Ganhador.com

Brasileirão Série A

Vitória x Chapecoense; Sport x Atlético-PR: Vagner Mancini na corda bamba e tabu de nove anos do Furacão na Ilha do Retiro abrem 10ª rodada do Brasileirão

Vitória
FOTO: MAURICIA DA MATTA/EC VITÓRIA

Recentes resultados do Leão de Salvador colocam treinador em xeque; objetividade pernambucana versus posse de bola paranaense acirra duelo Claudinei Oliveira x Fernando Diniz

Que comece a maratona de jogos do Brasileirão! E, para aqueles clubes que estão em crise e buscam uma solução para acabar com o marasmo, o único jeito é se concentrar no embate seguinte e mudar o atual cenário. É assim que pensa o Vitória, que depois da goleada sofrida para o Santos na Vila Belmiro, recebe a Chapecoense tentando minimizar os protestos dos torcedores no retorno do clube a Salvador. O embate com Verdão do Oeste pode ser decisivo para o futuro de Vagner Mancini, que após um início de ano animador, liderando o Baiano, perdeu o troféu para o rival Bahia, caiu na Copa do Brasil e na Copa do Nordeste. Já no Recife, o Sport mede forças com o Atlético Paranaense para manter o tabu de nove anos sem perder para o Furacão na capital pernambucana. Confira as análises destas duas partidas válidas pela 10ª rodada do Brasileirão.

 

Vitória x Chapecoense

A situação não anda nada boa pelos lados do Estado da Bahia. Se o Tricolor Baiano não aguentou a pressão pelos maus resultados e demitiu o técnico Guto Ferreira logo após a derrota para o Grêmio na Arena Fonte Nova, o Vitória caminha para o mesmo fim. A má fase continuar, que hoje é escancarada com a 17ª posição na tabela com oito pontos e a marca de pior defesa do torneio com 20 gols sofridos, vai sobrar para o técnico Vagner Mancini.

O comandante rubro-negro entra pressionadíssimo nesta quarta-feira por conta do fraco desempenho de seus jogadores na partida contra o Santos, na Vila Belmiro. A falta de concentração da equipe na Baixada Santista, que culminou em quatro gols do alvinegro praiano ainda no primeiro tempo, tirou a torcida baiana do sério. O resultado de 5×2 gerou um protesto no desembarque do clube em Salvador. Sem qualquer alternativa que não seja a vitória no Barradão, Neilton e companhia terão de ajudar seu treinador.

Já o adversário chega de um empate heroico com o Atlético Mineiro no estádio Independência. Com um jogador a menos desde o fim do primeiro tempo e saindo atrás do placar em duas oportunidades, a Chapecoense conseguiu o 3×3 de tirar o chapéu. O ponto precioso fora de casa mantém o clube dois pontos acima do Z-4, que é aberto justamente pelo rival da noite. O técnico Gilson Kleina quer a primeira vitória longe da Arena Condá. Isso porque o clube conta com dois empates e três derrotas fora de Santa Catarina. O inédito triunfo no Brasileirão terá de ocorrer sem o atacante Leandro Pereira, que foi expulso na rodada passada.

 

Palpite

Com a corda no pescoço, o Vitória terá de mostrar muita evolução e, acima de tudo, força de vontade perante a Chapecoense. Ainda mais porque estará diante de sua exigente torcida, que pode “explodir” a qualquer momento. Se a equipe tem problemas para se defender, fazer gol não tem sido tão ruim assim. São 15 gols do ataque baiano – três de Neilton – em nove jogos, o que coloca a equipe em condições de bater a Chape e de segurar a crise.

 

Sport x Atlético Paranaense

Quatro jogos sem perder no Brasileirão e sexto colocado na tabela com 15 pontos, sendo um abaixo do G-4, o Sport quer confirmar a boa diante do Atlético Paranaense. O jogo contra o Furacão marca uma diferença de estilos de jogo. De um lado, um poder de finalização que é o segundo entre os 20 clubes da Série A, com 114 chutes, e de roubadas de bola, que são lideradas pelo capitão Anselmo, responsável por 37 botes. Já do outro, há um Furacão que cultiva a posse de bola, tendo 90% dos passes corretos durante as partidas. Além disso, há o tabu paranaense de não superar os rivais fora de casa desde 2009.

Podendo contar com o retorno de quatro jogadores – Ernando, Léo Ortiz, Anselmo e Andrigo – que estiveram ausentes no 0x0 com o Internacional devido as “forças de contrato”, o técnico Claudinei Oliveira promete colocar o rubro-negro para acima.

Já o Atlético-PR, que vem de um revés para o América-MG por 3×1, precisa urgentemente dos três pontos para se livrar do Z-4. Isso porque o clube está uma posição e um ponto acima da turma dos desesperados. Um triunfo do Vitória (17º) ou do Bahia (18º), aliado a um tropeço do próprio clube na Ilha, coloca a trupe de Fernando Diniz na zona da degola.

 

Palpite

A sequência de dois jogos consecutivos fora de casa tem tudo para terminar da pior maneira para o Atlético-PR. Mais uma derrota na conta do Furacão e possibilidade de amargar o Z-4. Melhor para o Sport, que tem tudo para atingir o G-4.

 

Confira os jogos da 10ª rodada do Brasileirão da Série A

Terça-feira, 5 de junho de 2018

  • 21:30 – São Paulo x Internacional – Palpite: São Paulo

Quarta-feira, 6 de junho de 2018

  • 19:30 – Vitória x Chapecoense – Palpite: Vitória
  • 19:30 – Botafogo x Ceará – Palpite: Botafogo
  • 21:00 – Sport x Atlético Paranaense – Palpite: Sport
  • 21:00 – Corinthians x Santos – Palpite: empate
  • 21:45 – Cruzeiro x Vasco – Palpite: Cruzeiro
  • 21:45 – Grêmio x Palmeiras – Palpite: empate

Quinta-feira, 7 de junho de 2018

  • 20:00 – Paraná x Bahia – Palpite: Paraná
  • 20:00 – Fluminense x Flamengo – Palpite: Flamengo
  • 21:00 – América-MG x Atlético-MG – Palpite: Atlético-MG

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar