Ganhador.com

Brasileirão Série A

Atlético-MG quer pôr fim aos 100% do Corinthians no Brasileirão; veja nosso prognóstico para o jogo da 3ª rodada

O veterano Ricardo Oliveira é uma das armas do Galo para derrubar o Corinthians em Minas.

Foto: Bruno Cantini / Atlético Mineiro / Divulgação

Em busca da segunda vitória no Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG conta com o bom retrospecto de Ricardo Oliveira para derrubar o líder Corinthians e evitar uma arrancada como a de 2017.

Comandados por técnicos da chamada “nova geração”, Atlético-MG e Corinthians se encontram neste domingo no Estádio Independência (Horto), a partir das 16 horas (com transmissão do Premiére para todas as praças) vivendo realidades bem distintas neste início de Campeonato Brasileiro. Thiago Larghi, aposta do Galo para a temporada, conquistou o vice-campeonato mineiro e está nas oitavas de final da Copa do Brasil. À frente de um time que oscila muito, o treinador aposta em nomes experientes, como Ricardo Oliveira, e talentosos, como Otero, para frear o inesperado bom início de campeonato do Corinthians que vai para sua segunda temporada sob o comando de Fábio Carille – campeão paulista em 2017 e 2018 e atual campeão brasileiro. Calejados com o primeiro turno do Timão no ano passado, os adversários sabem como é importante evitar neste momento uma nova arrancada de Rodriguinho e companhia.

 

A força do Horto

Um dos principais trunfos do Galo para arrancar uma vitória diante do Corinthians no domingo está no Estádio Independência – popularmente chamado de Horto – que pertence ao América-MG. Desde a vitoriosa campanha da Libertadores de 2013 – que deu origem ao refrão “caiu no Horto, tá morto” –, o  Atlético-MG vem fazendo do estádio um importante aliado. Nos últimos 15 jogos disputados como mandante (em todas as competições), o alvinegro de Minas conseguiu 10 vitórias, 2 empates e 3 derrotas – obtendo a respeitável marca de  32 pontos conquistados em 45 possíveis. Na rodada anterior do Brasileirão, bateu o Vitória – que empatou em 0 a 0 com o Corinthians pela Copa do Brasil no meio de semana – por 2 a 1.

 

Talento e retrospecto

O Galo conta também com a boa fase de Otero líder em finalizações certas (5/8) e de Luan líder em desarmes (11) – dados do Footstats –, para dobrar o líder do Brasileirão em casa.

Como se isso não fosse o bastante, o veterano Ricardo Oliveira possui um bom retrospecto contra o Corinthians: desde seu retorno ao Brasil, o atacante já enfrentou o Timão 8 vezes e marcou 6 gols. Além dele, Patric é outro “talismã” mineiro. O lateral-direito que esteve emprestado ao Vitória na temporada passada também vem de uma invencibilidade de 4 jogos contra a equipe de Fábio Carille. Além disso, o Galo tem em seu elenco Elias e Fábio Santos que viveram alguns de seus melhores momentos no futebol no Parque São Jorge e conhecem bem o “modo corintiano” de trabalhar. Em um clássico, qualquer detalhe faz a diferença.

 

Liderança inesperada

Numa repetição da temporada de 2017, o Corinthians de 2018 (com um elenco ligeiramente mais fraco) segue derrubando prognósticos e após a conquista do bi-campeonato paulista em cima do poderoso Palmeiras, chega para a 3ª rodada do Campeonato Brasileiro – contrariando todas as expectativas –, como líder isolado e único time a se manter 100% na competição. Coisa que nem o mais fanático dos corintianos poderia imaginar.

Parte deste sucesso se explica pelo bom momento de sua defesa – que sofreu para se reencontrar após as saídas de Pablo e Guilherme Arana. Com as chegadas – e adaptação – de Henrique e Sidcley, o Timão levou apenas 1 gol nos últimos 5 jogos disputados (somando-se todas as competições). Compactado e muito concentrado na parte defensiva, o Corinthians segue sendo um time contra o qual fazer gols é uma das tarefas mais difíceis – e a recente melhora da sua defesa na bola parada aérea apenas reforça este fato.

Ainda sentindo falta de um centroavante de ofício, Carille viu em Rodriguinho o homem-gol que o time precisava neste momento. A chegada de Roger pode mudar o desenho tático da equipe – que passará a atuar com alguém sendo referência no comando de ataque – mas é fato que, entre erros e acertos, o Corinthians diante da necessidade de suprir a ausência de Jô aprendeu a jogar (bem) sem um “camisa 9”. Isso, além de fazer a diferença, mostra o grau de “controle” que o treinador tem sobre seu elenco e o nível de entrega de seus atletas – que, em campo, rendem muito mais do que se espera normalmente.

 

Números e desfalques

Apesar das liderança e dos 100% no Brasileirão, o desempenho geral do Corinthians como visitante em 2018 é mediano. Em 15 jogos longe de casa, o Timão teve 6 vitórias, 4 empates e 5 derrotas – 22 pontos conquistados em 45 possíveis. Números que podem animar, sim, a torcida do Galo.

Para dificultar as coisas, Ralf – um dos responsáveis pela melhora da defesa do Timão na bola parada aérea – sofreu uma luxação no ombro durante o jogo contra o Vitória neste meio de semana pela Copa do Brasil, passará por cirurgia, e só voltará aos gramados após a Copa do Mundo. Renê Júnior é outro volante que, após se contundir no treino da última terça-feira, também passará por cirurgia e só retorna após a pausa para a Copa. Com isso, Carille terá à sua disposição apenas Gabriel, Maycon e Paulo Roberto (que vem sendo relacionado, mas não joga). Mantuan, outro volante de origem no elenco alvinegro, foi adaptado à lateral e segue como reserva de Fágner. E não podemos esquecer que Maycon já está negociado com o Shakhtar Donetsk e deixa o alvinegro também ao final da Copa.

 

Escalações

Sem grandes desfalques em seu departamento médico, o Atlético-MG não deverá ter problemas com seu time titular e Thiago Larghi deverá levar a campo a seguinte formação:

Victor; Patric, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Luan e Blanco; Otero, Roger Guedes e Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi.

Com Ralf e Renê Júnior fora de combate, Fábio Carille deverá apostar na dupla Gabriel e Maycon – titular durante boa parte da temporada passada – para garantir a proteção à zaga do Corinthians que pode ver a estreia (ou não) de Roger no lugar de Jadson ou de Clayson. A provável escalação do Corinthians terá:

Cássio; Fágner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Jadson (Roger), Rodriguinho, Romero e Clayson (Roger). Técnico: Fábio Carille.

 

Palpite para Atlético-MG x Corinthians

Jogando fora de casa, o Corinthians não deverá sair de suas características: entregará a bola ao Galo e compactará suas duas linhas defensivas esperando por uma oportunidade para decidir o jogo em um contra-ataque.

O Atlético-MG, por sua vez, precisa da vitória em casa para não se desgrudar dos líderes. Otero, Luan e Ricardo Oliveira podem fazer a diferença à favor dos donos da casa enquanto que o “duelo” Fábio Santos x Romero pode ajudar o Timão.

Mais desgastado por conta do jogo no meio de semana, o Corinthians voltará para São Paulo satisfeito com um empate – que não será um resultado dos piores para o Galo. Mas com Ricardo Oliveira em campo – e sua “estrela” contra o Timão –, uma vitória atleticana não será de todo improvável.

 

Jogos e palpites para a 3ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A

Sábado – 28/04/2018

  • 16:00 – Botafogo x Grêmio – Engenhão – palpite: Grêmio

Domingo – 29/04/2018

  • 16:00 – Atlético-MG x Corinthians – Independência – palpite: empate
  • 16:00 – Paraná x Sport – Durival Britto – palpite: Paraná
  • 16:00 – Bahia x Atlético-PR – Fonte Nova – palpite: Atlético-PR
  • 16:00 – Fluminense x São Paulo – Maracanã – palpite: Fluminense
  • 16:00 – Ceará x Flamengo – Castelão – palpite: Flamengo
  • 16:00 – Palmeiras x Chapecoense – Allianz Parque – palpite: Palmeiras
  • 19:00 – Internacional x Cruzeiro – Beira-Rio – palpite: Internacional

Segunda-feira – 30/04/2018

  • 20:00 – América-MG x Vitória – Independência – palpite: América-MG

Segunda-feira – 16/07/2018

  • 20:00 – Santos x Vasco – Pacaembu – palpite: Santos

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar