Ganhador.com

Brasileirão Série A

20ª Rodada: São Paulo tropeça e vê o Internacional reduzir a diferença entre líder e vice-líder para 1 ponto

Colado no líder

O líder saiu na frente com Nenê, mas Júnior empatou para o Paraná e complicou a vida do São Paulo no returno do Brasileirão.

Foto: Jales Valquer / Fotoarena / Folhapress / Reprodução

O São Paulo, líder do Campeonato Brasileiro, tropeçou diante do Paraná – lanterna da competição – e sente agora a pressão de ter apenas um ponto de vantagem sobre o segundo colocado. Vice-líder, o Internacional manteve a boa fase, pulverizou a “gordura” do Tricolor e mantém viva a luta pelo título.

Mal começou o segundo turno do Brasileirão e o São Paulo já sabe o que o Flamengo sentiu quando o clube do Morumbi, rodada após rodada, veio se aproximando do líder até desferir o golpe fatal e assumir a ponta do torneio. “Caça” na 20ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Tricolor vacilou e permitiu que o Internacional, que faturou 15 dos últimos 15 pontos que disputou, entrasse de vez na briga pelo título. Briga que ainda pode ganhar a companhia do Flamengo que joga hoje, dia 23, contra o Vitória e pode diminuir para 2 pontos a distância entre líder e terceiro colocado. O Palmeiras também fez sua lição de casa, venceu o Botafogo e com 36 pontos passou à frente do Atlético-MG que fecha o G-6 e enfrenta hoje o Vasco.

 

O vacilo de um é a “sorte de campeão” do outro

Paraná 1 x 1 São Paulo

Para ser campeão além de bom futebol é preciso sorte. O São Paulo quando não jogava bem, contava com a sorte e com um desempenho pior do adversário para garantir os 3 pontos. Ontem, esta máxima falhou. Enfrentando o lanterna da competição, os visitantes saíram na frente com Nenê aproveitando passe de Diego Souza após um vacilo enorme do zagueiro Cléber Reis aos sete minutos do primeiro tempo. Desatendo e sem conseguir aproveitar os espaços dados pelo rival na defesa, o líder do Brasileirão pouco ameaçava a meta do goleiro Richard. Na melhor chance, aos 35 minutos, Diego Souza mandou para fora linda finalização de bicicleta. Como quem não faz, toma, o Paraná deixou tudo igual um minuto depois com o lateral-direito Júnior estufando as redes de Sidão. Aos 40, Guilherme Biteco quase virou.

O Paraná voltou melhor no segundo tempo e quase viu Silvinho virar. A pressão, entretanto, durou apenas 15 minutos. Depois disso o São Paulo assumiu o controle do jogo mas, sem objetividade no ataque e capricho nas finalizações pouco fez para conquistar os 3 pontos. No finalzinho, Liziero e Tréllez quase marcaram, mas “quase” não ganha jogo e o placar seguiu no 1 a 1 até o final.

Bahia 0 x 1 Internacional

O Internacional chegou no Estádio da Fonte Nova com a missão de não deixar o líder São Paulo disparar na liderança. Para isso, precisaria acabar com a série de 8 jogos sem derrotas do Bahia. E conseguiu.

O primeiro tempo foi um reflexo do momento dos dois times na temporada: bem jogado e com chances para os dois lados. O problema é que o Tricolor ainda não conseguiu consertar seus erros defensivos e foi em um vacilo da zaga que Patrick guardou o seu ainda no primeiro tempo quando o Bahia dominava e ameaçava com Zé Rafael e Edigar Junio.

O segundo tempo por sua vez, foi muito inferior. Com a vantagem no placar o Inter “deu a bola” para o Bahia que exerceu uma falsa pressão, rondando a área do Colorado mas errando no último passe e desperdiçando oportunidades preciosas.

Focado, o time gaúcho gastou o tempo, garantiu os 3 pontos e grudou no líder.

A próxima rodada entretanto pode complicar a vida do Colorado. O vice-líder receberá o Palmeiras de Felipão que não perde – e não sofre gols – no Beira-Rio no domingo enquanto que o líder São Paulo receberá o vice-lanterna Ceará no Morumbi.

 

Fúria Verde

Palmeiras 2 x 0 Botafogo

O Palmeiras de Luiz Felipe Scolari segue imbatível. Ainda sem exibir um grande futebol, o Verdão dominou o Botafogo durante toda a partida. Com três volantes no meio-campo, o Alvinegro apostava em contra-ataques que simplesmente não aconteciam. O Verdão, por sua vez, buscava o gol mas falhava miseravelmente na conclusão até que aos 25 minutos do segundo tempo Moisés esticou demais o braço, acertou o rosto de Dudu e ganhou um merecido cartão vermelho. Com um à mais e Lucas Lima no lugar de Bruno Henrique, o Palmeiras sobrou em campo e precisou de nove minutos para resolver a partida. Aos 32 o meia recebeu passe de Dudu e mandou para o fundo do gol de Saulo. Aos 39, o arqueiro defendeu cobrança de pênalti de Dudu. Mas, dois minutos depois, Lucas Lima cobrou falta na ponta direto para o fundo do gol botafoguense.

Com a vitória, o Palmeiras diminuiu em 2 pontos a distância para o líder e largou o Botafogo na 12ª colocação há 3 pontos do Z-4, podendo ser ultrapassado por Vasco e Vitória que jogam hoje e Chapecoense que teve a partida contra o Atlético-PR adiada para o o próximo dia 13.

Na próxima rodada, o Verdão tem o confronto direto com o Internacional no Beira-Rio. Nova vitória pode colocar a equipe paulista de vez na luta pelo título.

 

Mais um empate

Grêmio 1 x 1 Cruzeiro

Priorizando os mata-mata, o Cruzeiro usou novamente uma equipe mista no Brasileirão. E mais uma vez pagou o preço por isso em Porto Alegre. Bem armado na defesa o time Celeste pouco ameaçava mas também não dava espaços para as tentativas do Grêmio que voltou a dar atenção ao torneio por pontos corridos. O jogo se desenrolou aos 44 minutos do segundo tempo quando Bruno Suva acertou belo chuto sem chances de defesa para Paulo Vítor.

Bem armado na defesa, o Cruzeiro se preparou para a pressão Tricolor. Que veio com tudo no segundo tempo e encontrou o empate com Everton – em grande fase – aos 14 minutos. O Grêmio seguia melhor e pressionando mas sem conseguir furar a defesa da Raposa até que no final do jogo a chance de ouro: Egídio fez pênalti em Alisson. Luan foi para a cobrança e viu as chances de virada morrerem nas mãos de Fábio – que havia defendido três pênaltis do Santos pela Copa do Brasil na semana passada.

No final das contas o empate até que foi justo, mas muito ruim para os dois times que seguem patinando no lugar – ou quase: o Cruzeiro com o ponto conquistado ultrapassou o Corinthians e agora é o 7º colocado no Brasileirão, 6 pontos atrás do Atlético-MG, que fecha o G-6 e ainda joga hoje.

O Grêmio continua em 4º lugar distante 5 pontos do líder.

 

Corinthians perde a terceira seguida e o América volta a vencer

Fluminense 1 x 0 Corinthians

Corinthians e Fluminense não fizeram um grande jogo ontem no Maracanã, isto é fato. Menos pior em campo, o Fluminense chegou ao gol em um confuso lance de bola parada aos 17 minutos do primeiro tempo com Gum aproveitando rebote de Cássio em finalização de Pedro. À frente no placar, o tricolor recuou e deu campo para o Timão jogar. Mas, sem criatividade, e com um ataque que pouco agride, o Alvinegro pouco ameaçava. As coisas ficaram ainda mais complicadas para os paulistas quando Romero, aos 41 minutos, foi corretamente expulso após acertar o braço esquerdo em Digão – agressão inapelável. É fato que o árbitro Ricardo Marques Ribeiro demorou demais para “resolver” o lance, mas acertou.

Com um a menos, o Corinthians virou presa fácil para os donos da casa que deram trabalho a Cássio no segundo tempo. Coube ao goleiro garantir o placar com pelo menos três defesas muito difíceis.

O resultado acaba com a série de quatro jogos sem vitórias do Fluminense no Brasileirão e dá ao Corinthians sua terceira derrota em série na competição (somando uma sequência de quatro jogos sem vitórias). Novo fracasso na próxima rodada contra o lanterna Paraná pode encerrar a passagem de Osmar Loss à frente do Timão – que pode ver a distância para o Z-4 cair para 6 pontos ao final da rodada na noite de hoje.

Sport 0 x 2 América-MG

De maneira cirúrgica, o América-MG de Adilson Batista segurou a pressão inicial do Sport e voltou da Ilha do Retiro com os 3 pontos na mala, um pouco mais longe de Z-4 e afundando de vez o time pernambucano em uma grande crise. Sem vencer a 10 jogos e estacionado nos 20 pontos conquistados, o Leão está em 16º lugar e pode entrar na fila do ônibus para Série B ao final da rodada, dependendo do resultado do jogo entre Flamengo e Vitória. Com 25 pontos, o América-MG é o 10º colocado, um ponto atrás de Fluminense e Corinthians.

 

JOGOS E PALPITES PARA A 20ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE A

Quarta-feira, 8 de agosto

  • 19:30 – Ceará 1×1 Santos

Quarta-feira, 22 de agosto

  • 19:30 – Bahia 0 x 1 Internacional
  • 19:30 – Paraná 1 x 1 São Paulo
  • 19:30 – Chapecoense x Atlético Paranaense – Adiado para 13/09/2018
  • 21:00 – Sport 0 x 2 América-MG
  • 21:00 – Palmeiras 2 x 0 Botafogo
  • 21:45 – Fluminense 1 x 0 Corinthians
  • 21:45 – Grêmio 1 x 1 Cruzeiro

Quinta-feira, 23 de agosto

  • 19:30 – Flamengo x Vitória – Palpite: Flamengo
  • 20:00 – Atlético-MG x Vasco – Palpite: Atlético-MG

 

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2018

  1. São Paulo, 42 – Libertadores
  2. Internacional, 41 – Libertadores
  3. Flamengo, 37 – Libertadores
  4. Grêmio, 37 – Libertadores
  5. Palmeiras, 36 – Pré-Libertadores
  6. Atlético-MG, 33 – Pré-Libertadores
  7. Cruzeiro, 27 – Sul-Americana
  8. Corinthians, 26 – Sul-Americana
  9. Fluminense, 26 – Sul-Americana
  10. América-MG, 25 – Sul-Americana
  11. Bahia, 22 (um jogo a menos) – Sul-Americana
  12. Botafogo, 22 – Sul-Americana
  13. Santos, 21
  14. Chapecoense, 21 (um jogo a menos)
  15. Vasco, 20 (dois jogos a menos)
  16. Sport, 20
  17. Vitória, 19 – Zona de rebaixamento
  18. Atlético Paranaense, 18 (dois jogos a menos) – Zona de rebaixamento
  19. Ceará, 17 – Zona de rebaixamento
  20. Paraná, 15 – Zona de rebaixamento

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar