Ganhador.com

NFL

Empate histórico entre Seahawks e Cardinals é destaque em uma semana 7 recheada de surpresas

Foto: Christian Petersen / Getty Images

 

Sim, existem empates na NFL! Isso pode ser uma informação nova para os que acompanham a liga há pouco tempo, mas já são 21 jogos que terminam em igualdade desde a mudança nas regras e a implantação da prorrogação em 1974.Entretanto, nenhum desses duelos foi tão peculiar como o do último Sunday Night Football entre Arizona Cardinals e Seattle Seahawks: pela primeira vez desde a mudança da regra duas equipes empataram sem anotar um touchdown sequer! O resultado final de 6 a 6 mostra bem o que foi o embate – apelidado como ‘melhor pior jogo de todos os tempos’. Certamente o que as equipes fizeram em Phoenix no último domingo entrou para a história.

Somente o fato de uma partida terminar empatada em 3 a 3 no tempo normal já mostra que não se tratava de um jogo qualquer. Alguns até rotulam o duelo como ruim pela ausência de grandes jogadas ofensivas, mas é preciso entender a magnitude do que as duas defesas fizeram em campo – principalmente a dos Seahawks: os comandados de Pete Carroll ficaram absurdos 46min21sec em campo, maior marca da história da NFL, e mesmo assim cederam apenas seis pontos. Isso é monstruoso. Já o ataque de Seattle nada produzia contra a defesa de Arizona – foram cinco first downs no tempo normal. O time apenas chegou no empate de 3 a 3 no último quarto graças a um punt bloqueado.

Os Cardinals tiveram o dobro de posse de bola e de jardas totais, mas mesmo assim o duelo se encaminhou para o tempo extra. Certamente a prorrogação mais absurda e até bizarra já vista! Após as equipes anotarem um field goal de cada lado, Arizona foi avançando bem em campo e ficou a apenas uma mísera jardinha do touchdown. Como qualquer pontuação venceria o jogo naquele momento, o técnico Bruce Arians optou pelo field goal de 24 jardas – o mais fácil de todos. O kicker Chandler Catanzaro foi para a consagração e não converteu, para desespero do estádio lotado. Seattle aproveitou o momento de total incredulidade dos Cardinals e posicionou seu kicker para um field goal de 28 jardas praticamente no estouro do cronômetro, mas, para surpresa de todos, Stephen Hauschka também errou! Que final maluco!

Como empates na NFL são bem esporádicos, pouquíssimas pessoas devem ter faturado com o resultado – que chega a ter odds por volta de 50 para 1. Certamente deve ter algum investidor comemorando demais por aí! Os que acreditaram em um duelo com menos de 43 pontos também se deu bem – o under pagou R$2,12 a cada real investido! Já o spread +2 dos Seahawks, ou seja, o time perder por menos de dois pontos, quase dobrou o montante inicial investido.

 

Eagles derrubam último invicto; Chargers surpreendem Falcons em Atlanta

Não temos mais invictos na NFL! O maluco Sunday Night Football ofuscou um pouco o revés do Minnesota Vikings na Philadelphia: o time foi dominado pelos Eagles em boa parte da partida e caiu por 21 a 10 – vendo a invencibilidade de cinco partidas ir para o espaço. Após um primeiro quarto completamente maluco, com cinco turnovers, as Águias foram se encontrando e mostraram a força daquele time que ficou invicto nos três primeiros jogos de 2016. As duas defesas foram muito bem, roubaram quatro bolas cada, o principal diferencial dos Eagles foi conseguir transformar roubadas de bola em pontos.

Um dos ingredientes desse embate na Cidade do Amor Fraternal era o reencontro de Sam Bradford com os Eagles – o QB foi trocado de Philly para Minnesota a oito dias do início da temporada regular. Dessa vez a famosa ‘lei do ex’ não funcionou, Bradford foi simplesmente amassado pela defesa das Águias: foram seis sacks e três turnovers forçados – os primeiros dele em 2016. Foram vários abraços, nada fraternais, da defesa de Philly em seu ex-quarterback! Quem acreditou no azarão, mesmo jogando em casa, se deu bem: a vitória dos Eagles rendeu R$2,23 a cada real investido.

O voo alto das Águias foi destaque, mas não foi a maior zebra da rodada. O maior odd da rodada veio do San Diego Chargers, isso mesmo, aquele time que costumava perder os jogos no fim! Parece que a maré está começando a mudar na ensolarada San Diego. Conhecidos por entregar jogos no final, dessa vez foi Philip Rivers e companhia que foram atrás do resultado: os Chargers foram buscar uma diferença de 13 pontos no último período e venceram o forte time do Atlanta Falcons em pleno Georgia Dome por 33 a 30 – com um field goal de 42 jardas na prorrogação.

Nada mal para quem havia levado a virada em quatro dos primeiros cinco jogos disputados no ano! Vencer uma das equipes mais fortes da NFL em seus domínios pode dar aos Chargers aquele gás a mais para sair da lanterna da difícil AFC West – a divisão com mais vitórias em 2016 ao lado da NFC East (17). Quem acreditou no triunfo dos comandados de Mike McCoy deve estar sorrindo de orelha a orelha! A vitória rendeu R$2,75 a cada real investido em San Diego. Bolt up, San Diego!

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar