Ganhador.com

Fórmula 1

Hamilton busca quinta vitória consecutiva em Silverstone para retomar a liderança do campeonato

Lewis Hamilton
Foto: Mark Thompson/Getty Images

Com o abandono na Áustria, piloto da Mercedes voltou a ser ultrapassado por Vettel

No próximo final de semana, o circo da Fórmula 1 desembarca em solo inglês para o Grande Prêmio de Silverstone, a décima das 21 etapas do Campeonato Mundial. O piloto da casa, Lewis Hamilton, vem de um mau resultado, mas há quatro temporadas reina absoluto na prova.

A vitória de Max Verstappen na Áustria embolou de vez a tabela de classificação do Mundial de Pilotos, além de relocar a Red Bull na briga entre os construtores. Hamilton não conseguiu concluir a prova, e perdeu a liderança do campeonato para Sebastian Vettel, que subiu ao pódio como terceiro colocado.

Silverstone é uma pista histórica da Formula 1, e também uma das mais velozes. Sua principal característica é a grande quantidade de curvas de alta com alternância de lados, o que sempre provoca um intenso desgaste dos pneus, sobretudo nos dias mais quentes. As retas são escassas, mas também não há muitos pontos de freada. Outra característica interessante do circuito inglês é a proximidade entre torcida e pilotos.

 

Mercedes busca recuperação em pista onde tradicionalmente é rápida

A Mercedes pagou um alto preço por seus sucessivos erros no GP da Áustria, e além de permitir a ascensão da Ferrari no Mundial de Construtores, prejudicou enormemente a campanha de seus dois pilotos.

Na 15ª volta, o carro de Valtteri Bottas teve uma pane elétrica que decretou o fim da linha para o finlandês, e o então líder da prova, Lewis Hamilton, não aproveitou o acionamento do safety-car virtual para parar nos boxes. Quando enfim fez seu pit stop, perdeu posições para Verstappen, Ricciardo e Räikkönen, e passou a ser seguido de perto por Vettel.

Irritado com a estratégia equivocada da equipe, o inglês pisou fundo para tentar recuperar a posição, mas acabou forçando demais os pneus, e precisou fazer uma parada que não estava no script. Voltou 21 segundos atrás do piloto da Ferrari, e pouco depois abandonou a prova com problemas na bomba de combustível.

Estacionados nos 146 e 92 pontos, respectivamente, Hamilton e Bottas perderam posições na classificação do campeonato. O inglês foi ultrapassado por Vettel, e o finlandês, que ocupava a quarta colocação, agora está em sexto.

Em Silverstone, onde a Mercedes é a mais rápida há cinco anos, e Hamilton foi o vencedor nos últimos quatro, a expectativa é por uma recuperação do atual campeão, que para voltar à liderança precisa apenas terminar na frente do alemão.

 

Ferrari espera aproveitar o bom momento

A última vitória da Ferrari na Inglaterra foi em 2011, quando ainda era pilotada por Fernando Alonso. Räikkönen subiu ao ponto mais alto do pódio pela escuderia italiana em 2007, e Vettel foi o mais rápido no ano de 2009, mas como piloto da Red Bull.

Apesar do mau retrospecto em Silverstone, os ferraristas têm bons motivos para estarem otimistas. A equipe chega à metade do campeonato liderando as disputas de pilotos e construtores, e tem a superioridade do seu motor reconhecida até pelos rivais.

“Eles têm um super motor.”, diz Christian Horner, chefão da Red Bull, que completa: “Nosso chassi é provavelmente o melhor dos três principais carros, mas não conseguimos ultrapassá-los. Eles têm poder de sobra.”

A sorte que faltou à Mercedes na última corrida parece ter virado a favor dos pilotos da Ferrari. A liderança do campeonato praticamente caiu no colo de Vettel, que chegou a estar em oitavo lugar na Áustria, terminou em terceiro, e foi beneficiado pelo abandono de Hamilton. Räikkönen foi duplamente beneficiado pelas saídas de Bottas e Ricciardo, subiu ao pódio em segundo lugar, e pulou da quinta para a terceira colocação na tabela.

Ainda que nenhum ferrarista consiga vencer em Silverstone, será fundamental terminar à frente das Mercedes, caso contrário as posições na tabela se inverterão.

Red Bull não perde as esperanças

Com a vitória na Áustria, Max Verstappen subiu para a quinta posição no campeonato, e encostou em seu companheiro de equipe, Daniel Ricciardo, que não concluiu a prova. O resultado deixou a Red Bull com o mesmo número de triunfos de Mercedes e Ferrari, e manteve a equipe viva na briga pelo Mundial de Construtores. A diferença em relação aos líderes é de 58 pontos, mas ainda restam 12 corridas até o fim da temporada.

Embora remotas, a equipe segue com chances nas duas frentes, e o mandachuva Christian Horner não jogou a toalha:  “Acho que definitivamente temos uma chance, estamos correndo por fora. A Fórmula 1 está cheia de ‘se’, ‘mas’ e ‘talvez’, mas se você olhar para as posições em que estávamos e na qual deveríamos estar, então deveríamos estar liderando o campeonato hoje. Eu acho que há uma chance em ambos os campeonatos e nós certamente não temos nada decidido neste momento no ano.”

A Red Bull contabiliza três vitórias em Silverstone, uma com Sebastian Vettel, em 2009, e duas com Mark Webber, em 2010 e 2012.

Programação do GP da Inglaterra 2018

  • Sexta-Feira, 06/07 – 06:00 – 1º Treino Livre
  • Sexta-Feira, 06/07 – 10:00 – 2º Treino Livre
  • Sábado, 07/07 – 07:00 – 3º Treino Livre
  • Sábado, 07/07 – 10:00 – Treino Classificatório
  • Domingo, 08/07 – 10:10 – Corrida

Classificação do Campeonato Mundial de Pilotos F1 2018

  1. Sebastian Vettel (Ferrari) – 146
  2. Lewis Hamilton (Mercedes) – 145
  3. Kimi Raikkonen (Ferrari) – 101
  4. Daniel Ricciardo (RBR) – 96
  5. Max Verstappen (RBR) – 93
  6. Valtteri Bottas (Mercedes) – 92
  7. Kevin Magnussen (Haas) – 37
  8. Fernando Alonso (McLaren) – 36
  9. Nico Hulkenberg (Renault) – 34
  10. Carlos Sainz Jr. (Renault) – 28
  11. Sergio Pérez (Force India) – 23
  12. Esteban Ocon (Force India) – 19
  13. Pierre Gasly (STR)- 18
  14. Charles Leclerc (Sauber) – 13
  15. Romain Grosjean (Haas) – 12
  16. Stoffel Vandoorne – 8
  17. Lance Stroll (Williams) – 4
  18. Marcus Ericsson (Sauber) – 3
  19. Brendon Hartley (STR) – 1
  20. Sergey Sirotkin (Williams) – 0

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar