UFC

Johnson vence no UFC e fica a um passo de recorde de Anderson Silva

Foto: AP Photo/John Locher

Demetrious Johnson segue no topo. O americano manteve o cinturão dos moscas do UFC no último sábado. Ele venceu o desafiante Tim Elliott na decisão unânime dos juízes na luta principal do The Ultimate Fighter 24 Finale, realizado em Las Vegas (EUA). Com o resultado, ele chega a nove defesas de cinturão consecutivas no octógono. Agora, ele está empatado com Georges Saint Pierre e a uma vitória de igualar o recorde de Anderson Silva, que alcançou dez defesas de título seguidas no octógono mais famoso do mundo.

Johnson mostrou mais uma vez os motivos que fazem dele o número um no ranking peso-por-peso do UFC. Apesar do susto sofrido no primeiro round da luta, quando chegou a ser derrubado por Tim Elliott devido a um estilo de luta inusitado, com movimentações confusas e ataques inesperados, o campeão rapidamente se adaptou ao jogo do adversário. Essa é inclusive uma das principais qualidades do americano. Não importa o rival, ele sempre encaixa seu jogo da melhor maneira para dominar o adversário. Após cinco rounds de disputa, onde Elliott mostrou muita garra, Demetrious conquistou mais uma defesa de cinturão bem sucedida.

Não foi por acaso que Johnson era um dos maiores favoritos do ano nas casas de apostas. A vitória do americano rendeu apenas 10% ao apostador que acreditou nele. Caso Elliott vencesse o confronto, o apostador que tivesse acreditado nele, lucraria 600%. Ele até que passou perto de “quebrar a banca”, mas Johnson segue sendo um atleta espetacular e muito (mas muito mesmo) competente no MMA.

Com mais um rival superado, volta a questão: qual será o próximo rival de Demetrious Johnson no UFC? Quem será capaz de pará-lo, ou ao menos oferecer um desafio à altura do americano? Ele já bateu seis dos dez primeiros colocados no ranking dos moscas – dois deles por duas vezes. Assim como de costume em categorias “varridas” por campeões dominantes, a solução é olhar para outra divisão.

Curiosamente, a última derrota da carreira de DJ aconteceu em outubro de 2011. O nome do carrasco? Dominick Cruz, hoje campeão da divisão dos galos. O primeiro encontro também aconteceu pela divisão. Logo, uma revanche entre ambos, seja em peso casado ou na própria categoria até 61kg, seria uma superluta competitiva e intrigante. Diante da escassez de oponentes relevantes, um desafio desse pode representar uma boa decisão para o futuro de Johnson.

 

Benavidez vence e pede terceira chance com Johnson

No mesmo TUF 24 Finale, Joseph Benavidez e Henry Cejudo – ambos vítimas de Johnson no passado – se enfrentaram em duelo eletrizante. O triunfo na decisão ficou com Benavidez, que se mostrou mais completo, efetivo e rápido na trocação. O americano, que já foi superado por duas vezes por Demetrious, sendo uma delas por nocaute, pediu uma terceira chance contra o atual campeão da divisão. É algo muito difícil de acontecer, mesmo diante de suas seis vitórias consecutivas no octógono. Mas, em tempos onde pedir lutas rende frutos muitas vezes, ele está é certo em acreditar e pedir uma terceira oportunidade contra o campeão. É esperar para ver.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.