Ganhador.com

Copa América

Messi enfim campeão pela Seleção Argentina: quais as chances e as cotações para isso acontecer na Copa América 2021

Messi da Argentina
AP Images

E Lionel Messi, enfim conquistará o gelado coração da torcida argentina? O gênio se encaminha para a aposentadoria pela equipe de seu país, mas no ano que vem, 2021, a Copa América será disputada por lá, e até aqui a competição não dá sinais de ser afetada pela pandemia do coronavírus. A possibilidade de o camisa 10 enfim dar uma volta olímpica vestindo azul e branco será a grande atração do torneio marcado para ser disputado também na Colômbia, e já é possível, claro, conferir as cotações nas casas de apostas como o Bodog – neste período magro de competições, os fãs das apostas em futebol têm uma boa oportunidade de estudar os lucros do campeonato que tem o Brasil como atual ganhador. Anote aí: a Copa América 2021 será realizada entre 11 de junho e 11 de julho.

 

Palpite: Argentina campeã, com odds de R$ 2,75 para 1 no Bodog

 

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$600

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

 

Copa América 2021

O torneio de seleções mais importante da América terá uma nova edição marcada para ser disputada na Argentina e Colômbia – tal sistema de sedes duplas é raro e valerá a pena conferir o seu funcionamento. O Ganhador repassa a partir de agora as quatro equipes que pintam como favoritas ao título na competição.

 

Argentina – R$ 2,75

A pressão é imensa, mas a chance da equipe comandada pelo desconhecido Lionel Scaloni é igualmente grande: ser enfim campeã depois de 28 anos (o último título foi a Copa América de 1993) e na sua própria casa. A cotação de R$ 2,75 para 1 no Bodog se justifica pela ótima geração que a equipe põe em campo e por contar com Messi, sedento para não pendurar as chuteiras sem um troféu pela sua seleção. Ainda tem Agüero, Di María, Paredes, Armani…

 

Brasil – R$ 3,25

O atual campeão da Copa América (título conquistado em cima do Peru) virá forte outra vez na competição do ano que vem. Resta saber se o técnico Tite terá os seus melhores jogadores à disposição. O Brasil já deu as costas para a Copa América em outras ocasiões, e tal possibilidade não deve ser desconsiderada para o ano que vem.

 

Colômbia – R$ 5,50

Os odds de R$ 5,50 para 1 no Bodog são interessantes e mostram que a Colômbia é sim uma aposta coerente para a competição. Tem jogadores capacitados e vai jogar como uma das sedes. Ao lado da Argentina, tem a maior promessa de boa campanha entre todos os participantes.

 

Uruguai – R$ 9,00

O interminável Maestro Tabarez segue como o treinador, e a dupla mortal de ataque, Suárez e Cavani, também é esperada para a competição. A esperada renovação ainda não ocorreu, mas o Uruguai é tão surpreendente que ele pode sim encontrar jogadores interessantes até o pontapé inicial.

 

Cotações de outros países para o título da Copa América

Chile – R$ 14,00 para 1 no Bodog
Peru – R$ 16,00
Venezuela – R$ 26,00
Paraguai – R$ 34,00

 

Confira mais sobre as apostas em futebol e os odds para outros palpites na modalidade.

 

 

Atualização Anterior – 29 / Abril/ 2020

por Giancarlo Lepiani

 

Com a mudança da Copa América para 2021, quem tem mais chances de ficar com o título? Veja como os odds mudaram

 

A pandemia do novo coronavírus provocou um terremoto no calendário do futebol no mundo todo. Além de interromper a disputa das ligas nacionais, a emergência de saúde pública forçou o adiamento das grandes competições marcadas para o meio de 2020: a Olimpíada de Tóquio, a Euro e a Copa América. No caso da competição sul-americana, o adiamento pode até aumentar o interesse pela competição, já que o torneio aconteceria apenas um ano depois da última edição, no Brasil. Mas será que alguma seleção levará vantagem com a mudança de agenda?

 

De acordo com as cotações dos sites de apostas como o Bodog, a Argentina, que já estava isolada como favorita, segue firme na frente, inclusive com uma oscilação positiva nos odds. O Brasil, seu principal concorrente, segue com a mesma cotação nos palpites de longo prazo (conhecidos pelo termo “outrights”) sobre quem será o campeão sul-americano. Com os fãs das apostas em futebol ansiosos para ver a bola voltar a rolar na América do Sul, confira as projeções atualizadas para a competição.

 

Palpite: Brasil campeão, com odds a R$ 3,25 no Bodog

 

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$600

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

 

Outrights da Copa América em 2021

A Conmebol pretende realizar a competição exatamente no mesmo formato, apenas com o adiamento em um ano. Ao contrário do que aconteceu no Brasil-2019, as equipes serão divididas segundo critérios geográficos. A Zona Norte, com sede na Colômbia, terá Brasil, Venezuela, Peru e Equador, além da anfitriã e do convidado Catar. A Zona Sul (Argentina), contará com a equipe da casa mais Uruguai, Chile, Paraguai, Bolívia e Austrália. As quartas e semis serão divididas entre Argentina e Colômbia, e a final será em Barranquilla.

 

1) Argentina – de R$ 3,00 para R$ 2,75

A favorita vai chegar com um jejum ainda maior: serão 28 anos sem títulos. Além disso, a tendência é de que a pressão sobre Lionel Messi seja ainda maior, já que o craque estará ainda mais próximo da despedida da seleção (ele vai completar 34 anos durante o torneio) e estará ainda mais ansioso para levantar seu primeiro título com a equipe nacional. Neste momento, o favoritismo argentino se ampliou, com a cotação passando para R$ 2,75 para 1 em caso de título (os odds anteriores eram de R$ 3,00).

 

2) Brasil – R$ 3,25 (odds inalterados)

Entre as seleções com mais chances de título, o Brasil é o único time que manteve os odds (R$ 3,25 para 1 no Bodog). Isso pode ser atribuído à estabilidade da equipe, que vive uma situação mais tranquila que as concorrentes, apesar de algumas cobranças sobre Tite por causa da queda de produção nos últimos meses. Um ponto positivo é a possibilidade de o Brasil contar com Neymar em forma. Desfalque em 2019, ele vinha de uma série de lesões e agora poderá chegar à Copa América em melhores condições físicas.

 

3) Colômbia – de R$ 5,00 para R$ 5,50

Uma pequena oscilação negativa na cotação dos colombianos, que têm no fator casa seu principal trunfo. A talentosa geração de James, Cuadrado, Mina e Ospina chegará um ano mais velha ao torneio, mas o grupo ainda não é veterano a ponto de ter seu desempenho comprometido pelo desgaste físico.

 

3) Uruguai – de R$ 10,00 para R$ 9,00

O maior vencedor da história da Copa América, com quinze títulos conquistados, melhora sua cotação, passando para R$ 9,00 para 1 no Bodog, com a possibilidade de contar com o matador Luis Suárez em forma. Ele sofreu uma contusão no início do ano e lutava contra o tempo para se recuperar. Agora, tem tudo para chegar inteiro ao torneio.

 

Outras cotações

Chile – R$ 14,00 para 1 (antes estava em R$ 13,00)
Peru – R$ 26,00
Paraguai – R$ 34,00
Venezuela – R$ 34,00
Equador – R$ 51,00
Austrália – R$ 81,00
Catar – R$ 81,00
Bolívia – R$ 151,00

 

Confira mais sobre futebol internacional e as melhores ligas do exterior.

 

Atualização Anterior – 16/01/2020

por Giancarlo Lepiani

 

Com Neymar buscando título inédito, Brasil desafia favoritismo da Argentina na Copa América 2020; confira as cotações

 

O Brasil é o atual campeão da Copa América, mas seu principal jogador ainda não tem esse título em sua invejável galeria de conquistas. Uma contusão às vésperas do torneio em 2019 tirou Neymar da campanha vitoriosa em casa. No último fim de semana, após mais uma exibição de gala pelo PSG, o craque deu seu recado ao técnico Tite: quer ser chamado tanto para a Copa América como para a Olimpíada deste ano. “Sou fominha, vocês sabem”, brincou. Como só a Copa América faz parte do calendário oficial da Fifa, o mais provável é que o PSG libere seu astro apenas para a competição sul-americana.

De acordo com as cotações dos sites de apostas como o Bodog, o Brasil tem um grande concorrente na busca pelo bi consecutivo: a Argentina, que divide a missão de receber a Copa América 2020 com a Colômbia. A seleção colombiana, por sinal, também aparece muito bem nos palpites de longo prazo (conhecidos pelo termo “outrights”) sobre quem será o campeão sul-americano. Como muitos fãs de apostas em futebol já sabem, esse é um dos tipos de palpites mais interessantes, pois você precisa avaliar a competição como um todo e torcer pelo seu favorito ao longo de toda a campanha.

Palpite: Brasil campeão, com odds a R$ 3,25 no Bodog

 

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$600

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

 

Outrights da Copa América 2020

O torneio acontece entre 12 de junho e 12 de julho, com um novo formato de disputa. Ao contrário do que aconteceu na Copa América do Brasil, as equipes serão divididas segundo critérios geográficos. A Zona Norte, com sede na Colômbia, terá Brasil, Venezuela, Peru e Equador, além da anfitriã e do convidado Catar. A Zona Sul, na Argentina, contará com a equipe da casa mais Uruguai, Chile, Paraguai, Bolívia e a convidada Austrália. As quartas e semifinais serão divididas entre Argentina e Colômbia, e a decisão será em Barranquilla.

 

1) Argentina – R$ 3,00

Será que a equipe bicampeã mundial vai quebrar o jejum de 27 anos sem títulos? Como mostram os odds de R$ 3,00 no Bodog, a Argentina de Lionel Messi tem boas chances de acabar com a escrita, iniciada na Copa América de 1993. O craque do Barcelona já acenou com o desejo de ser convocado – até porque essa pode ser uma de suas últimas chances de ser campeão vestindo a camisa da seleção. Na última vez em que disputaram a Copa América em casa, na edição de 2011, Messi e companhia foram muito mal, caindo já nas quartas. A pressão para faturar o troféu será enorme, o que pode acabar atrapalhando o time do técnico Lionel Scaloni.

 

2) Brasil – R$ 3,25

Os odds de R$ 3,25 no Bodog colocam a seleção brasileira praticamente em condições de igualdade com a Argentina, mesmo jogando longe de seus domínios. Algo fácil de explicar, já que o Brasil conta com uma ótima geração, vive uma fase de relativa estabilidade e não entrará no torneio com uma pressão excessiva. Tite não foi bem em 2019, mas vai querer dar a volta por cima numa temporada marcada não só pela Copa América como também pelo início das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. Neymar poderá contar com a ajuda de astros em ascensão, como os flamenguistas Gabigol e Bruno Henrique.

 

3) Colômbia – R$ 5,00

A seleção colombiana tem o fator casa a seu favor. Além de disputar toda a fase de grupos em Bogotá, Cali, Medellín e Barranquilla, a equipe do técnico português Carlos Queiroz vai ter a chance de jogar a final diante de sua torcida. Eliminada pelo Chile em 2019, a equipe cafetera segue com grandes valores – e a geração de James, Cuadrado, Mina e Ospina vai querer aproveitar sua melhor chance de título com a camisa da seleção.

 

4) Uruguai – R$ 10,00

O maior vencedor da história da Copa América corre por fora na edição 2020 do torneio. Com quinze títulos conquistados, o Uruguai surgia como postulante a mais uma taça em 2019, mas tropeçou diante do Peru nas quartas. A geração de Cavani e Suárez está com os dias contados, mas tem muita gente boa para conduzir o time, como os meias Arrascaeta, do Flamengo, e Valverde, novo destaque do Real Madrid. Com essa mescla de veteranos e novos valores, o Uruguai precisa ser respeitado – e pinta como boa opção de palpite de longo prazo para quem busca um retorno mais polpudo.

 

Outras cotações

Chile – R$ 13,00
Peru – R$ 26,00
Paraguai – R$ 34,00
Venezuela – R$ 34,00
Equador – R$ 51,00
Austrália – R$ 81,00
Catar – R$ 81,00
Bolívia – R$ 151,00

 

Confira mais sobre futebol internacional e as melhores ligas do exterior.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar