Notícias

Rúgbi de 7 faz estreia olímpica no Rio 2016

Países da Oceania, Europa e África são os favoritos ao pódio no masculino e no feminino

O rúgbi de 7 faz sua estreia olímpica no Rio 2016, com os torneios masculino e feminino. A modalidade foi incluída no Programa Olímpico desta edição juntamente com o golfe. Mas não é a primeira vez que o rúgbi aparece nos Jogos. A versão para 15 jogadores foi disputada em algumas edições entre 1900 a 1924. No Rio de Janeiro, vinte e quatro equipes (12 no masculino e 12 feminino) brigarão pelas medalhas, mas uma delas será o centro das atenções por sua fama mundial: a Nova Zelândia.

Conhecida como All Blacks, no masculino, e Black Ferns, no feminino, a Nova Zelândia chega com status de favorita entre homens e mulheres. Contudo, apesar de dominarem amplamente o mundo no rúgbi de 15, a versão mais popular da modalidade, o país tem oscilado nas últimas competições de sevens e pode encontrar dificuldades no Rio 2016.

No masculino, os All Blacks ficaram na terceira colocação da World Series, principal competição da modalidade, composta por 10 etapas ao longo da temporada. Enquanto isso, as meninas terminaram o torneio na segunda posição, depois de cinco etapas ao redor do mundo.

A única certeza por parte da Nova Zelândia é que não faltará o Haka, tradicional dança do povo Maori que o país realiza antes de todas as suas partidas. O significado do Haka é uma demonstração de paixão, vigor e identificação com a raça. É usada tanto para dar boas vindas a visitantes quanto à tribos inimigas.

As disputas da modalidade nos Jogos Olímpicos Rio 2016 acontecerão no Estádio de Deodoro, uma estrutura temporária com capacidade para 15 mil pessoas.

Na fase preliminar, as doze equipes de cada torneio são dividas em três grupos de quatro. Classificam-se para a fase decisiva os dois melhores de cada grupo e os dois melhores terceiros colocados. As fases seguintes, até a final, são no sistema de mata-mata.

A lista de favoritos ao ouro no Rio 2016 contempla ainda outros países da Oceania. Austrália, no feminino, e Fiji entre os homens, são os atuais campeões da World Series e chegarão forte para a disputa olímpica.

A África do Sul, outro país tradicional no rúgbi, quer fazer bonito no Rio de Janeiro. Em segundo na classificação da World Series masculina, é forte candidata ao pódio. Quem também pode se destacar nos Jogos é a Argentina, que terminou em quinto na competição mundial e espera conquistar uma medalha em seu continente. A Austrália ficou na quarta posição da World Series e também está entre os favoritos no masculino. Quem quiser investir, pode ficar de olho na África do Sul, Nova Zelândia e Fiji, que têm cotações pagando de 3 a 3.50 por 1.

Já entre as mulheres, além da Nova Zelândia e da Austrália, Canadá, França e Grã-Bretanha despontam como as principais potências mundiais da modalidade, com Nova Zelândia e Austrália pagando em torno de 2 para 1.

No masculino, o grupo A dos Jogos Olímpicos é composto por Fiji (cabeça de chave), Estados Unidos, Argentina e Brasil. Já o grupo B tem África do Sul (cabeça de chave), Austrália, França e Espanha. O grupo C conta com Nova Zelândia (cabeça de chave), Grã-Bretanha, Quênia e Japão.

Já o feminino tem no grupo A Austrália (cabeça de chave), Estados Unidos, Fiji e Colômbia. O grupo B conta com Nova Zelândia (cabeça de chave), França, Espanha e Quênia. E o grupo C fica com Canadá (cabeça de chave), Grã-Bretanha, Brasil e Japão.

As partidas serão disputadas em dois períodos de sete minutos nas fases iniciais e em dois tempos de dez minutos nas disputas por medalhas. Não há empate nas fases de mata-mata, então se um jogo terminar empatado no tempo normal, as equipes disputam um tempo-extra até que uma delas marque pontos. O tempo-extra é em períodos de cinco minutos.

Caberá a França e Espanha a honra de reinaugurar a participação do rúgbi nos Jogos Olímpicos, após 92 anos de ausência da modalidade. A primeira partida do calendário do esporte no Rio 2016 acontecerá no dia 6 de agosto, entre as duas equipes europeias. A competição feminina segue por mais dois dias, com a final em 8 de agosto.

Entre os homens, a França também está na partida de estreia, só que contra a Austrália, no dia 9 de agosto. A final masculina da competição está marcada para 11 de agosto. Deodoro vai tremer com os guerreiros do rúgbi, um esporte sem tradição no Brasil, mas capaz de atrair as atenções dos amantes de esportes loucos por uma novidade.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar