UFC

Primeiro trimestre do UFC em 2019 tem domínio de azarões em lutas principais e lucros de até 300%

Anthony Pettis comemora vitória por nocaute contra Stephen Thompson no UFc Nashville
Foto: Divulgação / UFC

A temporada do UFC já conta com dez eventos realizados, mas os últimos três shows da maior organização de MMA do mundo mostraram que quando o assunto é luta principal, os azarões estão tirando o sono das casas de apostas. Em dez lutas, apenas três tiveram vitórias de favoritos, enquanto em seis combates os azarões fizeram a festa – um duelo teve odds iguais sem favorito ou azarão. Esse retrospecto, que gerou lucros de até 300%, mostra que as casas de apostas estão tendo dificuldades para acertar o favoritismo – ou então é apenas mais um sinal de que a imprevisibilidade do MMA é inatingível e segue tirando o sono dos especialistas. Melhor para quem aposta nas lutas do UFC!

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

De janeiro para cá, Israel Adesanya, Jon Jones e Junior Cigano comprovaram seus favoritismos dentro do octógono e venceram seus confrontos, gerando lucros pequenos, mas seguros. Por outro lado, Henry Cejudo, Marlon Moraes, Francis Ngannou, Jorge Masvidal, Anthony Pettis e Justin Gaethje quebraram a banca e geraram lucros de até 300% no Bodog.

Apenas uma luta principal até agora teve odds iguais na temporada. No UFC Fight Night Praga, em fevereiro, Thiago Marreta e Jan Blachowicz tinham a mesma cotação (R$ 1,87) devido ao equilíbrio do embate. O brasileiro saiu vencedor do confronto com um nocaute no terceiro round e engatou a terceira vitória seguida nos meio-pesados.

O maior lucro entre os favoritos foi gerado por Junior Cigano, que com a vitória diante de Derrick Lewis no UFC Wichita garantiu 47% de lucro aos investidores. Já entre os azarões, Anthony Pettis foi o responsável pela maior zebra – e consequentemente o maior lucro – do ano. O nocaute espetacular no terceiro round contra Stephen Thompson na luta principal do UFC Nashville alcançou um rendimento de 300% aos apostadores.

Lutas principais do UFC nos primeiros 10 eventos de 2019

  • UFC Brooklyn: Henry Cejudo (R$ 2,45) nocauteou TJ Dillashaw (R$ 1,57) no 1º round
  • UFC Fortaleza: Marlon Moraes (R$ 2,25) finalizou Raphael Assunção (R$ 1,45) no 1º round
  • UFC 234: Israel Adesanya (R$ 1,15) venceu Anderson Silva (R$ 5,25) na decisão
  • UFC Phoenix: Francis Ngannou (R$ 2,35) nocauteou Cain Velásquez (R$ 1,60) no 1º round
  • UFC 235: Jon Jones (R$ 1,11) venceu Anthony Smith (R$ 6,25) na decisão
  • UFC Wichita: Junior Cigano (R$ 1,47) nocauteou Derrick Lewis (R$ 2,70) no 2º round
  • UFC Londres: Jorge Masvidal (R$ 3,00) nocauteou Darre Till (R$ 1,38) no 2º round
  • UFC Nashville: Anthony Pettis (R$ 4,00) nocauteou Stephen Thompson (R$ 1,25) no 2º round
  • UFC Filadélfia: Justin Gaethje (R$ 2,10) nocauteou Edson Barboza (R$ 1,67) no 1º round

O próximo evento do Ultimate acontece no dia 13 de abril. O UFC 236 acontece em Atlanta (EUA), e coloca duas disputas de cinturão em jogo. Inclusive, já fiz uma prévia análise da luta principal desse evento aqui.

Odds para o UFC 236

  • (R$ 1,40) Max Holloway x Dustin Poirier (R$ 2,95)
  • (R$ 2,60) Kelvin Gastelum x Israel Adesanya (R$ 1,50)
  • (R$ 1,60) Eryk Anders x Khalil Rountree Jr. (R$ 2,35)
  • (R$ 1,87) Alan Jouban x Dwight Grant (R$ 1,87)
  • (R$ 1,80) Ovince StPreux x Nikita Krylov (R$ 1,95)

Card preliminar

  • (R$ 1,66) Jalin Turner x Matt Frevola (R$ 2,20)
  • (R$ 2,70) Wilson Reis x Alexandre Pantoja (R$ 1,47)
  • (R$ 1,69) Max Griffin x Zelim Imadaev (R$ 2,15)
  • (R$ 1,69) Boston Salmon x Khalid Taha (R$ 2,15)
  • (R$ 2,25) Curtis Millender x Belal Muhammad (R$ 1,64)
  • (R$ 2,20) Lauren Mueller x Poliana Botelho (R$ 1,66)

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar