Eliminatórias da Copa do Mundo 2018

Austrália e Japão empatam e puxam os lucros nas Eliminatórias da Ásia

Austrália x Japão

A terceira fase das Eliminatórias da Ásia para a Copa de 2018 teve sua quarta rodada realizada nesta terça-feira (11). Ao todo, seis jogos colocaram em atividade as 12 seleções que compõem este momento da competição que vai classificar quatro países para o Mundial da Rússia daqui a dois anos.

O Grupo A é o que está mais equilibrado, com apenas três pontos de diferença entre o líder Irã e a Coreia do Sul, a terceira colocada. A rodada teve o confronto de ambas e terminou com uma surpreendente vitória do Irã por 1×0. Jogando em casa, a seleção iraniana abriu o placar logo aos 25 minutos do primeiro tempo e depois só controlou os atrapalhados ataques coreanos. O triunfo gerou um lucro interessante. Pagou R$ 2,08 a cada R$ 1,00 investido. A vitória da Coreia renderia R$ 3,84, com o empate devolvendo R$ 2,98.

Tradicional integrante das Copas, a Coreia chegou a ser até a quarta colocada quando sediou o seu Mundial, em 2002. Mas o momento da equipe é confuso e há sério risco de não avançar sequer para a repescagem.

Situação oposta ocorre com o Irã, que participou da Copa do Mundo de 2014 e caminha firme para repetir a presença, desta vez na Rússia.

Outra partida do grupo que rendeu lucros semelhantes ao de Irã x Coreia foi a vitória do Uzbequistão contra a China. O jogo foi realizado no Uzbequistão. O placar de 2×0 foi construído no segundo tempo e com grande facilidade dos mandantes nos minutos finais. O triunfo pagou R$ 1,96, com a eventual vitória da China rendendo R$ 3,95. O empate retornaria R$ 3,18 a cada R$ 1,00 apostado.

A rodada terminou com a vitória simples do Qatar contra a Síria por 1×0. Jogando no Qatar, a seleção da casa contou com um pênalti na primeira etapa para colocar os números que seriam os finais no placar.

O 1×0 Qatar pagou R$ 1,63 a cada R$ 1,00, sendo depois acompanhado pelo empate (R$ 3,61) e pela vitória da Síria, que devolveria R$ 5,35 caso fosse a opção concretizada.

Se está equilibrada na ponta, com o trio Irã, Uzbequistão e Coreia do Sul brigando pela primeira colocação, a disputa pelo terceiro lugar que levaria à repescagem está também interessante. Hoje, a posição é ocupada pela Coreia, com 7 pontos, só três à frente da Síria. Ainda falta uma partida para o fim da primeira fase. Foram realizados quatro jogos de um total de dez.

 

Tradição

O Grupo B envolve as seleções que tradicionalmente avançam à Copa do Mundo, e algumas delas oferecem trabalho até para seleções mais fortes da Europa e da América do Sul. É o caso de Austrália e Japão, que empataram por 1×1 nesta terça em Melbourne.

O Japão saiu na frente logo aos 5 minutos, mas a Austrália chegou à igualdade com um gol de pênalti convertido por Jedinak no começo do segundo tempo.

O 1×1 rendeu o maior lucro do dia, pagando R$ 3,19 a cada R$ 1,00 investido.  Jogando em casa, a Austrália era a favorita. Rendia R$ 2,39, enquanto o triunfo japonês pagaria R$ 3,02.

Vale observar o crescimento da Austrália nas próximas rodadas. O time é apontado pela imprensa de seu país em um nível semelhante ao da Copa do Mundo de 2014, quando chegou a fazer um jogo duro contra a Holanda, perdendo por 3×2 em pequenos detalhes.

O empate deixou o caminho livre para a Arábia Saudita assumir a ponta do grupo. Ela passou por cima dos Emirados Árabes por 3×0 com os três gols marcados nos 20 minutos finais do encontro. A arrasadora vitória gerou lucro de 214%, pagando R$ 2,14 a cada R$ 1,00 investido. Os Emirados Árabes devolviam interessantes R$ 3,37, valor raro de se ver em derrotados por placares elásticos. O empate geraria R$ 3,21 de retorno.

Outro placar muito elástico foi o Iraque 4×0 Tailândia disputado também na terça-feira, mas na cidade de Teerã, no Irã. Foi a típica situação do “dois vira, quatro acaba”.  A vitória iraquiana rendeu R$ 1,54 de retorno. O empate geraria R$ 3,91 a cada R$ 1,00, com a hipotética vitória da Tailândia rendendo R$ 5,83.

As Eliminatórias da Ásia voltam a campo daqui a um mês, com mais seis jogos movimentando o dia 15 de novembro. O confronto mais esperado desde já é o que vai envolver o Japão contra a líder Arábia Saudita. A partida está marcada para Saitama, um dos estádios usados para o Mundial de 2002.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar