Ganhador.com

NBA

James Harden crava fantásticos 60 pontos diante do Magic. Confira os recordes alcançados pelo Barba

Foto: Bob Levey/Getty Images

Atuação de gala ocorreu na madrugada desta quarta (31) na vitória de 114×107 do Houston Rockets sobre o Orlando Magic em um lotado Toyota Center, em Houston                 

James Harden está derrubando cada um dos argumentos daqueles que não veem nele um craque do gabarito de LeBron James e Stephen Curry. E o que ocorreu na madrugada desta quarta (31) não deixou dúvidas: o Barba é, sim, um dos grandes nomes desta geração, alguém capaz de atuações impressionantes como a que obteve na vitória por 114×107 sobre o Orlando Magic. Harden anotou simplesmente 60 pontos. Sim, está certo: ele foi responsável por mais da metade dos pontos de sua equipe inteira.

 

Jamais na história deste esporte

Harden não ficou apenas na pontuação superlativa. Ele conseguiu também 10 rebotes e 11 assistências, fechando a atuação de gala com um triplo-duplo inesquecível. Quem esteve no Toyota Center e ficou sem voz aos gritos de “MVP!” vai poder tranquilamente contar para os netos. Jamais um triplo-duplo em toda a história da NBA contou com alguém atingindo tamanha pontuação.

Também importante ressaltar: Harden esteve em quadra por 46 dos 48 minutos de jogo.

A noite feliz do Barba representou também outras duas façanhas. A primeira foi quebrar o seu recorde individual de pontos. Jamais ele havia atingindo as seis dezenas, e até esta quarta (31), a sua melhor marca era a de 56 pontos diante do Utah Jazz, em novembro do ano passado.

Os monstruosos 60 pontos de Harden representaram também a maior pontuação da história do Houston Rockets em todos os tempos. E este recorde já durava nada menos que 40 anos – foi em 1978 que Calvin Murphy cravou 57 pontos. O próprio Murphy estava no Toyota Center e  fez questão de aplaudir Harden de pé.

Embora muito expressiva, a façanha de Harden significa apenas o 57º melhor rendimento ofensivo da história da NBA. O recorde absoluto é de Wilt Chamberlain, com 100 pontos em 1962, quando ele defendia o Philadelphia Warriors e impôs esta contagem centenária individual ao New York Knicks.

O segundo melhor número de todos os tempos é bem mais recente: ocorreu em 2006, com os 81 pontos de Kobe Bryant pelo Lakers diante do Toronto Raptors. Fechando o “top 3” está outra atuação impressionante de Chamberlain com 78 pontos em 1961 de novo pelo Philadelphia Warriors diante dos Lakers.

Os Rockets seguem em segundo no Oeste, com uma campanha de 36 vitórias e 13 derrotas (aproveitamento de 73,5%, contra 78,4% do Golden State Warriors, o líder). E o próximo jogo da equipe de Houston vai ser justamente o clássico do Texas contra o San Antonio Spurs, às 23h (de Brasília) desta quinta (1º).

 

Duas baixas

Se a torcida do Houston faz festa por Harden, o mesmo não pode ser dito pelos lados do Cleveland Cavaliers e do Washington Wizards, duas equipes que vão perder peças importantes por lesões.

Nos Cavs, o problema foi com Kevin Love, que quebrou um dedo da mão esquerda ao se chocar com Anthony Tolliver e Reggie Bullock, ambos do Detroit Pistons. Os Cavs perderam mais uma – agora por 125×114 – e correm risco de sair da terceira posição no Leste. E tal perigo aumenta sem a presença de Love, que vai precisar parar entre seis a oito semanas para se recuperar.

Quem também vai precisar de paciência para sair do estaleiro é John Wall, armador do Washington Wizards. Ele vai operar o joelho e ficar cerca de dois meses fora, perdendo o All-Star Game do próximo mês, em Los Angeles.

Os problemas de Wall no joelho vêm de longe. Em 2016, ele operou tanto o esquerdo quanto o direito, e em novembro do ano passado ele chegou a fazer infiltrações contra as dores e inflamações.

 

Jogos da temporada regular da NBA 2017/2018

Terça-feira, 30 de janeiro

  • Denver Nuggets 110×111 Boston Celtics
  • Washington Wizards 102×96 Oklahoma City Thunder
  • Toronto Raptors 104×104 Minnesota Timberwolves
  • New York Knicks 111×95 Brooklyn Nets
  • Houston Rockets 114×107 Orlando Magic
  • Detroit Pistons 125×114 Cleveland Cavaliers
  • New Orleans Pelicans 103×114 Sacramento Kings
  • San Antonio Spurs 106×104 Denver Nuggets

Quarta-feira, 31 de janeiro

  • Utah Jazz 129×99 Golden State Warriors
  • Portland Trail Blazers 96×104 Los Angeles Clippers
  • 22:00 – Indiana Pacers x Memphis Grizzlies – Palpite: Pacers
  • 22:00 – Orlando Magic x Los Angeles Lakers – Palpite: Magic
  • 22:30 – Brooklyn Nets x Philadelphia 76ers – Palpite: 76ers
  • 22:30 – Cleveland Cavaliers x Miami Heat – Palpite: Cavs
  • 22:30 – Atlanta Hawks x Charlotte Hornets – Palpite: Hornets
  • 23:00 – Boston Celtics x New York Knicks – Palpite: Celtics

Quinta-feira, 1º de fevereiro

  • 01:00 – Portland Trail Blazers x Chicago Bulls – Palpite: Trail Blazers
  • 01:30 – Phoenix Suns x Dallas Mavericks – Palpite: Suns

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar