Ganhador.com

Futebol

Brasil retorna ao Top 5 da FIFA, entenda porque

Com a entrada de Tite para colocar ordem na Seleção Brasileira e as duas vitórias consecutivas que conquistou pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, a Seleção Verde-amarela volta a se reerguer no ranking da FIFA. Mais do que isso, foi de todas a seleção que mais cresceu em pontuação esse mês. O aumento de 167 pontos garantiu a subida do 9º para o 4º lugar.

Foi-se o tempo em que podíamos nos considerar a número 1 do mundo. Apesar dos cinco títulos mundiais, a última vez em que a Seleção Canarinho ocupou o topo do ranking foi em 2006. De lá para cá, a colocação flutuou. Teve seus piores momentos em 2012, ano em que, por já possuir vaga garantida na Copa do Mundo em que seria anfitriã, jogou menos partidas do que as outras seleções e caiu para a 18ª posição; e no ano seguinte, quando o momento de instabilidade a levou à 22ª colocação.

Em 2016, sob o comando de Dunga, a Seleção foi eliminada precocemente da Copa América. Nas Eliminatórias da Copa do Mundo, triunfou apenas sobre os lanternas da competição. Após a demissão de Dunga, Tite assumiu o time com a promessa de mudanças, a começar pela comissão técnica, com a contratação de Cléber Xavier, Edu Gaspar e Matheus Bacchi, equipe com quem já vinha realizando um trabalho exemplar no Corinthians. Para fazer a escalação, estudou a fundo as estatísticas dos jogadores que tinha à disposição e conversou com os treinadores dos clubes. Buscou aproveitar ao máximo a defesa escalada por Dunga, mas fez mudanças drásticas no ataque. Para alegria dos torcedores, trouxe Marcelo, Gabriel Jesus e Neymar Jr.

A estratégia de Tite se baseia em diálogo, transparência, humildade, integração e organização, características essenciais para que o time se classifique para a Copa do Mundo FIFA de 2018. Foi com esse objetivo em mente que o time entrou em campo nos últimos dois jogos e conquistou a vitória por 0 a 3 sobre o Equador, em Quito, e por 2 a 1 sobre a Colômbia, em Manaus.

Como são calculados os pontos para o ranking da FIFA

A cada embate entre duas seleções, a FIFA confere uma pontuação ao dois times. O cálculo é feito com base na fórmula:

Pontuação = M x I x T x C

  • M é o resultado da partida. Uma vitória vale 3 pontos e um empate vale apenas 1. Caso o jogo seja resolvido nos pênaltis, o vencedor recebe apenas 2 pontos, e o perdedor recebe 1. Uma derrota no tempo normal de jogo não pontua.
  • I é a importância da partida. Um amistoso vale 1 ponto, um jogo das Eliminatórias da Copa vale 2,5, um jogo da Copa vale 3 e a final da Copa do Mundo vale 4 pontos.
  • T é a força do time adversário, definida de acordo com sua posição no ranking atual.
  • C é a força da confederação. O CONMEBOL vale 1 ponto.

Com base nessa fórmula, os pontos recebidos pelo Brasil no jogo contra a Colômbia são calculados da seguinte maneira: 3 x 2,5 x 197 x 1 = 1477,5 pontos. Essa pontuação passa a ser considerada na média dos últimos 12 meses, e depois disso deprecia com o tempo. Apenas partidas realizadas nos últimos 4 anos são levadas em consideração. Para manter o time em uma boa colocação, é indispensável perpetuar o bom desempenho.

Próximos jogos

No dia 6 de outubro, a seleção enfrenta a Bolívia, em Natal, pela 9ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo. Na sequência, viaja a Mérida, para o duelo contra a Venezuela pela 10ª rodada, no dia 11. A lista de convocados para as duas partidas será divulgada na sexta-feira, às 15 horas.

Essa é a chance de mostrar à FIFA, aos adversários, e até mesmo aos torcedores, que a Seleção Brasileira não só pode, como vai voltar para o topo do mundo.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar