Copa do Brasil

Athletico-PR e Internacional eliminam Flamengo e Palmeiras pela Copa do Brasil; Grêmio e Cruzeiro também estão na semifinal

Só no cheirinho

Favoritos no Brasileirão, Flamengo e Palmeiras tropeçam na Copa do Brasil e dão adeus à competição.

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Meio a meio. Assim ficou a classificação dos semifinalistas da Copa do Brasil levando em consideração o favoritismo apontado pelos odds das principais casas de apostas para os duelos da volta da competição realizados na quarta-feira, dia 17. Com uma vantagem de 3 gols construída na ida, o Cruzeiro caiu diante do Atlético-MG – confirmando nosso palpite – e mesmo assim se garantiu, pela quarta vez consecutiva, entre os semifinalistas do torneio. O Grêmio também garantiu sua vaga após vitória por 1 a 0 contra o Bahia na Fonte Nova. O Internacional devolveu o 1 a 0 que sofreu no Allianz Parque e, nos pênaltis, despachou o Palmeiras de Luiz Felipe Scolari. Os pênaltis também definiram a classificação do Athletico-PR após novo empate em 1 a 1 com o Flamengo, desta vez no Maracanã. Com isso, as semifinais do mata-mata serão entre Grêmio x Athletico-PR e Cruzeiro x Internacional (dias 7 e 17 de agosto) – o que torna possível a expectativa de um GreNal na grande final da competição.

Veja a seguir como foram os duelos que definiram as semifinais da Copa do Brasil e como foi possível lucrar com as dicas do Ganhador para estes jogos.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Decisão nos pênaltis elimina Flamengo e Palmeiras

Flamengo 1 (1) x (3) 1 Athletico-PR

A importância de Arrascaeta ficou evidente no duelo de quarta-feira contra o Athletico-PR no Maracanã pela volta da Copa do Brasil. Enquanto esteve em campo, o uruguaio ditou o ritmo do Urubu. Pena que durou pouco: aos 13 minutos do primeiro tempo o meia-atacante precisou ser substituído por Vitinho após sentir uma fisgada no músculo da coxa direita. Embora seguissem “mandando no jogo” os donos da casa perderam intensidade e os primeiros 45 minutos ficaram em um 0 a 0 que mandava a decisão para os pênaltis.

Jorge Jesus aparentemente chamou a atenção de seus atletas e o Mengo voltou melhor para o segundo tempo. Aos 16 minutos, Vitinho deixou Jonathan na saudade e cruzou para Everton Ribeiro ajeitar de cabeça para a finalização de primeira de Gabigol – sem chances de defesa para Santos. O gol animou os donos da casa que partiram em busca do segundo. Mas, aos 31 minutos, em um erro do Flamengo no campo de ataque, Bruno Nazário fez passe perfeito para Rony que mandou rasteiro contra o gol de Diego Alves para deixar tudo igual. Com o gol, o Furacão melhorou em campo enquanto que o Urubu perdeu o ânimo.

Na decisão por pênaltis, brilhou a estrela de Santos: o goleiro atleticano defendeu as cobranças Diego e Everton Ribeiro e ainda viu Vitinho isolar a sua batida. Pelo Furacão, Bruno Nazário desperdiçou sua cobrança, mas Jonathan, Lucho González e Bruno Guimarães marcaram e garantiram a classificação da equipe paranaense.

Se deu bem quem investiu na hipótese de empate para este jogo e faturou R$ 3,95 para cada real apostado (ou um retorno de R$ 395,00 em uma aposta de R$ 100,00). Infelizmente nosso combo não vingou e a primeira queda de Jesus no Maracanã também derrubou nossos prognósticos.

Internacional 1 (5) x (4) 0 Palmeiras

Se deu muito bem quem seguiu a dica deste Ganhador (você viu o vídeo?) de uma uma classificação do Internacional a R$ 3,25 por R$ 1,00 (ganho de R$ 325,00 em uma aposta de R$ 100,00). Enfrentando um Palmeiras que simplesmente não acertava absolutamente nada no campo ofensivo, o Colorado saiu na frente com Patrick aproveitando rebote aos 40 minutos do primeiro tempo. Antes disso, Rodrigo Moledo, aos 11, e Gurrero, aos 26, perderam excelentes oportunidades. Em um dos poucos ataques certos do Palmeiras, Dudu bateu e Marcelo Lomba fez ótima defesa aos 42.

O segundo tempo seguia no mesmo ritmo com o Inter melhor e o Verdão apático. Felipão trocou Lucas Lima por Moisés e tudo seguiu igual. Odair Hellmann respondeu com Rafael Sobis e Nonato. Willian e Carlos Eduardo entraram em campo e o o Colrado fechou suas trocas com Wellington Silva no lugar de Uendel. Aos 26 minutos o VAR entrou em ação: revendo o lance no monitor o árbitro Rafael Traci voltou atrás e anulou o pênalti que havia marcado em lance de Felipe Melo com Edenílson à favor do Palmeiras. Aos 47, mais polêmica com o VAR: Cuesta marcou o segundo do Inter, mas o juiz, ao rever o lance, indicou falta de Moledo em Felipe Melo na origem da jogada. Antes disso, porém, deu tempo para expulsar D’Alessandro que atualmente reclama mais do que joga bola e, merecidamente, ganhou o cartão vermelho ao acompanhar o árbitro até o monitor do VAR. Com um à mais, o Verdão quase empatou com Carlos Eduardo aos 55. Mas a decisão ficou para os pênaltis mesmo.

Nas cobrancas, Guerrero, Rafael Sobis, Edenilson, Rodrigo Lindoso e Nonato converteram para o Internacional e Patrick bateu para defesa de Weverton. Pelo Palmeiras, Bruno Henrique, Diogo Barbosa, Luan e Willian acertaram. Gustavo Gómez e Moisés, perderam –  no primeiro, Lomba defendeu com os pés e no segundo, a bola explodiu no travessão do Beira Rio.

Agora, Internacional e Cruzeiro se enfrentam em um das semifinais da Copa do Brasil.

 

Atlético-MG x Cruzeiro e Bahia x Grêmio: deu a lógica

Atlético-MG 2 x 0 Cruzeiro

Como dissemos aqui, o Atlético-MG venceu o clássico na volta das quartas de final da Copa do Brasil, mas não levou. A vitória por 2 a 0 mandou o Cruzeiro – que havia feito um poderoso 3 a 0 na ida – para sua quarta semifinal consecutiva na competição. O lucro de R$ 2,00 por R$ 1,00 valeu a pena e por muito pouco o retorno de R$ 9,00 para cada real investido na vitória do Galo por 2 a 1 não se confirmou.

O jogo teve um primeiro tempo equilibrado até os 34 minutos, quando Cazares abriu o placar para os donos da casa. O gol tirou o Cruzeiro do prumo e por muito pouco Alerrandro não aumentou em duas oportunidades: Fábio na primeira e Dedé na segunda, evitaram o pior. O segundo tempo começou como terminou o primeiro: com o Atlético-MG buscando o gol e o Cruzeiro se defendendo como era possível. Antes dos 20 minutos, Otero e Fábio Santos perderam grandes oportunidades. Aos 20, Pedro Rocha marcou para a Raposa mas o árbitro Flavio Rodrigues de Souza, em consulta ao VAR, anulou o lance indicando falta de Marquinhos Gabriel em Fábio Santos no início da jogada. A situação como um todo gerou muita polêmica – Pedro Rocha tirou a camisa na comemoração do gol e provocou a torcida do galo – e terminou com as expulsões de Alerrandro e David.

Com um a menos em cada lado, o Galo seguia melhor e assustava e chutes de fora da área – porque dentro, Dedé mandava soltar e prender por cima, por baixo e pelos lados. Aos 43 minutos Patric acertou um chutaço no ângulo – sem chances para Fábio – e reanimou a torcida. Mas faltou ao Atlético-MG qualidade para marcar, nos 7 minutos restantes, o gol que levaria a decisão para os pênaltis – e daria um retorno de R$ 19,00 por R$ 1,00.

Bahia 0 x 1 Grêmio

Se deu bem quem seguiu a dica do Ganhador e investiu em um Bahia x Grêmio com menos de 2 gols a R$ 1,66 por R$ 1,00 e na hipótese dupla de vitória a R$ 1,38 – um combo que rendeu R$ 166,00 e R$ 138,00 em duas apostas de R$ 100,00 cada. Infelizmente nosso palpite de classificação do Bahia a R$ 1,90 não se confirmou mas quem investiu na vaga do Grêmio lucrou R$ 1,80.

Com direito a recorde de público, o Estádio da Fonte Nova viu o Grêmio ser cirúrgico e superar o Bahia no segundo tempo. Assumindo o controle da posse de bola desde os primeiros lances, o Imortal não era perigoso no campo de ataque. Tanto que os primeiros lances de gol foram do Bahia com Lucas Fonseca e Arthur aos 25 e aos 34 minutos. o Grêmio só deu trabalho ao goleiro Douglas aos 42 em finalização de André.

O jogo ficou melhor no segundo tempo e Gilberto quase marcou para o Bahia. Mas aos 18 minutos, Alisson recebeu de Matheus Henrique, entrou na área driblando e bateu no contrapé de Douglas, abrindo o placar. Pouco depois o juiz Bráulio Machado deu pênalti de Moisés em Alisson, mas, analisando as imagens do VAR, corrigiu para falta fora da área e expulsou o lateral do Bahia. Com um a menos, a força dos donos da casa diminuiu – levaram perigo apenas aos 38 minutos em cabeceio de Fernandão. Aos 44, nossa possibilidade de pênalti para o Grêmio mas o VAR indicou lance normal.

No final, Grêmio semifinalista da Copa do Brasil.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar