Mais esportes

Rio Pro: tudo o que você precisa saber da etapa brasileira do Mundial de Surfe em Saquarema

Gabriel Medina
Foto: WSL/Damien Poullenot

Atual campeão, Adriano de Souza, o Mineirinho, está confirmado no evento, assim como Gabriel Medina; Kelly Slater será a grande ausência

A praia de Itaúna, em Saquarema, é conhecida como “Maracanã do Surf” graças a suas ondas de tirar o fôlego. Pelo segundo ano consecutivo, a cidade da Região dos Lagos, no estado do Rio de Janeiro, será sede de uma etapa do Circuito Mundial de Surf do WCT – a 4ª da temporada 2018 Oi Rio Pro, que começa nesta quinta-feira (10) e está prevista para rolar até o dia 19 deste mês. Por conta do cancelamento da disputa em Margaret River, na Austrália, em função do alto risco de ataques de tubarões, o brasileiro Ítalo Ferreira segue na liderança do circuito. O surfista potiguar alcançou o topo da classificação ao vencer em Bells Beach, também na Austrália.

4ª etapa do Mundial de Surf em Saquarema

No ano passado, quem ganhou a etapa de Saquarema foi o brasileiro Adriano de Souza, o Mineirinho, ao bater o australiano o Adrian Buchan por 17,63 a 17,23 na final. Antes da decisão, o campeão mundial de 2015 havia eliminado o compatriota Yago Dora, então com 20 anos de idade e considerado uma das grandes sensações da competição – após ter eliminado três favoritos. Aliás, os dois brazucas estão confirmados na edição deste ano, assim como Gabriel Medina, campeão do mundo em 2014.

Kelly Slater não vem ao Rio Pro

Para decepção dos fãs, mais uma vez, Kelly Slater ficará de fora de uma etapa do WCT no Brasil, assim como aconteceu em 2012, 2016 e 2017. O motivo da ausência da lenda de 46 anos, dono de sete títulos, é controverso. A versão oficial é que Slater abriu mão de participar das etapas iniciais do campeonato deste ano devido a uma fratura no pé direito, em julho do ano passado, durante o CT de Jeffreys Bay. Porém, ele participou normalmente da Founders Cup, evento que aconteceu em sua piscina de ondas, no último fim de semana, na Califórnia. Outra baixa será o australiano Joel Parkinson, com uma lesão no joelho.

As ausências dos dois foram boas para os brasileiros, já que Miguel Pupo, Wiggolly Dantas e Alejo Muniz herdaram as vagas, além do australiano Mikey Wright, que será o suplente do lesionado Caio Ibelli.

Atual bicampeão, John John Florence quer repetir feitos de 2012 e 2016

Se Kelly Slater não vem, o público terá a chance de se deleitar com as performances do atual bicampeão mundial de surf, o havaiano John John Florence, que venceu as etapas brasileiras do WCT em 2012 e 2016. No entanto, em cinco aparições por aqui, ele amargou duas derrotas na Rodada 3 e um 9º lugar.

Tyler Wright surge como favorita entre as mulheres

No lado das mulheres, este é o evento da australiana Tyler Wright. Nos últimos cinco anos, ela ganhou três vezes e perdeu nas semifinais outras duas. Quem também chega com força é a compatriota Stephanie Gilmore. Embora ela tenha seis títulos mundiais, as ondas brasileiras continuam sendo um desafio duro para ela, que chegou às semifinais apenas em 2011. As representantes brazucas em Saquarema serão Silvana Lima e Tatiana Weston-Webb.

 

BATERIAS DA PRIMEIRA FASE

MASCULINO

Bateria 1: Filipe Toledo (BRA), Kanoa Igarashi (EUA) e Ian Gouveia (BRA)

Bateria 2: Jordy Smith (AFS), Tomas Hermes (BRA) e Miguel Pupo (BRA)

Bateria 3: Owen Wright (AUS), Wade Carmichael (AUS) e Wiggolly Dantas (BRA)

Bateria 4: John John Florence (HAV), Joan Duru (FRA) e Mikey Wright (AUS)

Bateria 5: Gabriel Medina (BRA), Jessé Mendes (BRA) e Alejo Muniz (BRA)

Bateria 6: Julian Wilson (AUS), Patrick Gudauskas (EUA) e vencedor da triagem

Bateria 7: Ítalo Ferreira (BRA), Connor O´Leary (AUS) e Keanu Asing (HAV)

Bateria 8: Adriano de Souza (BRA), Griffin Colapinto (EUA) e Michael February (AFR)

Bateria 9: Michel Bourez (TAI), Conner Coffin (EUA) e Yago Dora (BRA)

Bateria 10: Adrian Buchan (AUS), Sebastian Zietz (HAV) e Ezekiel Lau (HAV)

Bateria 11: Matt Wilkinson (AUS), Jeremy Flores (FRA) e Willian Cardoso (BRA)

Bateria 12: Kolohe Andino (EUA), Frederico Morais (POR) e Michael Rodrigues (BRA)

FEMININO

Bateria 1: Sally Fitzgibbons (AUS), Nikki Van Dijk (AUS) e Coco Ho (EUA)

Bateria 2: Tyler Wright (AUS), Caroline Marks (EUA), Bronte Macauley (AUS)

Bateria 3: Stephanie Gilmore (AUS), Malia Manuel (EUA), TBA

Bateria 4: Lakey Peterson (EUA), Sage Erickson (EUA), Pauline Ado (FRA)

Bateria 5: Carissa Moore (EUA), Silvana Lima (BRA), Paige Hareb (NZL)

Bateria 6: Tatiana Weston-Webb (BRA), Johanne Defay (FRA), Keely Andrew (AUS)

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar