UFC

UFC 226 representa passo importante na rota de Paulo Borrachinha rumo ao cinturão

Foto: Divulgação / UFC

O UFC 226, que acontece no próximo dia 7 de julho, em Las Vegas (EUA), conta com duas disputas de cinturão. Nenhuma envolve brasileiros, mas isso não significa que o show não merece a atenção do público do país. Isso porque serão três brasileiros em ação no evento, sendo um deles Paulo Borrachinha, nome tratado como o maior potencial tupiniquim em ação no octógono atualmente. E o duelo contra Uriah Hall representa um passo importante para o mineiro consolidar a posição de futuro campeão do UFC.

Invicto no MMA, Paulo Borrachinha acumula 11 vitórias em 11 lutas. Ele até chegou a perder uma luta durante sua participação no programa The Ultimate Fighter Brasil 3, mas a organização e as comissões atléticas têm por costume não considerar os resultados obtidos durante o reality show do UFC, seja vitória ou derrota. Sendo assim, Borrachinha segue invicto na carreira profissional. Ele já venceu três lutas no octógono, todas por nocaute, e isso já lhe deu uma grande projeção na categoria dos médios.

Atual décimo colocado no ranking oficial da categoria até 83,9kg, Borrachinha conquistou o status de promessa brasileira do UFC de forma rápida e contundente. Depois de nocautear Garreth McLellan e Oluwale Bamgbose de forma arrasadora, o brasileiro ganhou a chance de enfrentar Johny Hendricks em um dos maiores eventos de 2017. Ele não tomou conhecimento do ex-campeão dos meio-médios e conquistou um nocaute logo no primeiro round, mostrando que está pronto para brigar com os tops da categoria dos médios.

No UFC 226, Paulo Borrachinha encara Uriah Hall, que já foi um dia conhecido como “Homem-Ambulância”. No papel, o brasileiro tem tudo para atropelar o jamaicano. Está em melhor forma, é mais forte, tem mão mais pesada, é mais jovem… Se Hall vencer, será uma das maiores zebras do show. Mas vale lembrar que desde que começou a receber uma atenção especial do público e da imprensa, Borrachinha tem se mostrado focado no objetivo de ser campeão do UFC. Sua confiança é tanta que ele diz esperar um rival preparado em Las Vegas, para que ele possa mostrar mais do seu jogo. Na sua opinião, suas vitórias no UFC tão fáceis que ele não conseguiu mostrar mais do que 50% de seu potencial no octógono. Tal confiança pode ser uma armadilha.

Mais uma vez em um grande evento e diante de um rival de nome expressivo, Paulo Borrachinha tem uma boa oportunidade de seguir subindo na categoria dos médios rumo a chance pelo título. É uma oportunidade também de mostrar que dessa vez o brasileiro pode acreditar no sucesso, já que tantos outros nomes que despontaram em outras categorias acabaram sucumbindo em certo momento e não se concretizaram como top de suas categorias. Que Borrachinha possa apagar tais capítulos e escrever uma nova história de sucesso no octógono. O UFC 226 representa uma passagem importantíssima nesse conto.

Confira as lutas do UFC 226

Stipe Miocic x Daniel Cormier
Max Holloway x Brian Ortega
Francis Ngannou x Derrick Lewis
Michael Chiesa x Anthony Pettis
Gokhan Saki x Khalil Rountree
Card preliminar
Paulo Borrachinha x Uriah Hall
Mike Perry x Paul Felder
Raphael Assunção x Rob Font
Max Griffin x Curtis Millender
Gilbert Durinho x Dan Hooker
Jamie Moyle x Emily Whitmire
Lando Vannata x Drakkar Klose

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar