Brasileirão Série A

Brasileirão 2018: o que esperar de Botafogo x Grêmio e Fluminense x São Paulo?

Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Não há favorito claro em nenhum dos jogos, embora os times cariocas tenham vantagens por diferentes motivos                        

Este Campeonato Brasileiro é mesmo de tirar a paz de qualquer um. A máxima do “não existe jogo fácil” é verdadeira como em poucos outros países. Basta considerar a força dos times envolvidos nestas partidas que o Ganhador analisa a partir de agora. Botafogo e Grêmio abrem a terceira rodada com um confronto direto de dois campeões estaduais às 16h (de Brasília) deste sábado (28), no Estádio Nilton Santos. No domingo (29), Fluminense e São Paulo se reencontram no Maracanã, também às 16h, em um duelo que já teve até um final dramático e inesquecível pela Libertadores.

 

Botafogo tenta encontrar caminho

Afirmação. Esta é a palavra que melhor define o jogo de sábado no Nilton Santos. Campeão carioca, o Botafogo quer provar que tem condições de brigar também contra as potências do país. Se bem que no caso do Grêmio é melhor chamar de “potência da América”, pois o tricolor gaúcho hoje é o atual campeão tanto da Libertadores quanto da Recopa, além de ter conquistado também o seu título estadual há pouco menos de um mês.

O Botafogo entra neste duelo como favorito por uma razão muito simples: o Grêmio vai usar um time misto para encarar o Alvinegro no Rio. É mesmo incompreensível que um campeonato que esteja na terceira rodada já tenha esta diferença de nível entre as equipes. Tudo bem que o Grêmio tem a Libertadores como prioridade, mas o calendário precisa prever tais situações e permitir que os times disputem o principal campeonato do país com força máxima do começo ao fim.

O Grêmio está no seu direito. Afinal, já tem um duelo complicado logo na terça-feira contra o Cerro Porteño, pela Libertadores. Como não tem nada a ver com isso, o Botafogo desponta com maiores chances de obter a sua primeira vitória no Brasileirão. Nas duas primeiras rodadas, a equipe ficou no empate com Palmeiras e Sport, com os dois jogos terminando com 1×1. A defesa do Fogão está demonstrando a capacidade que o técnico Alberto Valentim exige. O mistão do Grêmio pode ser um desafio acessível também para o ataque alvinegro, que precisa subir alguns degraus neste sentido.

Palpite? Uma vitória do Botafogo por um gol de diferença. É de se imaginar o time feliz e tranquilo com um 1×0 ou um 2×1.

 

Flu tenta aproveitar o “fator Maraca”

Uma coisa está bem clara para o torcedor do Fluminense neste ano. O clube voltou a apostar no “time de guerreiros”, termo que ficou forte em 2009, quando a equipe escapou da Série B por um triz. Hoje, a semelhança é na força de vontade. O Fluminense tem atuado com uma raça realmente marcante. Quem viu a última partida do Flu, diante do Cruzeiro, ficou espantado. Ganhar por 1×0 atuando com um homem a menos por 80 minutos foi uma prova de hombridade que merece sim um apoio total da torcida, que tem motivos de sobra para comparecer em bom público ao Maracanã neste domingo.

Como os demais clubes do Rio estão vigentes em suas casas, cabe ao Fluminense impor ao visitante o peso histórico do Maracanã, um dos estádios mais importantes do mundo e que pode realmente fazer a diferença quando a torcida resolve comparecer e jogar junto.

Basta lembrar o que ocorreu lá mesmo em 2008, naquela épica partida de quartas de finais de Libertadores, quando o Flu eliminou o São Paulo com um gol no último minuto, marcado por Washington, de cabeça.

O São Paulo, por sua vez, precisa fazer as pazes com o gol. A produção ofensiva da equipe tem sido muito fraca, sem conseguir balançar as redes em três dos últimos seis jogos. A fraqueza do ataque ficou muito clara na última partida, no anêmico 0x0 no Ceará diante de um adversário que ainda tenta se encontrar na Série A.

O técnico uruguaio Diego Aguirre estuda a volta de Diego Souza ao time, e ele já provou, inclusive no Rio, que pode ser um motivo de preocupação ao adversário. Outro “ex-carioca” que vai merecer uma atenção da competente defesa do Fluminense é Nenê. O Flu leva vantagem, pelo embalo e pela possibilidade de jogar diante de sua torcida.

Palpite? Uma vitória do Flu por 1×0, com o time todo na defesa depois do gol marcado.

 

Jogos da 3ª rodada do Brasileirão 2018

Sábado, 28 de abril

  • 16:00 – Botafogo x Grêmio – Palpite: Botafogo

Domingo, 29 de abril

  • 16:00 – Bahia x Atlético-PR – Palpite: Atlético-PR
  • 16:00 – Ceará x Flamengo – Palpite: Empate
  • 16:00 – Palmeiras x Chapecoense – Palpite: Palmeiras
  • 16:00 – Paraná x Sport – Palpite: Paraná
  • 16:00 – Atlético-MG x Corinthians – Palpite: Empate
  • 16:00 – Fluminense x São Paulo – Palpite: Fluminense
  • 19:00 – Internacional x Cruzeiro – Palpite: Empate

Segunda-feira, 30 de abril

  • 20:00 – América-MG x Vitória – Palpite: Empate

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.