Ganhador.com

Copa Libertadores

O que esperar das estreias de Flamengo e Corinthians na Libertadores 2018

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Clubes com as maiores torcidas – e talvez os maiores cofres da competição – dão as suas largadas no campeonato de olho nos obstáculos enfrentados por Grêmio e Cruzeiro

O Brasil começou a Libertadores tomando susto e dando vexame. O susto veio do 1×1 do Grêmio contra o valente Defensor, do Uruguai. Já a vergonha ficou por conta do Cruzeiro, que visitou e foi goleado por 4×2 pelo Racing do craque Lautaro Martínez, atacante de 20 anos que está de malas prontas para jogar na Inter de Milão.

Fica a lição para Flamengo e Corinthians, times que abrem suas campanhas na competição nesta quarta-feira (28).

 

O River não é ‘horríver’

O Flamengo tem – às 21h45 (de Brasília), no Estádio Nilton Santos – um adversário de enorme tradição logo de cara: o poderoso River Plate, clube que sempre se auto-intitula como o maior da Argentina, em que pese o Boca Juniors ter mais títulos em um passado recente.

O Rubro-Negro poupou os seus titulares no último final de semana e está 100% descansado e preparado para enfrentar o gigante portenho. O veterano técnico Paulo César Carpegiani vai sofrer apenas as três baixas já previstas: Cuéllar, expulso na decisão da Sul-Americana e suspenso por dois jogos, Berrío, que está machucado, e Ederson, que se recupera da cirurgia para a retirada de um tumor. Ele sequer está inscrito na Libertadores.

É um Flamengo forte o suficiente para vencer o River. Carpegiani deve levar a campo os seguintes titulares: Diego Alves; Rodinei, Réver, Juan e Renê; Jonas, Lucas Paquetá, Diego e Everton Ribeiro; Éverton e Henrique Dourado.

Apenas em 20º no Campeonato Argentino e penando na eterna comparação com o Boca, que lidera a competição há mais de um ano, este River Plate está muito longe de ser “horríver”, como costumam brincar os brasileiros. É um time repleto de jogadores de seleção. Há condições técnicas e atletas realmente excelentes como o goleiro Armani, o volante Enzo Pérez e os atacantes Scocco e Pratto. Falta apenas um empurrãozinho para o time embalar. E ele pode vir muito bem com a estreia da competição no Rio, uma cidade amada pelos argentinos.

O Fla, por sua vez, sabe que a pressão a torcida em competições internacionais só cresce – e um bom desempenho nesta partida com portões fechados pode ser um elegante “tapa com luva de pelica” que o elenco venha a dar em seu fanático. Convém guardar apenas a ressalva óbvia de que tal cenário favorece também o River, pois jogar como visitante na Libertadores é sempre complicado muito também pela pressão da torcida.

Talvez o mais prudente seja esperar um empate. Esta é uma chave que tem tudo para ser perigosa. Além de River e Flamengo, este Grupo D conta com o Emelec, do Equador, e o Independiente Santa Fe, da Colômbia. Time grande pensa longe: empates no Rio e em Buenos Aires seriam interessantes para ambos na luta contra os clubes de menor força da chave.

 

Corinthians ri à toa

O que pode ser melhor do que estrear na Libertadores na condição de atual campeão brasileiro? Talvez começar a sua caminhada na competição imediatamente depois de ganhar do eterno arquirrival Palmeiras. É esta a vida atual do Corinthians, que dá seu pontapé inicial na Libertadores 2018 no Estádio El Campín, de Bogotá, contra o Millonarios, da Colômbia, também às 21h45 (de Brasília).

O Corinthians não vai poder contar com Rodriguinho, autor de gol contra o Palmeiras, e o seu lugar vai ser ocupado pela promessa Mateus Vital, de apenas 20 anos.

O time levado ao Campín por Fábio Carille é a formação que a torcida corintiana já se acostumou a ver neste 2018: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Maycon; Gabriel, Renê Júnior; Romero, Jadson, Mateus Vital e Clayson.

O Millonarios vive uma fase muito complicada na Colômbia. O time começou no torneio local com apenas cinco pontos e ocupa apenas a 16ª colocação. O clube vive um problema muito sério com o seu técnico, o argentino Miguel Ángel Russo, que está tratando um câncer na próstata. Como ele está hospitalizado, não vai comandar a equipe nesta quarta-feira (28), cedendo lugar ao auxiliar, Hugo Gottardi.

O Corinthians desponta como favorito à vitória. Ambos estão no Grupo G, que conta também com Deportivo Lara, da Venezuela, e Independiente, da Argentina.

 

Jogos da 1ª rodada da Copa Libertadores 2018

Quarta-feira, 24 de fevereiro

  • 19:15 – Nacional-URU x Estudiantes-ARG – Palpite: Nacional
  • 21:45 – Flamengo x River Plate-ARG – Palpite: Empate
  • 21:45 – Millonarios-COL x Corinthians – Palpite: Corinthians
  • 21:45 – Delfin-EQU x Bolivar-BOL – Palpite: Delfin

Quinta-feira, 1º de março

  • 19:15 – Real Garcilaso-PER x Santos – Palpite: Santos
  • 19:15 – Deportivo Lara-VEN x Independiente-ARG – Palpite: Independiente
  • 19:15 – Santa Fe-COL x Emelec-EQU – Palpite: Sante Fe
  • 21:30 – Alianza Lima-PER x Boca Juniors-ARG – Palpite: Boca
  • 21:30 – Junior Barranquilla-COL x Palmeiras – Palpite: Empate

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar