UFC

Após doping, Brock Lesnar pode retornar aos pesados do UFC. Mas é preciso lembrar que…

Foto: Divulgação/UFC

O gigante pode estar voltando! Recentemente, o presidente do UFC Dana White publicou uma foto ao lado de Brock Lesnar e iniciou uma série de rumores a respeito do possível retorno do ex-campeão dos pesados ao octógono mais famoso do mundo. O dirigente chegou a dizer que as chances de Lesnar voltar ao octógono “são muito boas”. A questão aqui é: depois de voltar para apenas para uma luta, no UFC 200, vencer, mas acabar punido por doping, qual a credibilidade que uma volta do astro do WWE teria?

Lesnar bateu Mark Hunt na decisão dos juízes pelo UFC 200, em julho de 2016. O neozelandês acusou o rival de doping antes mesmo da luta e pirou quando viu que semanas após a derrota o canadense, de fato, estava dopado. Ele inclusive entrou com um processo contra o Ultimate, insinuando que a organização saberia da trapaça de Brock, mas nada teria feito a respeito. Essa história não rendeu nada, e o resultado foi que quase dois anos depois Lesnar pode estar mesmo voltando ao octógono.

Eu acho absolutamente interessante um astro como Lesnar voltar ao octógono. É bom pra todos aqueles que gostam de ver a modalidade sob os grandes holofotes. Mas se ele voltou apenas para uma luta no UFC 200 e se dopou para tal, rendendo uma suspensão que não lhe machuca – já que ele não vive do UFC – e uma multa em dinheiro que nem fez cócegas no seu bolso, quem garante que ele não fará o mesmo num retorno? O lado bom é que me parece que se ele voltar será contra um rival de peso, quem sabe até o atual campeão dos pesados. Nesse caso, não há doping dê jeito. Será mais justo.

Meu palpite é que o UFC sonha com um duelo entre Brock Lesnar e o vencedor da superluta entre Stipe Miocic e Daniel Cormier. Os americanos disputam o título dos pesados no dia 7 de julho, em Las Vegas (EUA), pelo UFC 217. O próprio Cormier já falou sobre uma possível luta com Brock recentemente. O fato é que Lesnar é um fenômeno quando se trata de vendas de pay-per-view. O canadense vende muito e atrai as atenções dos fãs do WWE (evento de lutas coreografadas que é sucesso nos EUA).

Inclusive o WWE renovou contrato com Brock Lesnar após o início dos rumores de uma volta dela ao UFC. Mas isso não significa que o canadense e a organização não podem reatar. Pelo contrário. No contrato novo há uma brecha para Brock voltar a pisar no octógono quando quiser. Resumindo: embora a credibilidade de um retorno não seja tão grande, ainda haverá gente interessada em ver Brock Lesnar contra os principais nomes do Ultimate e isso já é o suficiente para a maioria das pessoas -não me incluo nisso – ignorar o que aconteceu no passado. Ele é um astro, sim. É um ex-campeão, tem história e tudo mais, mas não acho legal o cara aparecer quando bem entender no MMA, lutar, ganhar milhões de dólares e seguir sujando a imagem da modalidade em caso de novo doping. O custo-benefício não é tão bom assim.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar