Ganhador.com

Notícias

Final Da Euro: Portugal Espera Vencedor De Alemanha E Franca

Seleção lusitana espanta a zebra País de Gales e assistirá de camarote duelo que é uma espécie de final antecipada do campeonato de seleções do Velho Continente

No embate entre Cristiano Ronaldo e Bale, valeu a experiência e as estrela do CR7, que abriu o placar na vitória de 2 a 0 de Portugal sobre País de Gales – que chegou longe e agora dá adeus à Eurocopa, com uma honrosa e surpreendente campanha. Na partida disputada ontem, em Lyon, Nani decretou a classificação dos lusos para a grande final do principal torneio de seleções do Velho Continente.

Antes do confronto, o site de apostas Odds Shark já apontava o favoritismo dos portugueses (+115), com os galeses (+320) sendo uma escolha interessante, pois pagar três vezes mais pelo triunfo. E tal previsão se consolidou com a melhor qualidade dos comandados de Fernando Santos, que chegam a uma final de Eurocopa doze anos depois. Se naquela ocasião, jogando em casa, Portugal sucumbiu diante da Grécia, uma das maiores zebras da história do futebol mundial, agora, os “gajos” sabem que tanto França quanto Alemanha, que se enfrentam hoje pela outra vaga na decisão, chegam à final com mais prestígio.

Aproveitando-se desta situação, os portugueses terão menos peso para buscar o tão sonhado e inédito título europeu, que escapou em 2004, quando Cristiano Ronaldo já era a estrela da companhia, ao lado de outros dois brasileiros – um no banco e outro em campo, respectivamente: Felipão e Deco. E o astro número 1 do Real Madrid igualou, com o tento marcado contra Gales, o recorde de noves gols em edições da Euro – que até então pertencia ao francês Michel Platini.

ALEMÃES NÃO CREEM EM OUTRO 7 A 1

A partir das 16h (horário de Brasília), todos os olhos do mundo estarão voltados para o duelo entre França e Alemanha, rivais de longa data, seja no esporte ou qualquer outro tipo de disputa. De acordo com o oddsshark.com/br, a cada um real investido em triunfo alemão, o retorno será de 1.48. No caso dos Le Bleus, os apostadores ficam com 2.16 em cima de cada real. Nas quartas de final, os atuais campeões do mundo bateram a Itália, na decisão por pênaltis, enquanto os donos da casa superaram a simpática seleção da Islândia por 5 a 2.

Em entrevista concedida durante esta semana, o técnico germânico Joachim Löw, disse que o confronto está aberto e que “qualquer coisa pode acontecer”. Ele afirmou que a missão de seus comandados será atrapalhar os planos da França, que “tem uma grande seleção, vem crescendo muito nos últimos anos, joga em casa e só pensa no título”.

Um momento curioso da coletiva foi a pergunta sobre a relação entre a Copa de 2014, quando a Alemanha também enfrentou o país-sede (Brasil) e obteve um dos resultados mais expressivos e icônicos de todos os tempos do esporte: o fatídico 7 a 1, em Belo Horizonte. Sobre o mítico placar, Löw acha quase improvável que tal “fenômeno” aconteça de novo, mas espera, mais uma vez, estragar o prazer dos donos da festa.

Do lado francês, o técnico Didier Deschamps tratou de jogar o favoritismo para o lado adversário. E frisou:

“A Alemanha é a principal seleção do momento, é a campeã do mundo e tem o melhor time”, afirmou.

Apesar de reconhecer a superioridade dos tetracampeões do mundo e tri da Eurocopa, Deschamps diz que não imagina a França longe da decisão contra Portugal. A favor dos Bleus pesa o fato de não contarem com um desfalque sequer. E é bem provável que o mesmo time que entrou em campo nas quartas de final seja escalado para o jogão de logo mais.

Já o sempre confiante Joachim Löw terá que recorrer ao seu sortido elenco para suprir as ausências dos lesionados Sami Khedira e Mario Gomez, além do zagueirão Hummels, que terá que cumprir suspensão.

Quem leva a melhor: Alemanha ou França? E na grande decisão contra Portugal, quem tem mais chances de vencer CR7 e companhia? São perguntas cujas respostas serão conhecidas no início da noite do próximo domingo, quando chegará ao fim mais uma edição de sucesso da Eurocopa.

FICHA TÉCNICA

Alemanha X França

Local: Estádio Velódrome, Marselha (França)

Árbitro: Nicola Rizzoli (Itália)

Prováveis escalações:

ALEMANHA: Neuer; Howedes, Boateng e Tah; Kimmich, Kroos, Schweinsteiger (Draxler), Ozil, Götze e Hector; Thomas Muller

Técnico: Joachim Löw

FRANÇA: Lloris; Sagna, Koscielny, Umtiti e Evra; Matuidi, Pogba, Sissoko e Payet; Griezmann e Giroud

Técnico: Didier Deschamps

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar