Ganhador.com

NBA

O que está por trás do sucesso do Portland Trail Blazers?

Foto: AP Photo/Steve Dykes

Tradicional franquia é a surpresa da Conferência Oeste com uma promissora terceira colocação, atrás apenas de Rockets e Warriors                  

Em primeiro, com muitos méritos, o Houston Rockets, do fantástico barbudo James Harden. Em segundo, o Golden State Warriors de Stephen Curry, Kevin Durant e Klay Thompson. A terceira colocação da Conferência Oeste nesta temporada regular está sendo ocupada por uma surpresa: o Portland Trail Blazers, que venceu o Cleveland Cavaliers por 113×105 nesta quinta-feira (15) e dá sinais claros de que é uma força a se considerar nos playoffs que começam daqui a um mês.

 

Lilliard e McCollum são os destaques

O sucesso da campanha do Portland não seria possível sem o brilho de seus dois principais jogadores no momento, a dupla de armadores Damian Lilliard e C.J.McCollum. O curioso é que antes da temporada ninguém botava fé na condição de ambos – e a manutenção dos dois, mesmo recebendo críticas públicas por isso, foi a melhor decisão que a diretoria da franquia poderia tomar.

A atuação diante dos Cavs é um bom exemplo para demonstrar o quanto os dois podem fazer estragos em equipes consideradas mais fortes ou mais ricas.

Lillard chama a atenção por sua regularidade. Ele está com uma excelente média de pontos de 26,8 por partida nesta temporada, e contra os Cavs o camisa #0 realmente fez o que sabe de melhor: disparou como um raio pela quadra e serviu suas famosas assistências. Foram nove, no total. E 24 pontos em uma atuação realmente a se aplaudir.

McCollum não ficou atrás: terminou como cestinha, com 29 pontos, comprovando que é mesmo uma das surpresas do atual campeonato. Ele tem 26 anos e só defendeu o Portland Trail Blazers até hoje. Sua temporada 2017/2018 é a melhor da carreira, disparada.

 

Campeão uma única vez

O Portland Trail Blazers entrou no imaginário do fã do basquete no Brasil graças aos bons times que montou na década de 90, quando o astro era o cestinha Clyde Drexler. O Portland chegou a duas finais, perdendo em 1990 para o Detroit Pistons e em 1992 para o Chicago Bulls. O único título da equipe foi conquistado em 1977 – e lá se vão 41 anos.

Depois das finais perdidas nos anos 90, o Portland só teve um suspiro de boa performance na temporada 2013/2014, quando avançou na quinta colocação da Conferência Oeste e conseguiu eliminar o Houston Rockets (o quarto) no primeiro mata-mata. A sorte da equipe não durou muito: na semifinal do Oeste, foi amassado pelo San Antonio Spurs, que não deu chances e fechou a série com um 4 a 1.

E dá para imaginar este Portland como um finalista do Oeste neste ano?

Seria uma grande surpresa, e tal avanço só seria possível se acontecesse alguma coisa que revertesse a atual ordem de forças da NBA até aqui.

Uma projeção plenamente possível para esta zona do pós-temporada seria uma semifinal entre Houston Rockets e Oklahoma City Thunder, com Portland Trail Blazers e Golden State Warriors se encontrando no outro duelo. É claro que os Warriors devem crescer nos playoffs e mostrar as razões de tamanha capacidade técnica e financeira da franquia. Mas o pós-temporada costuma ter as suas surpresas e as suas lesões que desmontam prognósticos muito mais bem consolidados. Então é de se imaginar que o Portland tem chances sim de chegar a uma semifinal – mas só mesmo o imponderável poderia levá-lo além disso…

 

Jogos da temporada regular da NBA 2017/2018

Sexta-feira, 16 de março

  • 20:00 – Philadelphia 76ers x Brooklyn Nets – Palpite: 76ers
  • 21:00 – Orlando Magic x Boston Celtics – Palpite: Celtics
  • 23:00 – Toronto Raptors x Dallas Mavericks – Palpite: Raptors
  • 23:30 – Oklahoma City Thunder x Los Angeles Clippers – Palpite: Thunder
  • 23:30 – Golden State Warriors x Sacramento Kings – Palpite: Warriors
  • 23:30 – Los Angeles Lakers x Miami Heat – Palpite: Lakers

Sábado, 17 de março

  • 23:30 – Milwaukee Bucks x Atlanta Hawks – Palpite: Bucks
  • 23:30 – New Orleans Pelicans x Houston Rockets – Palpite: Rockets
  • 23:30 – Washington Wizards x Indiana Pacers – Palpite: Wizards
  • 23:30 – New York Knicks x Charlotte Hornets – Palpite: Hornets
  • 23:30 – Chicago Bulls x Cleveland Cavaliers – Palpite: Cavs
  • 23:30 – Memphis Grizzlies x Denver Nuggets – Palpite: Grizzlies
  • 23:30 – Brooklyn Nets x Dallas Mavericks – Palpite: Nets
  • 23:30 – San Antonio Spurs x Minnesota Timberwolves – Palpite: Spurs
  • 23:30 – Utah Jazz x Sacramento Kings – Palpite: Jazz
  • 23:30 – Portland Trail Blazers x Detroit Pistons – Palpite: Pistons
  • 23:30 – Phoenix Suns x Golden State Warriors – Palpite: Warriors

Domingo, 18 de março

  • 14:00 – Toronto Raptors x Oklahoma City Thunder – Palpite: Raptors
  • 19:00 – New Orleans Pelicans x Boston Celtics – Palpite: Celtics
  • 20:00 – Minnesota Timberwolves x Houston Rockets – Palpite: Rockets
  • 23:30 – Los Angeles Clippers x Portland Trail Blazers – Palpite: Clippers

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar