Ganhador.com

Brasileirão Série A

Terceiro pior mandante do Brasileirão, Atlético Mineiro tenta quebrar maldição contra o Atlético Goianiense na 33ª rodada

Fred Atlético Mineiro
Foto: Bruno Cantini / Atlético

Historicamente forte em casa, Galo tem sido a decepção do campeonato atuando em Belo Horizonte; sonhando com a Copa Libertadores de 2018, mineiros precisam bater lanterna no Horto 

O Atlético Mineiro fecha a 33ª rodada do Brasileirão nesta quinta-feira (9 de novembro), às 20h, contra o Atlético Goianiense, tentando recuperar o prestígio diante de sua torcida. Conhecido historicamente pela força dentro de casa e aterrorizando os adversários principalmente no Horto, o Galo tem sido um desastre em Belo Horizonte e tem a terceira pior campanha como mandante do país. É assim, pressionado, que o alvinegro de Minas Gerais entra em campo para tentar quebrar a maldição de 2017 em mais um jogo no Independência e que pode ser o último suspiro pela briga na Copa Libertadores do próximo ano. Confira a análise da partida.

 

Luz no fim do túnel

É difícil de acreditar, mas o Galo possui apenas quatro vitórias em casa, em todo o Campeonato Brasileiro. O clube faz até agora uma das piores campanhas como mandante de toda a sua história, com apenas 16 pontos em 48 disputados. São incríveis oito derrotas.

A situação não é nada boa, porém o lado alvinegro de Belo Horizonte ainda pode amenizar a decepcionante temporada se abocanhar uma vaga na próxima Copa Libertadores. Atualmente em 12º com 42 pontos, o Atlético Mineiro está cinco pontos atrás do Flamengo, último clube do G-7.

Apesar das chances complicadas de classificação, a equipe liderada por Fred pode ganhar um incentivo e ser beneficiada com a vaga em caso das conquistas do Grêmio, na Libertadores, e do Flamengo, na Copa Sul-Americana. O G-7, que hoje inclui o Cruzeiro, campeão da Copa do Brasil e garantido na competição continental de 2018, viraria G-9, com os dois novos campeões. Mas até lá é melhor o clube somar pontos!

 

Indisciplinado

E não é só a campanha em casa que é de se lamentar na Cidade do Galo. Se já não bastasse a troca de técnicos – foram três no ano – , o clube viu sua principal contratação para a temporada se tornar um “mico”. Contratado a peso de ouro junto ao Sporting para a disputa da Libertadores, o volante Elias não vingou na equipe e, pior, tem ganhado a antipatia dos torcedores com o seguido mau comportamento dentro das quatro linhas. Foram oito amarelos nos últimos oito jogos no Nacional. Detalhe que o acúmulo de cartões resultou em duas expulsões, contra Avaí e Chapecoense.

Além da má fase, o que pode ajudar a entender o número excessivo de amarelos do camisa 8 é seu posicionamento em campo, que até a 21ª rodada havia recebido apenas uma advertência. Desde então, quando a equipe passou a jogar mais frequentemente com dois volantes, Elias é quem na maioria das vezes dá o primeiro combate. E como a marcação não é o seu forte, aí você já viu. Faltas e mais faltas. O resultado: cartões e mais cartões. E é bom o jogador ficar esperto logo mais porque ele está mais uma vez pendurado!

 

Questão de tempo

Sem muito o que fazer, o Atlético Goianiense vai agonizando na lanterna do Brasileirão com 27 pontos. Apesar de ainda contar com chances matemáticas para se salvar de um rebaixamento, a realidade é outra. Além dos nove pontos para o Sport, primeiro time fora do Z-4, o clube goiano soma 19 derrotas em 32 jogos e não vence há seis. A segunda divisão é, infelizmente, uma questão de tempo para o Dragão, que tem 99% de chances de jogar a Série B segundo o matemático Tristão Garcia.

Apesar da eminente queda, a ordem na equipe comandada por João Paulo Sanches é terminar o campeonato de cabeça erguida. E nem que para isso o rubro-negro precise mexer suas peças. O goleiro rubro-negro Marcos, por exemplo, que irá jogar no rival Goiás na próxima temporada, perdeu a vaga de titular para Kléver. Já o volante André Castro, suspenso, dá lugar a Igor, que agradou no embate realizado com o São Paulo. É sem muito suspense e procurando jogar bola que o time do Centro-Oeste tenta aumentar a decepcionante campanha do Galo em Minas Gerais.

 

Jogos da 33ª rodada do Brasileirão 2017

Quarta-feira, 8 de novembro

  • 19:30 – Ponte Preta x Grêmio – Palpite: Grêmio
  • 19:30 – Avaí x Bahia – Palpite: empate
  • 21:00 – Atlético Paranaense x Corinthians – Palpite: empate
  • 21:00 – Sport x Botafogo – Palpite: Sport
  • 21:45 – Flamengo x Cruzeiro – Palpite: Cruzeiro
  • 21:45 – Santos x Vasco – Palpite: Santos
  • 21:45 – Vitória x Palmeiras – Palpite: Palmeiras

Quinta-feira, 9 de novembro

  • 20:00 – São Paulo x Chapecoense – Palpite: São Paulo
  • 20:00 – Atlético Mineiro x Atlético Goianiense – Palpite: Atlético Mineiro
  • 21:00 – Fluminense x Coritiba – Palpite: Fluminense

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar