Ganhador.com

UFC

Ronda Rousey está de volta ao UFC

Ronda Rousey

Demorou, mas agora é oficial. Quase um ano após o fim de seu reinado no UFC, Ronda Rousey tem data marcada para pisar novamente no octógono mais famoso do mundo, em busca de redenção. A estrela americana foi confirmada como primeira desafiante da brasileira Amanda Nunes ao título peso galo feminino da organização. A disputa de cinturão acontece no dia 30 de dezembro, em Las Vegas (EUA), pelo UFC 207. O evento da virada do ano promete fortes emoções e um duelo empolgante.

Ronda tirou férias, ficou longe da mídia e, segundo seu treinador, não parou de treinar e vem buscando evolução a cada dia. A derrota por nocaute para Holly Holm, em novembro do ano passado, deixou algo bem claro: a americana ainda precisa evoluir muito no quesito trocação. Seu estilo de luta é eficiente, mas não perfeito. Especialista em derrubadas, vide a carreira no judô antes do MMA, Rousey é mestre em encurtar a distância, derrubar suas adversárias e finalizá-las. O que ela precisa adicionar ao seu jogo é um trabalho de movimentação de pernas, quando precisar de tempo para encontrar a brecha certa para seu ataque. Além disso, é bom melhorar sua defesa em pé. Contra Holm, o que se viu foi uma lutadora perdida a cada golpe que sofria.

O jogo de Amanda Nunes é mais completo. Ela equilibra melhor os aspectos do jogo, apesar de não ser brilhante em nenhum deles. Contra Miesha Tate, mostrou que está com a trocação afiada e consegue atacar bem na longa distância. Essa deve ser a estratégia dela contra Rousey. Manter a distância, minar a rival com alguns golpes até que ela se torne uma presa fácil. Por outro lado, s a luta for para o chão, é difícil acreditar que Nunes tenha chances.

O que torna essa luta ainda mais interessante é que é difícil prever qual versão de Ronda Rousey veremos. A derrota traumática sofrida contra Holm deixou alguma sequela na confiança da americana? O tempo afastada da luta foi o suficiente para corrigir os erros cometidos? Ela está voltando para retomar a carreira ou apenas para ilustrar sua redenção no esporte? Todas essas perguntas serão respondidas em dezembro. Até lá, só nos resta esperar.

O anúncio de que Ronda Rousey volta ao octógono no último evento do UFC no ano é a certeza de que a organização irá fechar a temporada com chave de ouro. Se por um lado o maior nome da franquia nos últimos tempos pode voltar a brilhar com força no evento, o melhor de tudo é que existe uma pessoa que pode “estragar a festa”. E ela é brasileira. Amanda Nunes pode “quebrar a banca” e usar essa oportunidade única para se destacar como uma estrela no mundo das lutas e ajudar o Brasil a reerguer seu orgulho na modalidade.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar