Ganhador.com

UFC

Cerrone conquista nocaute arrasador no UFC Austin e iguala recorde de Bisping e St-Pierre

Foto: Divulgação/UFC

O UFC Fight Night ocorrido em Austin, Texas (EUA), no último domingo (18), contou com três brasileiros em ação. Mas o ponto alto ficou por conta da luta principal, onde Donald Cerrone brilhou com uma vitória por nocaute no primeiro round contra Yancy Medeiros. O americano alcançou o recorde de maior número de vitórias (20) na história do UFC, igualando a marca alcançada por Michael Bisping e Georges St-Pierre, dois dos ex-campeões mais respeitados da história do Ultimate.

Cerrone nunca foi campeão do UFC – ao menos até o momento – mas sempre foi um atleta empolgante. Suas lutas são sucesso de audiência e ele sempre rende boas apresentações. Ganhando ou perdendo, o americano sempre dá show. E não foi diferente contra Medeiros. Confesso que achei que o havaiano fosse vencer o combate. Vindo em situação completamente oposta a do rival, Medeiros tinha três vitórias consecutivas. Mas Cerrone, que vinha de três reveses em sequência, resolveu mostrar o motivo de ser tratado como um atleta especial.

Apesar de um início estranho e devagar, Cerrone conseguiu encaixar um direto avassalador que derrubou Medeiros. Ele precisou apenas conectar mais alguns golpes no rival já caído para garantir o nocaute técnico aos 4m58seg. Isso mesmo. Mais dois segundos e o primeiro assalto se encerrava e Medeiros teria a chance de se recuperar até o segundo round.

A vitória deve recolocar Cerrone no top 10 da divisão dos meio-médios. O americano agora acumula um cartel de 33 vitórias e dez derrotas na carreira no MMA. Ele sempre está perto do topo e tem totais condições de encarar os melhores nomes da categoria. Mas por conta de sua atividade frenética no octógono, aos 34 anos, pode segurar a onda e selecionar melhor seus combates. Essa coisa de lutar toda semana é divertida, principalmente para os fãs, mas a conta pode chegar a qualquer momento. Já é possível notar que sua absorção de golpes não é mais a mesma.

Enquanto Cerrone brilhou no UFC Austin, o trio brasileiro que entrou em ação no show teve saldo negativo. Apenas Carlos Diego Ferreira saiu do octógono com o braço erguido. O brasileiro, que voltou após um afastamento de dois anos, nocauteou Jared Gordon no primeiro round e anotou mais um triunfo para a sua conta. Agora são 13 vitórias e apenas duas derrotas na carreira no MMA. Já Francisco Massaranduba e Thiago Pitbull, acabaram derrotados por James Vick (via decisão) e Curtis Millender (via nocaute).

 

Confira os resultados do UFC Austin

Donald Cerrone venceu Yancy Medeiros por nocaute técnico no 1º round
Derrick Lewis venceu Marcin Tybura por nocaute no 3º round;
James Vick venceu Francisco Massaranduba por decisão unânime (triplo 29-28);
Curtis Millender venceu Thiago Alves por nocaute no 2º round;
Brandon Davis venceu Steven Peterson por decisão unãnime;
Sage Northcutt venceu Thibault Gouti por decisão unânime (triplo 29-28);
Card preliminar
Diego Ferreira venceu Jared Gordon por nocaute no 1º round;
Geoff Neal venceu Brian Camozzi por finalização (esgana-galo) no 1º round;
Roberto Sanchez venceu Joby Sanchez por finalização (mata-leão) no 1º round;
Lucie Pudilova venceu Sarah Moras por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-27);
Alex Morono venceu Josh Burkman por finalização (guilhotina) no 1º round;
Oskar Piechota venceu Tim Williams por nocaute no 1º round.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar