Ganhador.com

Olimpíadas

Olimpíadas de PyeongChang consagram a Noruega como maior potência dos esportes de inverno

Foto: Matthias Hangst/Getty Images

Com 14 ouros, e 39 medalhas no total, país nórdico terminou na liderança do quadro de medalhas

A Noruega terminou como o país mais laureado das Olimpíadas de Inverno de PyeongChang. Os nórdicos conquistaram o mesmo número de ouros que os alemães, 14 no total, mas levaram 39 atletas ao pódio, contra 31 dos rivais.

O Canadá confirmou as expectativas favoráveis, com 11 medalhas de ouro, e os Estados Unidos conseguiram terminar à frente da Holanda.

 

Cross Country foi o carro-chefe da Noruega

Um dos segredos do grande sucesso da delegação norueguesa nestas olimpíadas foi o excelente desempenho no Cross Country. A modalidade rendeu nada menos do 14 que medalhas para o país, metade delas dourada. O destaque ficou por conta da prova masculina do skiatlon 2 x 15km, em que os nórdicos ocuparam as três posições do pódio com Simen Hegstad Krüger, Martin Johnsrud Sundby e Hans Christer Holund. Nos 10 kms estilo livre feminino também houve dobradinha, com Ragnhild Haga conquistando o ouro e Marit Bjørgen o bronze.

A mesma Marit Bjørgen, no entanto, subiu ao lugar mais alto do pódio na última prova dos jogos, os 30km do esqui cross-country, e tornou-se a maior medalhista olímpica de todos os tempos, além de sacramentar a Noruega como líder do quadro de medalhas.

 

Alemanha passou perto da liderança

A Alemanha por pouco não terminou como líder do quadro de medalhas, mesmo tendo menos conquistas que os rivais em números absolutos. Os germânicos tomaram a dianteira com a conquista do ouro no bobsled 4-man comandado por Francesco Friedrich, e se tivessem vencido os Atletas Olímpicos da Rússia na final do hóquei sobre o gelo masculino não poderiam mais ser alcançados. No entanto, ficaram com a prata ao sofrer um gol de ouro na prorrogação. A conquista de Marit Bjørgen no apagar das luzes permitiu à Noruega igualar o número de ouros e terminar na frente pelos critérios de desempate.

A participação do país no Biatlo esteve um pouco aquém da meta de nove medalhas. Os alemães ganharam três ouros, uma prata e dois bronzes na modalidade. No bobsled, os europeus fizeram valer a sua tradição, e conquistaram dois ouros e uma prata. O combinado nórdico também teve boa participação, com três outros, uma prata e um bronze, resultado muito parecido com o obtido pelo Luge, que garantiu três ouros, uma prata e dois bronzes.

 

Canadá variou suas conquistas

Algumas projeções antes do início dos jogos apontavam o Canadá como um dos principais candidatos a líder do quadro de medalhas. O país foi superado por Alemanha e Noruega, mas de todo o modo sua participação foi extremamente digna. Dentre os países melhor posicionados, o Canadá foi o que teve conquistas douradas em um número mais variado de modalidades.

O destaque foi o esqui livre, que garantiu quatro ouros nas categorias Moguls masculino, com Mikael Kingsbury, no Halfpipe feminino, com Cassie Sharpe, e a dobradinha no Ski Cross masculino e feminino com Brady Leman e Kelsey Serwa. Por outro lado, as seleções de hóquei masculino e feminino decepcionaram, e em vez dos esperados ouros, voltaram para casa com uma prata e um bronze.

 

Estados Unidos emocionam com ouro no hóquei feminino

Os Estados Unidos tiveram grande sucesso em modalidades mais radicais. No snowboard, o país ficou com quatro ouros, com Red Gerard e Jamie Anderson no slopestyle masculino e feminino. Os norte-americanos repetiram a dobradinha no halfpipe, com os jovens Shaun White e Chloe Kim conquistando o ouro entre os homens e as mulheres. O esqui Livre halfpipe masculino teve David Wise no lugar mais alto do pódio.

A vitória mais emocionante do país do Tio Sam, sem sombra de dúvida, foi a do hóquei feminino. O país não conquistava o ouro há vinte anos, e tinha três derrotas em finais olímpicas contra as canadenses entaladas na garganta. O outro ouro em esportes coletivos veio no curling masculino, com um triunfo sobre a Suíça na decisão.

 

Classificação Final do quadro de medalhas

  1. Noruega – 14 ouros, 14 pratas, 11 bronzes – Total: 39
  2. Alemanha – 14 ouros, 10 pratas, 7 bronzes – Total: 31
  3. Canadá – 11 ouros, 8 pratas, 10 bronzes – Total: 29
  4. Estados Unidos – 9 ouros, 8 pratas, 6 bronzes – Total: 23
  5. Holanda – 8 ouros, 6 pratas, 6 bronzes – Total: 20
  6. Suécia – 7 ouros, 6 pratas, 1 bronze – Total: 14
  7. Coréia do Sul – 5 ouros, 7 pratas, 5 bronzes – Total: 17
  8. Suíça – 5 ouros, 6 pratas, 4 bronzes – Total: 15
  9. França – 5 ouros, 4 pratas, 6 bronzes – Total:15
  10. Áustria – 5 ouros, 3 pratas, 6 bronzes – Total: 14

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar