UFC

Vitor Belfort anuncia luta de despedida no Rio, contra brasileiro ex-campeão do UFC

Foto: Divulgação/UFC

Duas lendas do MMA mundial foram escaladas para se enfrentarem dentro do octógono mais famoso do mundo no dia 12 de maio, pelo UFC 224, no Rio de Janeiro. Ícones da modalidade no Brasil, Vitor Belfort e Lyoto Machida farão uma das principais lutas do evento que acontece na Arena da Barra. O duelo é um golaço do Ultimate em termos de apelo. Machida e Belfort são garantia de arena lotada e ao mesmo tempo é um combate que se encaixa ao momento em que ambos vivem na carreira. Todo mundo sai ganhando.

O anúncio foi feito por Belfort em suas redes sociais. O brasileiro, que faz a última luta de sua carreira no UFC no próximo dia 12 de maio, deixou claro que escolheu Lyoto como rival por respeitá-lo. Ele ainda lembrou a amizade que cultivou com o carateca durante parte de sua carreira e garantiu que após a luta a amizade entre ambos irá continuar independente do resultado.

Confira o comunicado de Vitor Belfort no Instagram

“Estou há mais de 20 anos sendo relevante nesse esporte. Quebrei barreiras e pavimentei o caminho para algumas gerações de atletas que vieram após. Sou um dos pioneiros do esporte e me orgulho muito disso. Não queria me despedir do octógono sem fechar esse ciclo com uma mensagem relevante para o esporte, o público e atletas. Por isso, fiz questão de lutar com um amigo meu. Um profissional que eu respeito. Um homem de bem e pai de família.

Não sou a favor do famoso “trash-talk”. MMA é um esporte! No qual eu e muitos outros homens de família tiram seu sustento. Eu e Lyoto nos conhecemos há anos. Conheço sua família e já treinamos juntos. Quis que especialmente essa luta fosse no Brasil porque tudo começou aqui. Nós inventamos esse esporte e exportamos para o restante do mundo. Agora eu espero que outra vez nós possamos enviar mais uma mensagem para o mundo: a de RESPEITO!

Dia 12 de Maio, eu e meu amigo Lyoto Machida subiremos no octógono para darmos o nosso melhor e essa é a forma que vamos mostrar que respeitamos um ao outro. Após a luta, continuaremos amigos, sempre, sempre respeitando um ao outro. Essa é a mensagem que quero deixar para a nova geração. Não sejam “Bullies”, sejam homens. Porque o mundo precisa de homens de verdade”.

Mais do que o encontro entre dois ídolos do MMA no Brasil, o duelo pode, de fato, ser tratado como uma celebração de respeito no esporte. São dois ex-campeões do UFC, dois atletas com uma enorme legião de fãs e perto do fim de suas carreiras. Belfort fará a última luta de sua carreira no UFC 224. Lyoto ainda segue lutando, mas dependendo dos próximos resultados, aos 39 anos, pode se ver também perto do adeus.

Vale lembrar que no passado, quando Belfort e Machida estavam em situação completamente diferente na carreira – leia-se em alta, no topo da categoria – o carateca chegou a desafiar Vitor para o confronto. Mas na época o duelo não saiu do papel. Hoje, o combate se faz realidade em um momento onde eles se encaixam perfeitamente ao momento de cada um.

Vitor é um ótimo adversário para o momento de Lyoto Machida. O carateca fará a terceira luta consecutiva no Brasil. Ele perdeu para Derek Brunson, e depois venceu Eryk Anders em resultado polêmico, em Belém. O brasileiro precisa de um triunfo convincente. E bater Vitor, um dos nomes mais expressivos do MMA mundial, dentro de casa, no Brasil, é uma grande oportunidade de se arriscar pouco e obter um retorno enorme. Belfort não é o mesmo de anos atrás e é um grande nome para alçar Lyoto na categoria. Por outro lado…

Machida também é um ótimo nome para o momento de Vitor Belfort. O carioca fará a última luta de seu contrato com o UFC, e nada melhor do que encarar um nome famoso no mundo das lutas. Além de ex-campeão meio-pesado do UFC, Machida é respeitado mundialmente. Uma vitória diante de uma lenda do MMA é uma bela forma de se despedir da modalidade após 20 anos de carreira. Sem contar que a fase de Lyoto também não parece boa, então o duelo é para lá de competitivo.

Quem ganha é o fã de lutas. Não é todo dia que podemos ver dentro do octógono dois ícones desse calibre. E mais: no Brasil. O UFC 224 mal começou a ser montado e já promete muito. Que os deuses do MMA colaborem e que tudo corra bem até lá – ou seja: que ninguém se machuque e que essa luta não caia. Belfort Vs Machida tem tudo para ser um clássico a entrar na história do esporte.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar