NFL

Giants acabam com sequência invicta dos Cowboys; Packers dominam Seahawks no Lambeau Field!

Foto: Al Bello/Getty Images

Grandes jogos marcaram a semana 14 da National Football League

“O Dallas Cowboys é o time a ser batido em 2016” – essa frase foi amplamente falada nas últimas semanas, afinal, era difícil contestar enquanto o time atropelava um adversário atrás do outro. Bem… não foi o que aconteceu na semana 14: os Cowboys viajaram até East Rutherford e perderam para o New York Giants por 10 a 7 no Sunday Night Football. O resultado pegou muitos de surpresa, mas a única derrota de Dallas no ano já havia sido para os Giants na semana 1. O time do Texas ostentava uma sequência de 11 triunfos consecutivos até cair em New Jersey – parece que a equipe encontrou sua kriptonita.

New York não reinventou a roda, simplesmente foi extremamente eficaz em combinar dois aspectos do jogo: pass-rush e secundária. Mesmo sem Jason Pierre-Paul, que desfalca o time pelo resto do ano, o front seven colocou MUITA pressão no calouro Dak Prescott – mesmo com uma das melhores linhas ofensivas da NFL para protegê-lo. O que acontece quando se pressiona um QB calouro? Ele se lança a bola antes da hora e acaba cometendo erros. Em duas oportunidades o novato lançou na direção de Dez Bryant e acabou interceptado por uma das melhores secundárias da liga.

Mérito total da defesa dos Giants limitando o segundo melhor ataque da NFL – média de 28,5 pontos por jogo – a apenas sete no SNF. Olho nesse New York Giants! Já são oito vitórias nos últimos nove jogos e uma das vagas de Wild Card bem encaminhada. Os comandados de Ben McAdoo estão crescendo na hora certa, mas precisam melhorar o desempenho ofensivo para realmente terem chance de chegar no Super Bowl: a linha ofensiva sofreu demais durante a partida e o time continua extremamente dependente de jogadas explosivas do WR Odell Beckham Jr.

Apesar do revés, o Dallas Cowboys segue nadando de braçada na NFC com 11-2 – duas vitórias à frente de Giants e Lions com 9-4. Mesmo assim já se começa a ouvir um eco chamado “Tony Romo” pelos lados do Texas: o QB veterano está totalmente saudável e pronto para retomar o posto de titular. Estava claro que isso iria acontecer assim que Dak Prescott tivesse um jogo ruim – o garoto vinha mostrando uma maturidade tão absurda que às vezes esquecem que trata-se de um calouro. A vitória dos Giants, que eram azarões no confronto mesmo jogando em casa, pagou R$2,72 a cada real investido – segundo maior odd da rodada pelos números do Oddsshark.com/br.

 

Packers atropelam os Seahawks e voltam a brigar por pós-temporada

Mesmo não sendo um jogo de ‘prime time’, estava claro que o duelo entre Seahawks e Packers era um dos melhores da rodada. Entretanto, o equilíbrio ficou apenas no papel: Green Bay não tomou conhecimento do rival de Seattle e passou o trator sem dó nem piedade: 38 a 10 em Wisconsin. Por incrível que pareça, foi uma atuação impecável da defesa dos mandantes – limitaram o ataque dos Seahawks, que vinha de um atropelamento de 40 a 7 no último Sunday Night Football, a apenas 10 pontos no gélido Lambeau Field.

Foram cinco, isso mesmo, CINCO interceptações de Russell Wilson – pior marca da carreira do QB e de um jogador dos Seahawks. Já Aaron Rodgers, mesmo longe de 100% fisicamente, fez a sua mágica e dominou a desfalcada “Legion of Boom”: foram 246 jarda aéreas e três touchdowns – mais um jogo de rating perfeito (158,3) para a carreira do monstro da camisa 12. Assim como os Giants, os Packers eram considerados azarões mesmo jogando em casa: o triunfo de A-Rod e companhia rendeu R$2,26 a cada real investido segundo o Oddsshark.com/br.

 

Briga na AFC South promete ser feroz até o fim

Alguns podem dizer que a briga pelo título da AFC South está nivelada por baixo, mesmo assim está legal demais de acompanhar. Antes da rodada começar tínhamos três times empatados na primeira colocação com campanhas 6-6: Tennessee Titans, Indianapolis Colts e Houston Texans. Os dois últimos fizeram um confronto direto na semana 14 e o time de Houston levou a melhor em pleno Lucas Oil Stadium: 22 a 17 em Indianapolis. O triunfo de Brock Osweiller em companhia deu o maior lucro da rodada! Quem acreditou na zebra texana levou incríveis R$3,42 a cada real.

O time de Houston agora lidera a divisão com os Titans logo na cola: Tennessee recebeu o bom time do Denver Broncos e arrancou uma importante vitória de 13 a 10 no Nissan Stadium.  O duelo em Nashville pode ser resumido em um domínio absoluto de um time sobre outro em cada tempo de partida: os Titans controlaram as ações na primeira etapa e viram uma superioridade clara de Denver na segunda. Venceu quem soube tirar proveito de seu melhor momento no jogo. Ligeiramente favorito no confronto, o triunfo de Tennessee rendeu R$1,80 a cada real investido em Marcus Mariota e companhia.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar