Ganhador.com

Apostas na Copa do Mundo de futebol: como fazer seu palpite no Qatar-2022

A Copa do Mundo é mesmo um fenômeno: Rússia 2018 mal terminou e já estamos pensando no Qatar-2022. Para o fanático pelo futebol internacional, é algo inevitável. Por mais que outras competições – como a Liga dos Campeões e os campeonatos europeus –reúnam um grande número de craques, nada chega perto de um Mundial.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

A atmosfera nos estádios, a confraternização entre as torcidas nas ruas do país-sede, a emoção das partidas, as surpresas e reviravoltas durante o mata-mata… Trata-se de um espetáculo incomparável. A Copa é sempre um torneio marcante, mesmo que a seleção de sua preferência não chegue à grande final.

O pontapé inicial da Copa do Qatar ainda vai demorar, mas o verdadeiro fã dos Mundiais nunca deixa de acompanhar tudo o que envolve a mais nobre e vibrante competição do futebol internacional. Vale lembrar que as principais seleções – incluindo o Brasil – já têm testado novos jogadores projetando a disputa em 2022.

O Ganhador participa dessa contagem regressiva com você. A seguir, você encontra um raio-x da próxima Copa, mostrando tudo o que você precisa saber para ir se preparando para o torneio. De quebra, você já pode ir esboçando seus palpites, pensando na melhor estratégia para lucrar com as apostas durante o Mundial.

 

Um Mundial cheio de novidades

A Copa do Mundo do Qatar tem desde já um lugar de destaque na história do torneio. Será, por exemplo, a primeira edição da competição a ser disputada em um país do Oriente Médio. Também será a primeira vez que o Mundial acontece em um país de maioria muçulmana.

Por causa do calor sufocante no Qatar durante o período em que o Mundial costuma acontecer (entre junho e julho), a edição de 2022 será a primeira a acontecer em outro período do ano. A Fifa anunciou que a Copa vai começar em 21 de novembro e terminar a poucos dias do Natal, em 18 de dezembro.

Outra peculiaridade do Qatar-2022 é a proximidade entre as sedes. Nunca houve uma Copa em um país tão pequeno. Com isso, distâncias relativamente curtas separam todos os estádios. Será possível ir de uma arena a outra rapidamente usando um metrô de superfície – o que, para os torcedores que visitarem o país, é um grande atrativo.

Depois de superar Estados Unidos, Coreia do Sul, Japão e Austrália no processo de escolha da sede, o Qatar anunciou que receberá as partidas do Mundial em oito estádios e em cinco cidades-sede (Doha, a capital, terá três arenas). Apenas um estádio já existia antes da candidatura. Os outros sete estão sendo construídos do zero.

 

A última Copa com 32 seleções

Muitos torcedores ficaram irritados com a decisão da Fifa de expandir a Copa do Mundo a partir da edição de 2026, que acontece nos Estados Unidos, México e Canadá. Eles terão a última chance de acompanhar um Mundial com 32 equipes no Qatar-2022. A partir da edição seguinte, serão 48 participantes, o que ameaça derrubar o nível técnico do torneio.

A Fifa chegou a cogitar inaugurar o novo formato da Copa já em 2022, mas decidiu manter o mesmo regulamento das últimas edições, com 32 seleções distribuídas em oito grupos, e fase eliminatória com partidas de oitavas, quartas e semi antes da grande final. A Copa do Qatar terá, portanto, o mesmo número de partidas dos últimos Mundiais: 64 no total.

Outro aspecto que foi mantido para o Qatar-2022 é a distribuição de vagas entre os continentes. Apenas o país-sede tem classificação garantida, e as outras vagas serão alocadas da seguinte forma: treze para a Europa, cinco para a África, quatro para a América do Sul, quatro para a Ásia e três para América do Norte, América Central e Caribe.

Sobram outras duas vagas, que serão disputadas em repescagens envolvendo equipes da América do Sul, Oceania, Ásia e América do Norte, América Central e Caribe. O formato das Eliminatórias continentais ainda não foi oficializado, mas deve repetir as edições anteriores. O sorteio dos grupos das Eliminatórias acontecerá em julho de 2019.

No caso do Brasil e de seus vizinhos sul-americanos, não será preciso esperar até essa cerimônia da Fifa para saber quais serão os adversários na briga por uma vaga na Copa. Como de costume, as Eliminatórias da Conmebol terão grupo único, em que todos jogam contra todos em turno e returno.

 

Rússia 2018 foi a Copa das surpresas

O Mundial de 2018 recompensou os apostadores mais ousados. Afinal, não faltaram resultados surpreendentes, que proporcionaram lucros altíssimos a quem foi capaz de prever essas zebras. Aliás, as surpresas começaram antes mesmo da competição em si: Itália, Holanda, Chile e Estados Unidos não passaram pelas Eliminatórias.

Na fase de grupos na Rússia, a principal zebra foi a queda precoce da Alemanha, que atropelou a concorrência quatro anos antes, no Brasil. A seleção do técnico Joachim Löw chegou à Rússia disputando o favoritismo com os brasileiros, mas terminou a primeira fase em último lugar, com derrotas chocantes para México e Coreia do Sul.

Nas oitavas-de-final, a maior surpresa foi a eliminação da Espanha, outra favorita. Depois da demissão do técnico Julen Lopetegui às vésperas da estreia, a campeã de 2010 não se acertou e acabou sucumbindo diante da anfitriã Rússia. Messi e Cristiano Ronaldo também deram adeus nessa fase (a Argentina perdeu para a França e Portugal foi eliminado pelo Uruguai).

Nas quartas, o desfecho mais inesperado foi a derrota do Brasil para a Bélgica de Lukaku, Courtois, Hazard e De Bruyne. Os belgas seguiram rumo às semis para pegar a França, enquanto do outro lado da chave a surpreendente Croácia enfrentaria a Inglaterra. Franceses e croatas acabaram levando a melhor, enquanto belgas e ingleses tiveram de se contentar com a disputa pelo bronze (deu Bélgica, 2×0).

A finalíssima, em 15 de julho, em Moscou, foi um jogo emocionante e cheio de gols. No fim, a tradição dos Bleus falou mais alto, e a França faturou o bi mundial: 4×2, com gols de Griezmann, Pogba, Mbappé e um contra de Mandzukic. O centroavante croata também balançou as redes dos franceses (Perisic fez o outro gol croata na decisão).

 

Briga boa pela artilharia do torneio

Os goleadores brilharam nos gramados da Rússia, que assistiu a um show dos principais atacantes da competição. No fim, a Chuteira de Ouro ficou com o inglês Harry Kane, com seis tentos. Lukaku, Griezmann, Mbappé, Cristiano Ronaldo, Mandzukic e Cheryshev também se destacaram, com quatro gols cada.

A Bola de Ouro ficou com o croata Luka Modric, principal responsável pela campanha histórica de sua seleção no torneio. Hazard ficou com a Bola de Prata e Griezmann, com a Bola de Bronze. Outro destaque da competição foi o francês Mbappé, que destruiu a Argentina nas oitavas e foi eleito o melhor jogador jovem da Copa.

O prêmio Luva de Ouro foi concedido ao belga Courtois, que salvou sua seleção em diversas partidas, incluindo o duelo com o Brasil. Ele também apareceu na seleção do torneio, que foi a seguinte: Courtois; Granqvist, Varane, Thiago Silva e Yerry Mina; Cheryshev, Philippe Coutinho e Modric; Kane, Hazard e Griezmann.

 

Faltou muito para o hexa do Brasil

Por ter chegado à Rússia como principal favorito ao título, o Brasil fez uma campanha decepcionante em 2018. A seleção não fez nenhum papelão, longe disso – mas também não chegou nem perto de mostrar o que se esperava dela. O sexto lugar na classificação geral foi muito menos do que a equipe poderia conseguir.

Em cinco jogos disputados no torneio, a equipe de Tite venceu apenas três (Costa Rica, Sérvia e México). Além disso, empatou com a Suíça e perdeu para a Bélgica nas quartas-de-final, resultado que eliminou o Brasil da competição. Por mais que a equipe belga contasse com grandes jogadores, foi uma surpresa.

A grande decepção brasileira na Copa foi Neymar. Voltando de contusão, o camisa 10 teve um desempenho irregular no torneio, alternando bons momentos com aparições muito discretas. Neymar terá uma chance de se redimir em 2022, quando terá 30 anos. Por outro lado, Philippe Coutinho fez uma boa Copa e se firmou como referência da equipe.

 

Seleção Brasileira é sempre favorita

O único país a participar de todos os Mundiais é também o eterno favorito à conquista do título. O hexa não veio em 2018, mas pode enfim ser conquistado em 2022. Mesmo antes da definição dos participantes, o mercado de apostas futuras na Copa do Qatar já coloca o Brasil como o principal candidato ao título.

De acordo com as cotações das principais casas de apostas, a seleção brasileira está um degrau acima das demais potências do futebol internacional. A manutenção de Tite no comando aumenta a chance brasileira. Outras três equipes com imenso potencial e muitos craques estão empatadas em segundo lugar: Alemanha, Espanha e França.

Como é difícil prever se Lionel Messi ainda estará vestindo a camisa da Argentina no Mundial do Qatar, a seleção dos nossos vizinhos aparece logo abaixo do trio europeu. Em seguida vem a Bélgica, que deverá ter mais uma chance de conquistar o título inédito com sua geração de ouro. Os principais destaques da equipe têm idade para mais uma Copa.

A sétima equipe na lista de favoritos é uma ótima pedida para quem quer lucrar alto: a Inglaterra, campeã em diversos torneios de base nos últimos anos, deverá contar com uma riquíssima safra de talentos em 2022. Em seguida vêm Itália e Holanda, equipes que esperam voltar com força total ao torneio depois da ausência em 2018.

 

Como faturar nas casas de apostas

Quem gosta de fazer seus palpites nos grandes duelos do futebol internacional tem inúmeras alternativas para lucrar e se divertir com as apostas na Copa do Mundo. Nenhuma outra competição movimenta tantos apostadores ao redor do planeta. E você não precisa nem mesmo esperar a competição começar para investir.

Como já mencionamos acima, já é possível colocar suas fichas nas apostas de longo prazo no Mundial do Qatar. Por causa da grande antecedência desses palpites, você costuma ter um retorno ainda maior caso realize uma aposta certeira. A partir de 2019, você poderá investir também nos duelos das Eliminatórias.

Quando chegar o momento de a bola rolar no Qatar, você terá dezenas de opções para testar seus conhecimentos e sua percepção. Os jogos da Copa do Mundo estão entre as partidas que oferecem mais alternativas de apostas. Todos os detalhes de cada confronto podem servir para você lucrar.

 

Escolhendo o site certo para apostar

O apostador brasileiro tem diversas opções para colocar à prova seus conhecimentos sobre a Copa do Mundo. Mas antes de fazer uma aposta nos jogos do torneio, vale a pena conhecer todas as opções disponíveis no mercado. É indispensável escolher uma casa de apostas on-line que atenda às suas necessidades.

Bodog, Bumbet, Bet365, Betway e Rivalo estão entre os sites seguros e confiáveis à disposição dos apostadores do Brasil. Todos têm versões em português e trabalham com apostas em reais. O Ganhador avaliou as melhores casas de apostas esportivas do Brasil e indica para você quais são os pontos fortes de cada uma delas.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

 

Como usar os palpites dos especialistas

Diversas casas de apostas da internet e sites especializados em apostas oferecem prognósticos de especialistas em cada modalidade esportiva. Eles utilizam os dados estatísticos para calcular os resultados mais prováveis em cada disputa – aumentando, com isso, sua chance de sucesso.

As estatísticas e o retrospecto apontam o caminho e você avalia qual é a melhor forma de utilizar esses dados – mesmo que discorde dos palpites indicados pelos sites, você terá mais informações para decidir. Portanto, não deixe de descobrir como utilizar os prognósticos dos especialistas para aprender a lucrar ainda mais com suas apostas.

 

Voltar