Ganhador.com

Brasileirão Série A

Palmeiras tenta se reerguer contra o Vitória na 33ª rodada do Campeonato Brasileiro

Para seguir “vivo” na disputa pelo título, o Palmeiras encara o Vitória precisando dos 3 pontos

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Depois de perder o clássico contra o Corinthians no último domingo, deixar escapar a chance de colar de vez no líder do Brasileirão e cair para a 4ª colocação no campeonato, o Palmeiras chega à Bahia precisando de um bom resultado contra o Vitória que segue patinando no Z-4. Para tornar a tarefa mais fácil, o Verdão pode contar com a ajuda do Barradão, o estádio que tem atrapalhado mais do que ajudado o rubro-negro em sua missão de seguir na Série A.

 

Tropeços

Desde de que Alberto Valentim assumiu o comando da equipe no lugar do aclamado Cuca, o Palmeiras emendou uma boa série de três vitórias consecutivas: duas contra times que lutam para não cair – Atlético-GO e Ponte Preta – e uma contra o time reserva (e sem o menor interesse no Brasileirão) do Grêmio. Mas o Verdão, mesmo jogando com mais criatividade do que o “cucabol” de antes, tropeçou nas duas vezes em que encarou times da parte de cima da tabela e que seguem interessados no campeonato nacional: empatou com o Cruzeiro na 31ª rodada e perdeu para o Corinthians na 32ª.

Apesar disso, foram 10 pontos conquistados em 15 possíveis nos últimos jogos – um aproveitamento, a título de comparação, muito superior ao do líder Corinthians, que fez apenas 4 pontos em cinco rodadas.

Hoje, enfrentando mais um time da parte de baixo da tabela, o Palmeiras tem grandes chances de voltar da Bahia com um resultado favorável.

 

Pior mandante

Apesar de toda a melhora que a chegada do técnico Wagner Mancini trouxe para o Vitória, uma coisa não mudou: o péssimo desempenho da equipe como mandante. Com apenas 10 pontos conquistados em casa – dos 35 que somou até aqui, com duas vitórias, quatro empates e duas derrotas -, a equipe baiana tem o título de pior mandante do Campeonato Brasileiro (pior até que o Atlético-GO, virtual rebaixado e senhor absoluto da lanterna do torneio).

Tendo dificuldades para lidar com a pressão de jogar no Barradão diante de sua torcida – seu último triunfo em casa foi em 2 de agosto, quando derrotou a Ponte Preta por 3 a 1 –, o Vitória sabe que precisa manter a cabeça no lugar para conseguir pontuar e manter vivo o objetivo de seguir na Série A em 2018.

 

Com que time eu vou?

Pela primeira vez desde que assumiu o comando do Palmeiras, Alberto Valentim precisará fazer “malabarismos” para encontrar soluções para os desfalques do time. O atacante Borja e o zagueiro Mina se apresentaram à Seleção Colombiana. Deyverson, expulso no clássico contra o Corinthians, não joga. William Bigode, titular do ataque alviverde até se contundir, precisa de uma avaliação antes do jogo para saber se terá condições de ir à campo. Se não puder atuar, Erik, que geralmente joga aberto como um ponta, poderá ser improvisado no comando de ataque.

Para o lugar de Mina na zaga, Juninho deverá ser o escolhido enquanto que o jovem Léo Passos – do sub-20 – viaja com o grupo para a Bahia e estará no banco de reservas (ou pode se tornar uma surpresa na escalação de Valentim).

Nos lados do Vitória as coisas não estão tranquilas também. O desfalque certo do atacante Neilton – suspenso pelo terceiro cartão amarelo – cria um problema para Mancini. Isto porque Kieza, seu substituto imediato ainda se recupera de uma lesão no joelho e, à exemplo de William Bigode, será avaliado momentos antes do jogo.

Wagner Mancini, na tentativa de dificultar as coisas para o Palmeiras – e esconder seus problemas –, não antecipou a possível escalação do Vitória e ainda fechou todos os treinos antes do jogo na esperança de surpreender o adversário logo mais.

 

Nosso palpite

O medo do rebaixamento e o péssimo desempenho como mandante pesam contra o Vitória. Como pesa também o seu histórico contra o Palmeiras em Campeonatos Brasileiros: foram 32 jogos nos quais o rubro-negro conquistou quatro vitórias, nove empates e sofreu 19 derrotas.

Por sua vez, o Verdão sofreu a primeira derrota nas mãos de Alberto Valentim, em um jogo crucial para suas ambições de lutar pelo título e chega para o duelo precisando pontuar para manter o Corinthians ao “alcance das mãos”. Isso nos faz acreditar que o Palmeiras tomará a iniciativa do jogo e agredirá o Vitória – que pode se aproveitar de um contra-ataque e uma “bola bandida” para complicar as coisas pro lado alviverde. O empate é um resultado bem provável em um cenário assim.

 

Jogos e palpites para a 33ª rodada do Campeonato Brasileiro

Quarta-feira, 8 de novembro de 2017

  • 19:30 – Ponte Preta x Grêmio – palpite: Grêmio
  • 19:30 – Avaí x Bahia – palpite: Bahia
  • 21:00 – Atlético-PR x Corinthians – palpite: Corinthians
  • 21:00 – Sport x Botafogo – palpite – Botafogo
  • 21:45 – Flamento x Cruzeiro – palpite: empate
  • 21:45 – Santos x Vasco – palpite: Vasco
  • 21:45 – Vitória x Palmeiras – palpite: empate

Quinta-feira, 9 de novembro de 2017

  • 20:00 – São Paulo x Chapecoense – palpite: empate
  • 21:00 – Atlético-MG x Atlético-GO – palpite: Atlético-MG
  • 21:00 – Fluminense x Coritiba – palpite: Fluminense

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Paixão Nacional: soluções | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar