UFC

Vitória do merecimento! Demian Maia tem chance pelo cinturão prometida no UFC 211

Foto: Ronald Martinez/Getty Images

O UFC 211 representou muito mais do que a perda de duas chances por cinturões do maior evento de MMA do mundo. Apesar das derrotas de Junior Cigano e Jessica Andrade no evento que aconteceu no último sábado (13), em Dallas, Texas (EUA), o show contou com a vitória de Demian Maia contra Jorge Masvidal. Segundo o presidente do UFC Dana White, isso garantiu ao brasileiro a posição de próximo desafiante ao título dos meio-médios, atualmente em posse do campeão Tyron Woodley.

Demian não teve uma atuação tão dominante quanto em suas últimas lutas, até porque Masvidal foi talvez o rival mais difícil de sua caminhada rumo ao topo. Ainda assim, o paulista conseguiu usar seu jogo de luta agarrada para anular a perigosa trocação de Jorge e ser mais agressivo, especialmente no solo. Um dos maiores nomes do jiu-jitsu em atividade no UFC, Maia trabalhou com paciência, escolheu o momento certo e fez uma estratégia eficaz para bater o americano após três rounds. O resultado oficial foi uma vitória na decisão dividida. Foi um duelo apertado, mas o triunfo do brasileiro foi claro.

Imediatamente após o anúncio oficial da vitória de Demian, o brasileiro se ajoelhou diante de Dana White como quem suplica por uma oportunidade – como se isso fosse mesmo necessário após sua vitória no UFC 211. O dirigente acenou positivamente com a frase: “Você conseguiu”. Música para os ouvidos do brasileiro. Enfim a chance pelo título parece uma questão apenas de tempo.

Agora são sete vitórias consecutivas na categoria dos meio-médios. E não é só isso. Seis desses triunfos foram contra atletas que estão no top 15 da divisão até 77 kg. Além de Masvidal, Demian bateu nomes como Matt Brown, Gunnar Nelson e o ex-campeão interino dos meio-médios Carlos Condit. Resultados expressivos que o garantem como próximo desafiante ao título da divisão.

Agora já é possível sonhar com o duelo entre Demian Maia e Tyron Woodley. É um casamento interessante. O atual campeão é obviamente o favorito, mas o brasileiro tem suas chances. Enquanto ele deve buscar a luta agarrada, à curta distância, o trabalho de Tyron é na média distância, onde pode aplicar a bomba que tem na mão direita e optar pelo momento em que vai impor seu jogo de wrestling. Será um confronto muito técnico, sem dúvidas.

Claro, a chance pelo título ainda não tem data e nem local. Mas ter a certeza – não 100%, pois sabemos como o UFC funciona, tudo pode acontecer – de que Demian Maia vai receber a sonhada e merecida chance pelo título é uma felicidade enorme para todos os brasileiros que acompanham MMA. Mais importante do que isso é notar que o brasileiro superou as adversidades que a longa demora pela oportunidade colocada à sua frente com paciência, perseverança e muito trabalho. Bonito de se ver.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar