Ganhador.com

Fórmula 1

Favorito, Hamilton dá 57% de lucro por vitória no GP da Itália

Com seis vitórias nesta temporada, sendo quatro nas últimas cinco corridas, o inglês Lewis Hamilton aparece como o mais cotado para vencer o GT da Itália neste domingo (04/09) e paga R$ 1,57 por cada real. Seu companheiro de equipe, que também tem seis triunfos no ano, vem logo atrás e dá R$ 3,25. Único piloto além dos dois da Mercedes a faturar um Grande Prêmio, o piloto da Red Bull, Max Verstappen, garante R$ 15,00 se conseguir chegar à sua segunda vitória. O retorno financeiro é o mesmo em caso de vitórias de Daniel Ricciardo (Red Bull) ou de Sebastian Vettel (Ferrari). Caso algum outro piloto surpreenda, o investidor receberá, no mínimo, R$ 151,00, de acordo com estatísticas do Oddsshark.com/br.

Se a vitória é concentrada nos pilotos da Mercedes, o pódio pelo menos reserva uma vaga para a disputa entre os demais participantes.  Com mais pódios além dos dois líderes, o piloto Sebastian Vettel paga R$ 15,00 por cada real caso consiga chegar pela sexta vez entre os três primeiros. Perseguindo a marca pela quinta vez, Daniel Ricciardo e Max Verstappen pagam o mesmo valor. Já Kimi Raikkonen paga R$ 29,00 se conseguir chegar entre os melhores também pela quinta vez. Entre os favoritos, Hamilton paga R$ 1,57 pelo pódio, enquanto Rosberg dá R$ 3,25. Investimento que a dupla da Mercedes chega junta ao pódio garante R$ 1,40 – o feito ocorreu seis vezes neste campeonato.  Outros dois já alcançaram a marca: se repetir o feito, Sergio Perez paga R$ 13,00 para cada real. Já Valtteri Bottas dá R$ 26,00. O brasileiro Felipe Massa garante R$ 51,00 caso consiga a façanha de chegar entre os três.

Massa também garante um retorno satisfatório se chegar na zona de pontuação. Paga R$ 1,40 por cada real se ficar entre os 10 primeiros colocados. Já os seis primeiros do campeonato pagam de 10% a 12% de lucro caso consigam pelo menos pontuar na corrida.

Outro investimento interessante é o duelo particular entre os pilotos da Mercedes. Quem acreditar que Hamilton chegará na frente de Rosberg recebe R$ 1,44. Caso o alemão leve a melhor, paga R$ 2,62. Já na disputa dos brasileiros, se Felipe Nasr levar a melhor sobre seu companheiro de equipe, Marcus Ericsson, o são pagos R$ 1,72 para cada real. Caso fique pior na classificação, o jogador ganha R$ 2,00. Na briga entre as Williams, o brasileiro Felipe Massa, que anunciou a aposentadoria da Fórmula 1 nesta temporada, paga R$ 2,76 se chegar na frente de Bottas, enquanto seu companheiro dá R$ 1,40 por cada R$ 1,00.

Na disputa pelo título, Hamilton, que tem 232 pontos no momento, paga R$ 1,16 por cada real. Com nove pontos a menos, Rosberg garante R$ 5,00 caso conquiste o campeonato. Se pintar alguma improvável surpresa e algum outro piloto levar o título da temporada, o investidor recebe, no mínimo, R$ 301,00.

Disputa por equipes

Uma vitória da Mercedes no GP deste domingo paga R$ 1,12 por cada real, enquanto o triunfo da Red Bull rende R$ 6,00. Até agora, estas foram as únicas equipes a vencerem um GP nesta temporada. A Mercedes venceu em 12 ocasiões, já a Red Bull, apenas uma – na Espanha. Se alguma outra equipe vencer, o investidor vai receber, no mínimo, R$ 11,00 por cada real apostado.

A Mercedes vem disparada na ponta da classificação, com 455 pontos. Na sequência, aparecem duelando pelo segundo posto as equipes da Red Bull, com 274, e Ferrari, com 252.

Com tamanha vantagem para as demais, a premiação pelo título de construtores para o título da Mercedes ficou extremamente baixa, de apenas R$ 0,02 para cada R$ 10,00. Com isso, a disputa fica pelo vice-campeonato, que passou a ser mais interessante. Caso a Red Bull fique com a segunda posição por equipes, o investidor fatura R$ 1,33 para cada real. Já se a Ferrari alcançar este lugar, paga R$ 3,25. Depois do GP da Itália ainda faltarão 7 etapas do mundial de Fórmula 1.

Chuva e abandonos

Segundo a UBIMET, empresa responsável por relatar sobre as condições meteorológicas à Fórmula 1 informou que existe a possibilidade do GP da Itália ser disputada com pista molhada. Com isso, duas possibilidades de investimento passam a ser ainda mais atrativas: quem acreditar que a prova terá a entrada do Safety Car fatura R$ 1,66 por cada real. Além disso, se torna ainda mais interessante acompanhar o primeiro a abandonar a corrida. O mais cotado para deixar o GP mais cedo é o piloto Jolyon Palmer, que paga R$ 12,00 por cada real se abandonar antes de todos os demais. Na sequência, aparecem Jenson Button, Marcus Ericsson, Daniil Kvyat, Esteban Ocon e Fernando Alonso, que pagam R$ 13,00 se forem os primeiros a deixarem a corrida. Pelas equipes, a Mclaren paga R$ 6,50 se um dos seus pilotos deixar a corrida primeiro, enquanto a Toro Rosso e Manor dão R$ 7,00.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar