesmente não posso acreditar que há oito pilotos com motores Mercedes no grid e os meus motores são os únicos que dão problema. Alguém precisa me responder, isso não é aceitável”, esbravejou Lewis a jornalistas do mundo todo. “Alguma coisa ou alguém não quer que eu vença este ano. Algo não está certo”, concluiu. O discurso intempestivo fez até com que a Mercedes cancelasse suas entrevistas pessoais com a imprensa inglesa.

Para o restante do mundo, a bravata de Hamilton demonstrou que ele é mau perdedor e segue a famosa linha “eu ganho, nós empatamos, vocês perdem”.

Triste.

Quem não carregava tristeza alguma era a Red Bull. Os dois pilotos da equipe dominaram a prova e fizeram dobradinha com o abandono de Hamilton e Rosberg vindo de trás.

Ricciardo cruzou a linha de chegada somente 2s4 à frente do seu companheiro de escuderia, o holandês Max Verstappen, que completou semana passada apenas 19 anos.

A vitória de Max repetiria o único triunfo da Red Bull até aqui nesta temporada (conseguido no GP da Espanha) e faria uma festa ainda maior para os apostadores: renderia R$ 12,00 a cada R$ 1,00 investido, de acordo com o levantamento do Oddsshark.com/br.

Nico Rosberg completou o pódio na Malásia e volta suas atenções agora à briga pelo título. O alemão tem 288 pontos no campeonato, contra 265 de Hamilton. Rosberg é favorito ao título também nas apostas. Paga R$ 1,53 a cada R$ 1,00 investido, contra R$ 2,50 de Hamilton.

O próximo ‘round’ da disputa vai ocorrer já neste final de semana, com a realização do GP do Japão, no circuito de Suzuka. O surpreendente resultado da Malásia não altera o favoritismo prévio da Mercedes. Hamilton (R$ 2,10) e Rosberg (R$ 2,87) são os mais cotados à vitória neste domingo, com a Red Bull vindo a seguir (Ricciardo, R$ 7,00, e Verstappen, R$ 9,00). Pior a cada dia, a Ferrari está estancada como terceira força do grid. A cotação da vitória de Vettel em Suzuka é de R$ 21,00, com Kimi Raikkonen (lembram dele?) oferecendo R$ 29,00 a cada R$ 1,00 investido.

 

Confira quando e onde serão disputados os cinco GPs que restam até o encerramento da temporada:

  • 9 de outubro – GP do Japão, em Suzuka
  • 23 de outubro – GP dos Estados Unidos, em Austin
  • 30 de outubro – GP do México, na Cidade do México
  • 13 de novembro – GP do Brasil, em Interlagos
  • 27 de novembro – GP de Abu Dhabi, em Yas Marina.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar