NFL

Patriots e Falcons atropelam adversários nas Finais de Conferência e estão no Super Bowl LI!

Foto: Tom Pennington/Getty Images

Após meses de muita emoção e especulação está definido o Super Bowl LI: Atlanta Falcons x New England Patriots! O NRG Stadium vai pegar fogo com o duelo do melhor ataque contra a melhor defesa em 2016! Será que Matt Ryan e seus blue caps passam por cima da forte defesa dos Pats? E Tom Brady quebrando o recorde com o sétimo Super Bowl na carreira? Que jogo espetacular! Os dois times não tomaram conhecimento dos adversários e passearam até a grande final – a marca de 118 pontos anotados é a segunda maior da história das finais de conferência. Veja como foi os atropelamentos:

 

Final da Conferência Nacional – NFC

Green Bay Packers 21 x 44 Atlanta Falcons

Domingo, 22 de janeiro às 18h05 no Georgia Dome

A pergunta que não quer calar… Alguém em Green Bay anotou a placa do caminhão vermelho e preto? O Atlanta Falcons castigou sem dó nem piedade na despedida do Georgia Dome! O placar de 44 a 21 ilustra bem a diferença entre as duas equipes  – os Falcons dominaram os Packers do início ao fim voam alto rumo ao Super Bowl LI! O oitavo melhor ataque da história da temporada regular voltou a brilhar na pós-temporada com quase 500 jardas totais e cinco touchdowns. Uma surra, senhoras e senhores!

Mais uma atuação exemplar do quarterback Matt Ryan – o principal candidato ao prêmio de MVP em 2016 amassou a defesa de Green Bay com 392 jardas e quatro passes para touchdown. Julio Jones também brilhou e teve uma das melhores atuações de um recebedor na história: 180 jardas e dois TDs recebidos. Essa dupla vai dar o que falar na final em Houston!

Do lado dos Packers, o time foi guerreiro e lutou até o fim, mas simplesmente não foi páreo para o forte ataque dos Falcons. Aaron Rodgers não teve números ruins (287 jardas, três TDs e uma INT), mas fica extremamente complicado vencer quando sua defesa sede pontos em sete das nove campanhas do adversário.Fica de consolo para os “Cabeças de Queijo” uma arrancada incrível de oito vitórias consecutivas que levaram o time de desacreditado a final da NFC.

Atlanta não deu qualquer chance para os Packers sonharem no Georgia Dome: o time tratou logo de abrir uma confortável vantagem de 24 a 0 no primeiro tempo e praticamente já carimbar o passaporte para Houston antes do intervalo. O coordenador ofensivo dos Falcons, Kyle Shanahan, foi simplesmente espetacular na chamada das jogadas e explorou muito bem as fragilidades da secundária de Green Bay.

Os Packers tiveram duas chances de pontuar no primeiro tempo, mas Mason Crosby errou um field goal de 41 jardas e o fullback Aaron Ripkowski sofreu um fumble próximo da end zone. Assim não há como vencer. Atlanta manteve a intensidade na segunda etapa e seguiu castigando até o apito final do árbitro. Vitória maiúscula! Segundo os nossos odds, quem investiu na vitória de Atlanta por mais de seis pontos quase dobrou o montante inicial (odd de 1,91).

 

Final da Conferência Americana – AFC

Pittsburgh Steelers 17 x 36 New England Patriots

Domingo, 22 de janeiro às 21h40 no Gillette Stadium

E esse New England Patriots não cansa de fazer história. O time comandado pelo genial Bill Belichick venceu com muita tranquilidade o Pittsburgh Steelers por 36 a 17 em Foxborough e carimbou sua nona participação em Super Bowls! Histórico! Será a sétima de um tal camisa 12 chamado Tom Brady – o único atleta da NFL a estar em campo em sete decisões diferentes. Monstro demais! Ele não tomou conhecimento da boa defesa dos Steelers e lançou para 384 jardas e três touchdowns. O WR Chris Hogan foi o principal alvo de Brady: 180 jardas e dois touchdowns.

Os Steelers bem que tentaram, mas, se já é complicado vencer os Patriots no Gillette Stadium, imagine sem o seu melhor atleta em campo. Principal nome desse ataque nos últimos jogos, o RB Le’Veon Bell sofreu uma lesão na virilha logo nos primeiros snaps e não conseguiu voltar para a partida. Sem o desafogo do jogo terrestre, o ataque de Pittsburgh ficou extremamente previsível – Ben Roethlisberger lançou 47 passes contra a melhor defesa da temporada regular cedendo pontos – assim complica mesmo.

Além da ausência de Bell, mais uma vez a ineficiência dentro da red zone custou caro. Os Steelers venceram os Chiefs na semana passada apenas com field goals, seis ao todo, mas com os Patriots o buraco é mais embaixo. Os visitantes tiveram a bola por duas vezes na linha de meia jarda e chutaram field goals – assim é impossível vencer em Foxborough.

Como de costume, os Pats mostraram um ímpeto inicial impressionante quando atuam em casa e logo abriram 10 a 0 no placar. Pittsburgh respondeu com um touchdown terrestre de Deangelo Williams, substituto de Bell, mas a noite era mesmo de New England. Brady Boy ampliou a vantagem com um maravilhoso flea flicker – jogada em que o quarterback entrega para o running back e depois recebe a bola de volta para o passe mais longo. Espetacular.

Com grande folga no marcador, os Patriots aproveitaram os erros de um Pittsburgh Steelers já desesperado para arrematar a vitória e já começar a fazer as malas rumo ao Texas. O último quarto foi apenas protocolar – a torcida eufórica já comemorava a classificação nas arquibancadas e alfinetava o chefão da liga – Roger Goodell – pela punição imposta a Brady no começo da temporada. Quem acreditou na vitória dos Patriots por mais de seis pontos quase dobrou o investimento inicial – com odd de 1,91.

 

Fiquem ligados que o Super Bowl 51 será de arrepiar!

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar