Ganhador.com

Paulista A1

Precisando vencer o Bragantino, Carille muda o Corinthians para chegar às semifinais – que já têm São Paulo, Santos e Palmeiras

Dono da segunda melhor campanha na fase de grupos, apenas a vitória interessa ao Timão hoje contra o Bragantino.

Foto: Reprodução

A necessidade de uma vitória por 2 ou mais gols – e os desfalques – fazem Fábio Carille mexer no Timão para o jogo decisivo de logo mais no Itaquerão.

Segunda melhor campanha na classificação geral da primeira fase do Campeonato Paulista, o Corinthians deu bobeira e jogando no Pacaembu no último domingo se complicou diante de sua torcida ao ser derrotado pelo Bragantino. Menos mal que o juiz não deu a falta de Romero no goleiro Alex Alves que originou o primeiro gol do Timão e que Pedrinho – que entrou no segundo tempo no lugar do apagado Clayson – acertou um canudo de fora da área quando o jogo estava 3 a 1 para a equipe do interior e recolocou o Alvinegro na disputa por uma vaga na semifinal ao fechar o placar em uma derrota por 3 a 2. Assim como era o caso do São Paulo contra o São Caetano na última terça-feira, o Timão precisa de uma vitória por diferença de 1 gol para forçar uma decisão nos pênaltis. Vitória por 2 ou mais gols classifica os donos da casa enquanto que qualquer empate coloca o Bragantino entre os quatro melhores do Paulistão 2018.

 

Mudanças profundas

Ainda sem poder contar com Jadson – que segue no departamento médico pelo quarto jogo seguido – e nem com Fágner (convocado pela seleção brasileira), o técnico Fábio Carille fez profundas mudanças no time e, precisando vencer o Bragantino, hoje, de qualquer maneira, corre contra o relógio para entrosar um time que ainda não jogou junto. Para complicar ainda mais, o técnico sinalizou a volta ao esquema 4-2-3-1, com um jogador na função do 9 – mesmo sem ter ninguém em seu elenco capaz de executar a função com a mínima qualidade. Sinal de que Carille, ainda capaz de extrair de seus comandados o seu melhor, não se convenceu sobre qual é a forma ideal para fazer este Corinthians ter um desempenho pelo menos próximo do apresentado pela equipe do primeiro semestre de 2017.

Ralf, que retornou ao clube neste ano, ganhou a vaga de Gabriel como primeiro volante. Mais alto – e mais “defensor” – que o ex-titular, o veterano é uma aposta de Carille para melhorar a marcação do Corinthians principalmente na bola parada – o grande calcanhar de Aquiles da zaga alvinegra nesta temporada. O jovem – e também alto – Mateus Vital ganhou a vaga de Émerson Sheik (que vinha substituindo Jadson) no meio e Júnior Dutra, no lugar de Romero, será o homem de referência no comando do ataque. Mantuan, que já havia entrado no lugar de Fágner no segundo tempo do jogo de ida, foi confirmado como o substituto na lateral-direita. O atacante Lucca, que foi um dos poucos destaques positivos da rebaixada Ponte Preta em 2017, segue desprestigiado e esquentando a ponta direita do banco alvinegro.

Desse modo, o Corinthians deverá entrar em campo as 20 horas de hoje, no Itaquerão, com a seguinte formação: Cássio; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf e Maycon; Mateus Vital, Rodriguinho e Clayson; Júnior Dutra.

 

Jogo de paciência

Sem ter nada a perder e ciente das limitações de seu elenco, o Bragantino chega como “franco-atirador” para o jogo de hoje. Como “azarão”, sim, mas ciente do caminho para vencer o Corinthians em Itaquera – como bem mostraram Ponte Preta, Santo André e São Bento. Com a vantagem do empate, o time de Bragança deverá jogar fechando ao máximo os espaços de sua defesa, deixando para o Timão a bola e a iniciativa do jogo, apostando em contra-ataques – principalmente em cima de Mantuan que ainda “aprende” a ser lateral – para, em uma bola, fazer um gol que pode tirar o Corinthians do prumo e garantir a chegada do Bragantino às semifinais.

Enfrentando um Corinthians que terá um “desconfortável” Júnior Dutra no comando de ataque e mudanças significativas em pontos-chave de sua escalação, o Bragantino tem chances reais de derrubar o atual campeão paulista hoje a noite.

 

Palpite

Corinthians x Bragantino

O Corinthians tem um elenco melhor que o Bragantino. Embora isso não tenha sido o suficiente para garantir a vitória do Timão no primeiro jogo das quartas, foi o bastante para deixar uma desvantagem de apenas 1 gol no placar agregado. Com um volante mais acostumado a proteger a zaga sem se arriscar tanto no ataque (Ralf), Fábio Carille pretende usar a qualidade de Maycon como elemento-surpresa. O caminho da vitória corinthiana muito provavelmente passará pelos pés do jovem volante.

Não será um jogo fácil, mas o Corinthians vence. Se vai conseguir os 2 gols que precisa… bem, isso é outra história.

 

No sufoco

Santos e Botafogo, embaixo de muita chuva na Vila Belmiro, repetiram o 0 a 0  do jogo de ida e definiram o segundo semifinalista do Campeonato Paulista nos pênaltis – que, ironicamente, foram um reflexo do que foi o jogo.

Sem nenhuma imaginação ou criatividade, o Santos pouco ameaçou o Botafogo no tempo regulamentar do jogo. O time de Ribeirão Preto também pouco fez para merecer uma sorte melhor nos 90 minutos da partida.

Nas cobranças de penalidades, os atletas não ajudaram e o Santos perdeu duas cobranças (Vitor Bueno e Lucas Veríssimo). Por sorte, os cobradores do Botafogo estavam em um dia ainda pior que os do Peixe e Bruno Moraes, Dodô e William Oliveira desperdiçaram suas cobranças. Gabigol, Diogo Vitor e Arthur Gomes converteram para o Santos e Jheimy fez o do Botafogo. 3 a 1 horroroso nos pênaltis e mais queixas ao trabalho de Jair Ventura se aglutinam no horizonte da Vila Belmiro.

 

Passeio palmeirense

Sem se importar com a gigantesca vantagem conquistada no duelo de ida contra o Novorizontino e de olho no primeiro lugar da classificação geral – que lhe permitirá decidir todos os jogos restantes em casa – o Palmeiras não tomou conhecimento do adversário e confirmou sua vaga na semifinal do Campeonato Paulista com uma vitória por 5 a 0 ontem a noite no Allianz Parque.

Jogando como se estivesse em desvantagem, o Palmeiras pressionou o time de Novo Horizonte desde os minutos iniciais e antes dos 20 do primeiro tempo já vencia por 2 a 0 – gols de Bruno Henrique e Keno. William e Dudu completaram os 4 a 0 ainda no primeiro tempo.

Sem a mesma intensidade, o Verdão continuou jogando sério enquanto que o Novorizontino fazia o possível para evitar uma goleada maior. Aos 18 do segundo tempo o volante Jonatan Lima foi expulso após acertar uma solada nas costas de Keno. No 11 contra 10, aquilo que já era difícil, ficou impossível. O Palmeiras – que teve tempo de perder um pênalti com Felipe Melo e viu o jovem Papagaio guardar o seu – terminou o passeio e segue cada vez mais favorito ao título de Campeão Paulista.

 

Jogos, locais, resultados, palpites e horários das quartas de final do Campeonato Paulista da Série A1 – volta

Terça-feira (20 de março)

  • 21:00 – São Paulo 2 x 0 São Caetano, no Morumbi – palpite original: São Paulo

Quarta-feira (21 de março)

  • 19:30 – Santos 0 (3) x 0 (1) Botafogo, na Vila Belmiro – palpite original: Santos
  • 21:45 – Palmeiras 5 x 0 Novorizontino, na Arena Palmeiras – palpite original: Palmeiras

Quinta-feira (22 de março)

  • 20:00 – Corinthians x Bragantino, na Arena Corinthians – palpite: Corinthians

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar