UFC

Por que José Aldo é tratado como azarão contra Moicano no UFC Fortaleza

José Aldo venceu Jeremy Stephens por nocaute em sua última apresentação no UFC
Foto: Divulgação / UFC

O UFC Fight Night que acontece em Fortaleza, dia 1 de fevereiro, tem tudo para ser empolgante. O evento, embora seja um Fight Night – e isso significa ter um prestígio menor da organização, vai contar com lutas interessantes para os fãs, especialmente as duas principais. Além de Raphael Assunção Vs Marlon Moraes, que deve definir o próximo desafiante ao título dos galos, o show conta com Renato Moicano Vs José Aldo pelos penas. Um confronto que coloca o ex-campeão como grande azarão no Bodog. E por diversos motivos.

Moicano é favorito, na minha opinião, se não deixar o fator “lenda” dominá-lo. No papel, hoje ele vive uma melhor fase e acumula argumentos para ser tratado como favorito no duelo, mas é bom lembrar que já vimos diversos lutadores “tremerem na base” ao se depararem com seu ídolo do lado contrário do cage. Isso acontece muito. Moicano prega um respeito enorme por Aldo, mas não pode respeitar demais, caso contrário não conseguirá desenvolver o jogo que o trouxe até o topo da divisão dos penas.

O que faz de José Aldo azarão? Vários motivos. Para começar, Moicano vem trilhando uma trajetória respeitável na divisão até 66kg. São cinco vitórias em seis lutas. “Ah, mas José Aldo é o maior campeão da história dos penas”. Sim, isso ninguém tira dele por um longo tempo. Mas o brasileiro já não demonstra o mesmo tesão pela luta há tempos. Vale lembrar que em 2016 ele tentou se aposentar, mas se viu preso no contrato com o UFC. E desde 2017 Aldo repete que busca encerrar o contrato com o UFC o quanto antes para buscar o sonho do boxe profissional. De forma resumida, é nítido que Aldo está “cumprindo tabela” no UFC. Não significa que ele não vai levar suas próximas lutas a sério, mas quando se enfrenta um rival de alto nível é bom estar no auge de sua performance.

Aldo perdeu três das últimas cinco lutas, sendo duas para Max Holloway. Em sua última apresentação, ele nocauteou Jeremy Stephens em um dos resultados mais felizes para o torcedor brasileiro em 2018. Não foi uma apresentação espetacular, mas mostrou que o brasileiro ainda tem lenha a queimar e está longe de ser um ex-campeão do UFC em fim de carreira disposto a servir de degrau para outros atletas.

Mas talvez a questão que mais possa ter influenciado a posição de azarão de Aldo diante de Moicano seja o momento da carreira que cada um vive. Moicano é jovem, mais ativo, tem boa sequência de vitórias e depois que bateu Cub Swanson em sua última luta com tamanha facilidade, tem se promovido nas redes sociais, pedido por uma chance ao título e desafiou o compatriota José Aldo antes da luta se confirmar. Já Aldo, lutou pela última vez em julho, e segundo o presidente do UFC Dana White, se negou a fazer a luta principal do UFC Fortaleza com Moicano por não querer lutar cinco rounds. Como o brasileiro e sua equipe não vieram a público esclarecer tal decisão, fica parecendo que o brasileiro está tão desinteressado com seu futuro no UFC que nem fazer luta principal mais ele quer. Ficou tudo muito estranho.

Fato é que tudo isso contribui para que Aldo, mesmo sendo o lutador talentoso e respeitado que é, seja tratado como azarão diante de Moicano no UFC Fortaleza.

Confira as lutas do UFC Fortaleza

Raphael Assunção x Marlon Moraes
José Aldo x Renato Moicano
Demian Maia x Lyman Good
Thiago Pitbull x Max Griffin
Anthony Hernandez x Markus Maluko
Júnior Albini x Jairzinho Rozenstruik
Mara Romero Borella x Taila Santos
Rogério Bontorin x Magomed Bibulatov
Johnny Walker x Justin Ledet
Ricardo Carcacinha x Said Nurmagomedov
Livinha Souza x Sarah Frota

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: UFC Fortaleza: Aldo Vs Moicano | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar