UFC

Por que Amanda Nunes é favorita contra Holly Holm no UFC 239

Amanda Nunes é campeã peso-galo e peso-pena do UFC

O UFC 239 só acontece no dia 6 de julho, em Las Vegas (EUA), mas já temos odds para investir em um dos maiores eventos da temporada. Além da disputa de cinturão dos meio-pesados, que tem Jon Jones, atual campeão, como grande favorito diante do desafiante Thiago Marreta, o show marca o retorno de Amanda Nunes, que defende o cinturão peso-galo feminino do UFC contra Holly Holm. Segundo o Bodog, a brasileira é a favorita na noite de lutas que conta com odds que oferecem lucros de até 450%.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

SAIBA COMO LUCRAR COM AS LUTAS DO UFC

Depois de chocar o mundo ao nocautear Cris Cyborg em apenas 51 segundos pelo UFC 232, em dezembro passado, quando se tornou campeã-campeã ao deter além do título peso-galo o peso-pena, Amanda Nunes volta a pisar no octógono mais famoso dos mundo para defender o título de sua categoria original, até 61kg. A brasileira terá Holly Holm pela frente.

Amanda não sabe o que é derrota desde setembro de 2014. De lá para cá, são oito vitórias consecutivas, sendo quatro por nocaute, duas por finalização e duas na decisão dos juízes. Se passar por Holm, Amanda alcançará cinco anos sem perder no MMA.

Os últimos anos foram de resultados expressivos para a baiana. Depois de se tornar a primeira brasileira a conquistar um cinturão do UFC, Amanda foi a primeira campeã do país a defender o título no Brasil e também foi a primeira mulher a conquistar dois cinturões de forma simultânea no UFC. Hoje, ela é campeã peso-galo e peso-pena da maior organização de MMA do planeta.

Holly é atleta top da categoria peso-galo feminino desde que chegou no Ultimate. Ela inclusive já foi campeã da divisão em 2016, mas depois de conquistar o cinturão com um nocaute diante de Ronda Rousey acabou perdendo o título para Miesha Tate na luta seguinte. Holm perdeu quatro das últimas seis lutas, mas diante da falta de desafiantes na divisão, ganhou o direito de disputar o cinturão do Ultimate. Em sua última apresentação, Holly venceu Megan Anderson na decisão dos juízes.

Amanda é grande favorita no confronto. Vive uma fase infinitamente melhor, vem de um nocaute aterrorizante contra Cris Cyborg, considerada por muitos como a melhor lutadora de MMA de todos os tempos e apresenta uma evolução enorme a cada aparição no octógono. Holly, porém, tem um jogo que pode casar bem diante da brasileira. Ex-campeã mundial de boxe profissional, Holm trabalha bem na distância, sabe boxear e atacar bem com chutes. Pode dar trabalho a campeã, mas ainda assim concordo com o favoritismo de Nunes. A baiana tem mais poder de nocaute e está com a confiança nas alturas.

Talvez eu diminuísse o tamanho do favoritismo de Amanda, mas ainda a consideraria como a mais cotada para vencer o combate do UFC 239. Hoje, a vitória de Amanda Nunes rende apenas 27%, enquanto o triunfo de Holm representa um rendimento de 270%, segundo o Bodog.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar