Ganhador.com

Brasileirão Série A

Veja a análise para São Paulo x Atlético-MG e Corinthians x Ceará pelo Campeonato Brasileiro

Rodada do final de semana marcará o reencontro de Diego Aguirre com o Atlético-MG e a possível estreia de Roger no Corinthians.

Foto: Cristiane Mattos/AFP/Reprodução

À frente do São Paulo, Diego Aguirre reencontra o Atlético-MG dois anos após sua saída; exausto, Corinthians deverá ter reservas contra o vice-lanterna Ceará.

Invicto no Campeonato Brasileiro com uma vitória e dois empates, o São Paulo do técnico Diego Aguirre teve a semana livre de jogos para se preparar para o duelo de amanhã, dia 5, contra o Atlético-MG no Morumbi. Exaurido pela maratona de jogos – seis em 17 dias – o Galo procura soluções para seguir embalado e conquistar a segunda vitória seguida no Brasileirão.

Também exausto pela maratona de jogos – seis em 18 dias – e com uma lista grande de desfalques no departamento médico do clube, o técnico Fábio Carille passa sinais muito claros de que utilizará  um time reserva na matinê de domingo, dia 6, quando receberá o vice-lanterna do Brasileirão, o Ceará, querendo dar um basta às derrotas do time, que em menos de uma semana caiu diante do Atlético-MG (Brasileiro) e do Independiente (Libertadores).

 

São Paulo x Atlético-MG

O reencontro de Aguirre com o Galo

A passagem do uruguaio Diego Aguirre pelo Atlético teve pouco mais de cinco meses. Foram 29 jogos com 14 vitórias, sete empates e oito derrotas. Sob seu comando, o Galo foi vice-campeão mineiro e campeão da Florida Cup. Sem dúvida, um desempenho que não deixou saudades em Minas Gerais. Da última escalação utilizada pelo professor em 18 de maio de 2016 – coincidentemente, uma partida contra o São Paulo que eliminou o alvinegro nas quartas de final da Libertadores – quatro jogadores permanecem no elenco mineiro e podem encarar o ex-comandante neste sábado: Vítor, Leonardo Silva, Cazares e Patric.

Thiago Larghi, por motivos óbvios, esconde a possível escalação de seu time e dependerá muito da avaliação do departamento médico para montar a equipe que irá à campo amanhã de olho nos próximos compromissos e no restante da temporada – apesar da pausa de cerca de um mês para a Copa do Mundo. A recente maratona de jogos vem cobrando seu preço na cidade do Galo.

Aguirre por sua vez, na semana em que disse categoricamente que, assim como Tite, vê em Diego Souza um camisa 9, deverá manter sua característica e “rodar” o elenco de acordo com o adversário. Em 10 jogos à frente do tricolor – com três vitórias, quatro empates e três derrotas –, o técnico se utilizou de 27 jogadores e não repetiu a mesma escalação em nenhum jogo. Nenê e Militão foram os únicos atletas presentes em todas as partidas sob o comando do uruguaio. Sidão, Arboleda, Liziero e Jucilei vêm logo atrás com nove participações.

O fator Morumbi

Sem empolgar (ou embalar) nesta temporada, o São Paulo terá um importante aliado para o jogo de amanhã: o estádio do Morumbi. Foram 11 jogos em 2018 como mandante, com sete vitórias, três empates e apenas uma derrota – um aproveitamento de 72,7%. Após duas rodadas atuando fora de casa (empates contra Ceará e Fluminense) o Tricolor retorna aos seus domínios onde venceu o Paraná em sua estreia no Campeonato Brasileiro apostando na força de sua torcida e seu estádio para não apenas seguir invicto na competição como também somar mais 3 pontos e avançar algumas posições na tabela de classificação.

Palpite para São Paulo x Atlético-MG

Com o provável retorno de Reinaldo à lateral esquerda e a dúvida sobre a recuperação (ou não) de Rodrigo Caio, Diego Aguirre deverá optar por uma equipe ligeiramente mais agressiva contra o Atlético-MG. Contando com o cansaço do time mineiro e a necessidade de Thiago Larghi em fazer uso de seus reservas, Aguirre apostará no talento de Nenê – titular incontestável desde a chegada do uruguaio ao Morumbi – para alcançar a vitória. Com o jovem Brenner à disposição do sub-20 tricolor (a avaliação da comissão técnica é a de que ele precisa aprimorar fundamentos antes de voltar ao profissional), Tréllez e Diego Souza disputam uma vaga no comando de ataque.

Sem outra opção a não ser poupar o time de olho, por exemplo, no jogo de volta da Copa do Brasil contra a Chapecoense – houve empate em 0 a 0 na ida em Minas –, no próximo dia 16, o Galo irá a campo com uma formação mista e menos entrosada. Isso pode fazer a balança pender para o lado tricolor que poderá comemorar sua segunda vitória no Brasileirão. Mas, particularmente, acredito que o empate é o resultado mais provável.

 

Corinthians x Ceará

Os reservas apresentam suas armas

Fábio Carille já deu a letra: vai poupar muitos titulares no duelo contra o Ceará neste domingo de olho nos próximos jogos – Vitória (Copa do Brasil), Palmeiras (Brasileiro) e Deportivo Lara (Libertadores). Fechando uma maratona de seis jogos em 18 dias, que renderam ao time duas derrotas até aqui – Atlético-MG (Brasileiro) e Independiente (Libertadores), Carille usará seu limitado elenco e assumirá o risco de acumular a terceira derrota no espaço de uma semana – algo difícil de se imaginar dado o recente histórico da defesa do Timão.

O risco é calculado, claro. Na matinê deste domingo, no Itaquerão, o atual campeão brasileiro receberá o Ceará que com apenas 1 ponto, ocupa a vice-lanterna do torneio, à frente apenas do fraquíssimo Paraná que ainda não pontuou.

Será a oportunidade para a torcida ver a estreia de Roger. Vindo do Internacional – onde teve uma passagem discreta – o veterano atacante chega para ser a solução no ataque alvingro que tem qualidade no momento de criar pelos lados e pelo meio, mas falha demais na conclusão. Paulo Roberto, Pedrinho, Marquinhos Gabriel e Juninho Capixaba também devem ter chances entre os 11 que começarão jogando. No gol, correndo por fora, Walter poderá aparecer dando a Cássio um merecido descanso.

Ainda se reforçando

Com apenas 1 ponto ganho até aqui – no empate com o São Paulo pela 2ª rodada – o Ceará do técnico Marcelo Chamusca tem seu pior desempenho no Brasileirão desde que a disputa por pontos corridos foi adotada. Precisando dar a volta por cima e, principalmente, fazer gols, o clube apresentou nesta semana mais três reforços para o ataque: Éder Luis, Hyuri e Juninho.

Para o jogo deste domingo contará com o inevitável desentrosamento dos reservas corintianos para surpreender em Itaquera e voltar para casa com algum resultado positivo.

Palpite para Corinthians x Ceará

Mesmo com um elenco curto e sem grande brilho, o Corinthians tem um time mais “capacitado” que o Ceará e, jogando em casa, traz para si o favoritismo pela vitória. Mas nunca é demais lembrar que no ano passado, no returno do Brasileirão, a invencibilidade corintiana chegou ao fim diante do Vitória – que lutou para não cair – em pleno Itaquerão.

Com um time modificado em função do desgaste dos titulares e com jogos decisivos nos próximos dias, Fábio Carille assumirá o risco de ver seus reservas serem surpreendidos pelo Ceará da mesma forma que seus titulares foram pegos de surpresa pelo Vitória em 2017. Mas, apesar do risco, o Timão leva os 3 pontos da matinê com algum sofrimento.

 

Jogos e palpites para a 4ª rodada do Campeonato Brasileiro

Sábado, 05/05/2018

  • 19:00 – Vasco x América-MG – São Januário – palpite: Vasco
  • 19:00 – São Paulo x Atlético-MG – Morumbi – palpite: empate

Domingo, 06/05/2018

  • 11:00 – Corinthians x Ceará – Arena Corinthians – palpite: Corinthians
  • 16:00 – Cruzeiro x Botafogo – Mineirão – palpite: Cruzeiro
  • 16:00 – Atlético-PR x Palmeiras – Arena da Baixada – palpite: Atlético-PR
  • 16:00 – Vitória x Fluminense – Barradão – palpite: Fluminense
  • 16:00 – Flamengo x Internacional – Maracanã – palpite: Flamengo
  • 19:00 – Sport x Bahia – Ilha do Retiro – palpite: Sport
  • 19:00 – Grêmio x Santos – Arena do Grêmio – palpite: Grêmio

Segunda-feira, 07/05/2018

  • 20:00 – Chapecoense x Paraná – Arena Condá – palpite: Chapecoense

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar