Ganhador.com

Vôlei

O que esperar de cada uma das quartas de final da Superliga Feminina de Vôlei?

Superliga Feminina de Vôlei
Foto: Divulgação Dentil/Praia Clube

Mata-mata disputado em formato de melhor de três jogos desafia, a partir desta sexta, as oito melhores equipes da fase de classificação

A Superliga Feminina entra em sua fase decisiva nesta sexta-feira (9) com a disputa da primeira partida da fase de quartas de final, entre Vôlei Bauru e Dentil/Praia Clube. O duelo ocorre às 19h (de Brasília) no Ginásio Panela de Pressão, com transmissão ao vivo do SporTV.

São oito, os times classificados para as quartas de final: Dentil/Praia Clube (MG), Sesc-RJ, Camponesa/Minas (MG), Vôlei Nestlé (SP), Hinode Barueri (SP), Fluminense (RJ), Pinheiros (SP) e Vôlei Bauru (SP), nesta exata ordem de classificação da fase inicial.

A série terá sempre o formato de disputa de melhor de três jogos. Caso o mesmo time vença as duas primeiras partidas, a terceira não será necessária.

Confira a análise do Ganhador de cada um dos confrontos:

 

Dentil/Praia Clube (1º) x Vôlei Bauru (8º)

Tem tudo para ser o duelo mais desigual da fase de quartas de final – e a chance de uma zebra da oitava colocada eliminar a primeira é mesmo rara demais no vôlei. O Praia Clube perdeu a invencibilidade, mas segue com um meio de rede de fazer inveja a qualquer equipe no mundo todo. Walewska e Fabiana devem comandar sem sustos a classificação da equipe de Uberlândia. Pelo lado do Bauru, fica a pergunta: o que Tiffany vai poder fazer contra a melhor equipe do campeonato?

 

Sesc-RJ (2º) x Pinheiros (7º)

Atuais campeãs, as atletas do Sesc-RJ querem provar que a liderança da fase de classificação não vai fazer falta. O time é excelente, com destaque para a levantadora Roberta, que parece estar respondendo bem ao comando de Bernardinho – quem entende de vôlei imagina bem como o ex-levantador é exigente com as responsáveis pela distribuição de jogo. O Pinheiros conta com a raça da argentina Mimi Sosa, uma das grandes personagens desta Superliga.

 

Camponesa/Minas (3º) x Fluminense (6º)

A volta do time de Minas à elite feminina é digna de aplausos. Quem está de parabéns também é a central Carol Gattaz, que parece ter encontrado bem o seu papel dentro do elenco e está respondendo muito bem à figura de líder do grupo. O Fluminense também merece muitos elogios. Conseguiu avançar às quartas de final logo em sua temporada de estreia, mas é ilusão esperar uma série mais apertada.

 

Vôlei Nestlé (4º) x Hinode Barueri (5º)

Este sim é o único duelo dos quatro que pode terminar com a classificação da equipe que terminou a fase inicial em uma posição inferior. O Vôlei Nestlé é a potência que todos conhecem, mas a equipe patinou e não demonstrou o mesmo nível dos anos anteriores. Compreensível. O time de Barueri também patinou, mas tem um técnico que merece toda a atenção nas fases finais: José Roberto Guimarães. Confronto aberto e promessa de terceiro jogo. O favoritismo é de Osasco, mas não dá para achar que a classificação de Barueri seria uma grande zebra.

 

Superliga Masculina ainda encerra primeira fase

Os homens deram uma pausa na Superliga para a disputa do Sul-Americano, apelidado de “Libertadores do Vôlei”. O torneio foi disputado em Montes Claros (MG) e contou com título do Sada Cruzeiro, que bateu os argentinos de Lomas por 3 sets a 0 na decisão realizada no último sábado (4).

O outro time brasileiro que subiu ao pódio foi o Montes Claros, que terminou a competição com a terceira colocação.

Faltam apenas duas rodadas para o encerramento da fase inicial da Superliga Masculina – os jogos que fecham a classificação serão disputados todos no próximo dia 17. O Cruzeiro é o líder da temporada e desponta com enormes grandes de terminar como líder. As equipes que vêm atrás e que hoje se classificariam para as quartas de final são: Sesc-RJ, Sesi-SP, EMS Taubaté Funvic, Minas Tênis Clube, Corinthians-Guarulhos, Vôlei Renata e Lebes Canoas.

 

Jogos das quartas de final da Superliga Feminina

Sexta-feira, 9 de março

  • 19:00 – Vôlei Bauru x Dentil/Praia Clube – Palpite: Praia Clube
  • 21:30 – Pinheiros x Sesc-RJ – Palpite: Sesc

Sábado, 10 de março

  • 10:30 – Fluminense x Camponesa/Minas – Palpite: Minas

Domingo, 11 de março

  • 10:30 – Vôlei Nestlé x Hinode Barueri – Palpite: Vôlei Nestlé

 

Jogos da 10ª rodada do returno da Superliga Masculina

Sábado, 10 de março

  • 15:00 – Vôlei Renata x Sesc-RJ – Palpite: Sesc
  • 18:00 – JF Vôlei x Lebes Canoas – Palpite: JF
  • 18:30 – EMS Taubaté Funvic x Corinthians-Guarulhos – Palpite: Taubaté
  • 19:00 – Sesi-SP x Sada Cruzeiro – Palpite: Cruzeiro
  • 19:00 – Montes Claros x Copel Telecom Maringá  Palpite: Montes Claros
  • 20:00 – Ponta Grossa Caramuru x Minas Tênis Clube  Palpite: Minas

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar