Ganhador.com

Mundial de Clubes

Surpresa do Mundial de Clubes, Al Jazira quer complicar a vida do Real Madrid

Al Jazira avança até a semifinal do Mundial de Clubes e tenta surpreender o favorito Real Madrid.

Foto: Giuseppe Cacace/AFP

Anfitriões do Mundial surpreendem, chegam à semifinal e apostam no talento de Romarinho para alcançarem a impensável final.

O Real Madrid enfrenta nesta quarta-feira às 15 horas (horário de Brasília), o surpreendente Al Jazira. “Anfitrião” do Mundial de Clubes, o time árabe jogou um futebol de baixa qualidade até aqui e, mesmo assim, avançou até a semifinal deixando pelo caminho o fraco Auckland City, da Nova Zelândia e o qualificado Urawa Red Diamonds, do Japão, apostando sempre na mesma receita: sair na frente e segurar-se na defesa do jeito que der. Funcionou até aqui. Agora, o time enfrenta o poderoso Real Madrid querendo entrar para a história como o Mazembe versão 2017.

 

Ser o Real Madrid não quer dizer “ser campeão”

O Real Madrid chegou a Abu Dhabi para a disputa da semifinal do Mundial de Clubes depois de uma convincente goleada por 5 a 0 para cima do Sevilla pelo Campeonato Espanhol que, embora não tenha tido um grande efeito na clssificação da equipe madrilenha – segue em 4º lugar com 31 pontos – serviu para amenizar a insatisfação da torcida com o fraco desempenho do time que, a exemplo da temporada passada, parece acordar apenas nos momentos decisivos.

Tendo pela frente a surpresa do torneio – o fraco Al Jazira – Zinedine Zidane, técnico do Real, não se esquece das lições aprendidas contra o Kashima Antlers no ano passado (empate no tempo normal em 2 a 2 e vitória espanhola na prorrogação por 4 a 2). “Não vamos ter partidas fáceis e não vamos ganhar por ser o Real Madrid”, declarou Zidane em entrevista ao site oficial do clube.

Apesar disso, o foco do Real não está 100% no Mundial. Tendo pela frente um clássico contra o Barcelona no próximo dia 20 e um duro confronto contra o PSG em fevereiro, o time está mais preocupado em se impôr no Velho Continente do que voltar para casa com o bi-Mundial (não que conquistar o título seja um problema).

A boa notícia para o time que está invicto há 8 jogos (5 vitórias e 3 empates), vem do departamento médico que, esvaziado, atende no momento apenas os atletas Raphael Varane e Gareth Bale. No mais, Zidane terá todo seu elenco à disposição.

 

Campanha histórica

Desacreditado desde o começo do Mundial – e participando do torneio por ser o representante do país sede – o Al Jazira faz uma campanha histórica e, a exemplo do Mazembe, vem deixando pelo caminho, times mais qualificados. Agora, luta para complicar a vida do Real Madrid – como o time africano complicou a do Internacional em 2010.

Para isso, o time árabe conta com o talento de Romarinho – que já havia sido um dos destaques no Mundial em 2012  jogando pelo Corinthians. Autor do gol da vitória sobre o Auckland City na primeira rodada, foi dele o passe para o gol de Ali Mabkhout que deixou para trás o Urawa Red Diamonds, do Japão.

Agora, o time anfitrião aposta na mesma estratégia que deu certo até aqui para surpreender o Real Madrid: abrir o placar, colocar todo o time atrás da linha da bola e aguentar a pressão do oponente. Claro que o time espanhol é muito superior ao representante da Nova Zelândia e à equipe japonesa, mas, mesmo assim, não está livre de ser surpreendido pelo representante árabe que agora defende uma invencibilidade de 11 jogos.

 

Nosso palpite

Não é novidade para ninguém que o Al Jazira foi longe demais no Mundial de Clubes. Com mais sorte do que juízo a equipe conseguiu superar os dois times menos qualificados do grupo – mas não menos qualificados que o próprio Al Jazira – e chega agora para disputar a semifinal contra o favorito Real Madrid.

Somente uma combinação improvável de sortilégios tirará o Real da grande final – e se não conseguir superar um time ruim como o Al Jazira, é melhor Zidane entregar o boné e procurar novos ares.

Os espanhóis vencerão enquanto que os árabes se preocuparão em não tomar uma goleada.

Comentários

2 Comentários

2 Comentários

  1. Pingback: Finalista do Mundial, Grêmio espera por Real ou Al Jazira | Ganhador.com

  2. Pingback: O Grêmio é o Brasil na final do Mundial de Clubes – oLink.click

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar