Ganhador.com

Humor

Paixão Nacional: quase…

Apesar dos esforços do Corinthians, que depois de um primeiro turno brilhante, faz um returno medíocre – digno de rebaixamento –  e se mantém abraçado a árdua missão de perder o título do Campeonato Brasileiro da Série A de 2017, seus concorrentes diretos não ajudam e a deusa bêbada da sorte segue prestando seus favores ao alvinegro. Após sofrer a mercecida (apesar da melhora no segundo tempo) derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta no último domingo, o Timão passou a segunda-feira em romaria por todas as igrejas e cruzamentos de São Paulo, acendendo velas, fazendo promessas e distribuindo ebós na esperança de que o Palmeiras não derrotasse o Cruzeiro no Allianz Parque ontem, segunda-feira, dia 30, no encerramento da 31ª rodada do Brasileirão.

E deu certo.

Em um jogo bastante movimentado e cheio de emoções – Borja até marcou 2 gols! – o Palmeiras não conseguiu ir além de um empate com o Cruzeiro e desperdiçou a chance de reduzir para 3 pontos a vantagem do Corinthians na liderança e ir para o clássico do próximo domingo precisando apenas de uma vitória para assumir a ponta do Campeonato Brasileiro a poucas rodadas do final.

O resultado também serviu para mostrar que, embora tenha melhorado muito se comparado com o desempenho de Cuca, o Palmeiras segue sendo um time instável. Alberto Valentim conseguiu bons resultados, sim… mas contra quem? 3 a 1 em cima do praticamente rebaixado Atlético-GO; 2 a 0 sobre a Ponte Preta que luta para não cair (e que contou com uma tarde mágica de Aranha para segurar a vitíoria contra o Corinthians neste final de semana) e 3 a 1 em cima dos reservas do Grêmio que parou de se importar com o Campeonato Brasileiro há um bom tempo. No primeiro confronto com um time da parte de cima da tabela – que segue jogando com alguma seriedade apesar do título da Copa do Brasil – o Verdão falhou.

Jogou bem, claro, mas falhou na missão de vencer e entrar de vez na disputa pelo título. Assim como o Santos, que no sábado perdeu para o São Paulo e demitiu o bem-humorado Levir Culpi – o “tio do Pavê” do futebol brasileiro –, o Palmeiras segue tornando o caminho do Corintihians até o título mais fácil do que deveria.

Será, como bem disse Juca Kfouri em mais de uma oportunidade, o pior Corinthians Campeão Brasileiro de toda a história. Mas, ainda assim, campeão com méritos, sorte e os erros dos adversários.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar