Coupe de France

Você se lembra do Leicester, campeão inglês? Les Herbiers pode escrever um conto de fadas ainda mais surpreendente se ganhar a Copa da França

Les Herbiers
Foto: LOIC VENANCE/AFP/Getty Images

Bola rola nesta terça-feira às 16h05 (horário de Brasília)

O desconhecido e até então insignificante Les Herbiers, equipe quase amadora de um vilarejo, desafia o poderio financeiro dos investidores do Qatar, que transformaram o Paris Saint-Germain numa máquina de fazer dinheiro, somar pontos e trucidar oponentes, sobretudo dentro das fronteiras francesas. Quem será que vence esta final? Parece barbada? Talvez. Uma coisa é certa: os torcedores de todos os times do mundo inteiro, com exceção dos do PSG, estarão torcendo para Davi surpreender Golias.

 

Histórico

Será o primeiro embate na história entre as duas agremiações.

 

Como chegaram à final?

O sorteio não foi benevolente com os parisienses que encararam quatro equipes da elite até chegar à final. Suas vítimas foram as seguintes: Rennes (6 a 1), Guingamp (4 a 2), Sochaux, da Ligue 2, (4 a 1), Marselha (3 a 0) e Caen (3 a 1).

O representante da terceirona precisou bater em nove rivais para alcançar as manchetes dos jornais. Estreou goleando o Coulaines, da sexta divisão, por 4 a 1. Depois, arrasou com o Voltigeurs de Châteaubriand, da série E, por 5 a 1, após 120 minutos de futebol. Na sequência, triunfo tranquilo sobre o Balma, da quintona, por 3 a 0. O Romorantin, da quarta divisão, perdeu por 2 a 1. O Angoulême, do quinto nível, foi à lona por 2 a 1. O Saint-Lô Manche, também da série E, caiu por 2 a 1. As duas melhores atuações dos rubro-negros aconteceram quando se impuseram sobre dois quadros da segundona: 3 a 0 sobre o Auxerre e 4 a 2 nos pênaltis diante do Lens, após empate sem gols no tempo regulamentar e na prorrogação. Na semifinal, o Chambly, da terceira divisão, foi nocauteado por 2 a 0.

 

Prazer, Les Herbiers

Les Herbiers é uma comuna integrante do departamento de Vendé, na região do Vale do Loire, região de castelos, onde outrora moravam reis, rainhas, duques, viscondes, etc. Uma localidade propícia para contos de fadas. Sua população atualmente é de cerca de 16 mil habitantes.

O clube de futebol foi fundado em 1919 com o nome de Alouette Sportive. Passou por fusões e foi rebatizado várias vezes. Em 1975, chegou à quarta divisão pela primeira vez.

Perambulou entre as séries D e G até alcançar a terceira divisão, denominada National, em 2015/16.

Possui o estádio Massabielle, que tem capacidade para cinco mil pessoas.

 

A difícil missão dos azarões

A Coupe de France foi criada em 1917. Ela é a competição de futebol que mais clubes tem no mundo. Somente nesta temporada, 8.506 agremiações competiram. Nunca na história do torneio, uma equipe do terceiro nível da França se sagrou campeã. Na verdade, o Les Herbiers é apenas o terceiro representante da série C a chegar tão longe. Os outros dois foram o Nîmes, em 1995/96, quando perdeu para o Auxerre, e o Quevilly, em 2011/12, que foi batido pelo Lyon.

É verdade que uma instituição da quarta divisão já alcançou a finalíssima. Foi o Calais, em 1999/00. Na ocasião, o Nantes subiu no lugar mais alto do pódio.

Dois times da segundona já se sagraram campeões: o primeiro deles foi o Le Havre, em 1958/59, que surpreendeu o Sochaux. Em 2008/09, o Guingamp calou os torcedores do Rennes.

Ou seja, não basta ao Les Herbiers derrotar o elenco composto de Neymar, Cavani, Di María, Mbappé, etc. Será preciso também quebrar alguns tabus.

O Les Herbiers ocupa a modesta décima-terceira posição do National. São dezessete clubes competindo, já que o Bastia foi rebaixado por problemas financeiros. O plantel é composto de 35 atletas. Quase todos são franceses. As exceções são o zagueiro malinês Kalifa Traoré, o meia togolês Claude Koutob e o atacante camaronês Rodrigue Bongongui.

 

Pela quádrupla coroa

Disparado na Ligue 1 com 92 pontos e campeão por antecipação, o Paris Saint-Germain quer mais este troféu para fechar o ano com cem por cento de títulos em competições domésticas. Vale lembrar que os da Cidade Luz também prevaleceram na Copa da Liga e na Supercopa.

Neste fim de semana, Neymar retornou à Paris para terminar de se recuperar da cirurgia. Em campo, o quadro parou no Amiens: 2 a 2. Unai Émery está de saída. Para o seu lugar chega o alemão Thomas Tuchel, que está no Borussia Dortmund.

 

Possíveis escalações

Les Herbiers: Matthieu Pichot; Guillaume Dequaire, Diaranké Fofana; Guillaume Dequaire e Adrien Pagerie; Sébastien Flochon e Joachim Eickmayer; Louis Marie Assougou, Adrian Dabassé e Kevin Rocheteau; Florian David. Técnico: Stéphane Masala.

Paris Saint-Germain: Alphone Aréola; Thomas Meunier, Marquinhos, Presnel Kimpembe e Layvin Kurzawa; Adrien Rabiot, Giovani Lo Celso e Kylian Mbappé; Ángel Di María, Edinson Cavani e Javier Pastore. Técnico: Unai Émery.

 

Palpite

Assistirei ao espetáculo e torcerei para o Les Herbiers. Apesar disso, o favoritismo é dos parisienses: 4 a 0.

 

Final da Coupe de France

Terça-feira, 08 de maio:

  • 16h05: Les Herbiers x Paris Saint-Germain – palpite: Paris Saint-Germain.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.