Ganhador.com

UFC

Por que Yoel Romero pode quebrar a banca contra Israel Adesanya no UFC 248

Yoel Romero é lutador peso médio do UFC
Foto: Divulgação / UFC

O UFC 248 que acontece neste sábado, em Las Vegas (EUA), coloca frente a frente Israel Adesanya e Yoel Romero numa das lutas mais aguardadas do início de temporada no mundo das lutas. O campeão nigeriano fará sua primeira defesa de cinturão na categoria dos médios diante do desafiante cubano, mas apesar de ser o grande favorito no confronto nas casas de apostas, precisa ter muito, muito cuidado.

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$600

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saiba como apostar no UFC 248

Lá no Bodog, a vitória do favorito Adesanya rende um lucro tímido de 32% em caso de vitória do campeão, enquanto o possível triunfo de Yoel Romero alcança um rendimento de 220% se o cubano virar campeão no UFC 248.

A escolha de Yoel Romero foi um claro sinal do tipo de campeão que Adesanya é. Ele não quer a luta mais fácil, ele quer se arriscar, encarar os adversários mais duros e assim conseguir elevar seu status de astro da maior organização de MMA do planeta. E embora Romero tenha perdido as últimas duas lutas que fez no octógono, um retrospecto que joga contra sua chance ao título, o cubano é sem dúvida a luta mais difícil disponível no momento, uma vez que Paulo Borrachinha está fora de ação por conta da recuperação de uma lesão no bíceps.

O problema é que tal escolha, por mais bonito que seja um ato de bravura, pode cobrar seu preço. A confiança do campeão pode virar armadilha. Isso porque apesar de invicto no MMA com 18 vitórias em 18 lutas, Adesanya foi derrotado no MMA amador por um adversário que tinha especialidade na luta agarrada e conseguiu colocá-lo para baixo. Romero tem nível olímpico de wrestling. A questão é se ele vai querer usar essa arma contra Adesanya (ultimamente ele opta por lutar de pé sempre) e se ele vai conseguir colocar Israel para baixo, uma vez que o nigeriano se movimenta bem e usa bem sua envergadura para manter distância dos rivais. Mas o fato é que se Romero valorizar a chance pelo cinturão e aceitar que o melhor caminho é por baixo, ele tem condições de derrubar o rival. E se ele colocar Adesanya de costas no chão, o campeão estará em apuros.

Em se tratando de uma disputa de cinturão, vale lembrar que o duelo é previsto para cinco rounds. Adesanya e Romero já participaram de verdadeiras batalhas de 25 minutos. O cubano perdeu as duas vezes que fez cinco rounds no UFC – uma delas de forma polêmica, vale ressaltar.

No papel, o favoritismo de Adesanya se justifica pelo cartel, a fase espetacular que vive e, claro, o desempenho no cage. É um lutador inteligente, calculista, preciso e letal. Se não tiver deixado o sucesso subir à cabeça, suspeita que se aflora com a escolha de Romero como rival, pode seguir em frente rumo ao duelo com Paulo Borrachinha no futuro. Mas se estiver com a mentalidade errada na hora da luta pode acabar se complicando.

Aos 42 anos, Yoel Romero é um lutador forte, bate pesado, tem poder de nocaute e técnica no wrestling para derrubar. Mesmo vindo de derrotas é um duelo competitivo e um desafio ao campeão. Merece mais do que respeito. Não faz uma luta sequer monótona e quando perde é lutando bem, de igual para igual, deixando a impressão de que podia ter vencido mesmo quando perdeu. Abre o olho, Adesanya!

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar