Ganhador.com

Brasileirão Série D

Raio-X do Brasileirão 2018: Série D

Raio-X Brasileirão Série D
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Sessenta e oito clubes buscam o título da competição

A Série D é o verdadeiro Campeonato Brasileiro, pois é disputada por equipes de todos os estados, de todas as regiões, e do Distrito Federal, que compõem a União. Ela é uma mistura de novatos aventureiros e de instituições que já tiveram muita força no país do futebol. Confira abaixo um prognóstico do torneio, que está previsto para começar em 22 de abril e terminar em 05 de agosto.

 

O dinheiro de São Paulo

Os municípios de Araraquara, Lins, Mirassol, Mogi Mirim e Novo Horizonte celebraram que seus clubes conseguiram as vagas para competir no Brasileirão.  O interior paulista concentra grande parte da indústria do país. Sendo assim, fica mais fácil para estes times encontrarem patrocinadores e venderem mais caro suas imagens. Por causa disso, os representantes paulistas tendem a ser fortes postulantes ao título.

O outrora forte Mogi Mirim se classificou por demérito próprio, já que vem numa descendente acelerada. Caiu da segunda para a quarta divisão nacional e do primeiro para o terceiro nível estadual, onde já é o lanterna.

A tradicional Ferroviária não participa do Campeonato Brasileiro desde 2002. E pensar que ela chegou à elite, em 1983! Ela entra na quartona por ter conquistado a Copa Paulista de 2017.

O Novorizontino faz um bonito papel no Estadual desde ano e briga por uma vaga nas quartas de final.

Linense e Mirassol lutam contra o descenso no Paulistão. Ambos têm participado com certa frequência da Série D, mas estão mais preocupados no momento em permanecer na primeira divisão de São Paulo.

 

Força da camisa pode fazer a diferença

O América-RN faz uma boa campanha no Estadual Potiguar e chegou a aplicar 3 a 0 no ABC. O presente talvez sirva para animar o torcedor que vê o Dragão caindo desde 2007, quando saiu da primeira divisão.

O Americano retorna ao Brasileirão após doze anos de jejum. Campeão do Módulo Azul de 1987, o Mosqueteiro está investindo pesando em infraestrutura: novo estádio e centro de treinamento para formar novos talentos.

Aquele que ganhou do Botafogo! Daqui para frente o Aparecidense será lembrado assim. Se o Glorioso sofreu, imagina os coirmãos da quartona!

Numa competição com três grandes, há mérito em dizer que o Campinense tem o melhor desempenho no “Paraibanão”. Ausente da Série C desde 2011, a Raposa quer brigar pelo acesso.

Já o Treze acaba de tomar de 4 a 2 no clássico contra o Botafogo-PB. Marcelinho Paraíba ainda não disse a que veio. Mesmo assim, ganhar do Galo da Borborema, em Campina Grande, é sempre muito difícil.

Rebaixado da terceira divisão em 2015, o Caxias parece que vem forte em 2018. Os grenás se saíram invictos dos clássicos do Gauchão: vitórias sobre Grêmio e Internacional e empate com o Juventude.

Por incrível que parece o Central, que já esteve no primeiro patamar em 1979 e em 1986, briga pela ponta do Campeonato Pernambucano com o Náutico, que levou de 3 a 0 dos de Caruaru. Santa Cruz e Sport tampouco conseguiram derrubar o Patativa.

Mirando voltar aos dias de glórias, o Ferroviário cresceu. “Roubou” a vaga do Nordestão e da Copa do Brasil do Fortaleza no ano passado e neste, vem fazendo bonito em todas as competições. Tirou o Sport do certame copeiro. Com a premiação, espera-se que Tubarão da Barra monte um elenco ainda mais competitivo.

O Moto Club não empolga no Estadual do Maranhão. Aos trancos e barrancos o quadro se mantém no G-4. É muito pouco se pretende ser promovido à Série C.

O Nacional tem um plantel repleto de desconhecidos e encaram em seu Estadual oponentes tão desconhecidos quanto. Melhor fazer valer da tradição da camisa do Leão, que já esteve catorze vezes entre os maiores do Brasil, mas que desde 2007 está fora da terceira divisão.

O Sergipe está na frente do Campeonato Sergipano e acaba de bater o Confiança por 1 a 0. Isto é uma clara indicação que o Diabo Vermelho é o melhor de seu estado. Excluído da terceirona desde 2008, os alvirrubros sonham com os tempos áureos, como aquelas nove presenças na primeirona.

 

Conheça o regulamento

Na primeira fase, temos 17 grupos com quatro times em cada. Após turno e returno dentro dos quadrangulares, os primeiros colocados se classificam para a segunda fase. Para chegarmos a 32 classificados para o mata-mata, este será completado pelas quinze melhores equipes que terminarem em segundo lugar em suas chaves. Isto é, dois segundos colocados serão eliminados.

A partir daí teremos eliminatórias com jogos de ida e de volta. As quatro agremiações que alcançarem as semifinais garantem suas promoções para a Série C de 2019.

Como não existe a Série E, não há rebaixamento. Para participar da Série D é preciso se classificar através de competições estaduais.

 

Os grupos da 1ª fase

  • Grupo A1: Baré, Macapá, Manaus e Rio Branco-AC.
  • Grupo A2: Barcelona-RO, Independente-PA, Plácido de Castro e Santos-AP.
  • Grupo A3: Nacional-AM, Real Desportivo, São Raimundo-PA e São Raimundo-RR.
  • Grupo A4: 4 de Julho, Cordino, Ferroviário e Interporto.
  • Grupo A5: Altos, Assu, Moto Club e Sparta.
  • Grupo A6: América-RN, Belo Jardim, Guarani de Juazeiro-CE e Imperatriz.
  • Grupo A7: ASA, Central, Jacuipense e Sergipe.
  • Grupo A8: Campinense, Flamengo-PE, Fluminense-BA e Murici.
  • Grupo A9: Itabaiana, Santa Rita, Treze e Vitória da Conquista.
  • Grupo A10: Brasiliense, Corumbaense, Dom Bosco e Iporá.
  • Grupo A11: Aparecidense, Ceilândia, Novoperário e Sinop.
  • Grupo A12: Espírito Santo, Itumbiara, Macaé e URT.
  • Grupo A13: Americano, Atlético de Itapemirim, Novorizontino e Uberlândia.
  • Grupo A14: Caldense, Linense, Madureira e Maringá.
  • Grupo A15: Caxias, Internacional-SC, Mirassol e Nova Iguaçu.
  • Grupo A16: Cianorte, Ferroviária, Novo Hamburgo e Tubarão.
  • Grupo A17: Brusque, Mogi Mirim, Prudentópolis e São José-RS.

 

Os campeões

  • 2009 – São Raimundo-PA
  • 2010 – Guarany-CE
  • 2011 – Tupi
  • 2012 – Sampaio Corrêa
  • 2013 – Botafogo-PB
  • 2014 – Tombense
  • 2015 – Botafogo-SP
  • 2016 – Volta Redonda
  • 2017 – Operário-PR

 

Confira abaixo os guias das outras divisões do Brasileirão

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar