Ganhador.com

Humor

Paixão Nacional: Inovando nas demissões

Na esteira da novidade implantada pelo Atlético Paranaense – que pediu para o gerente de futebol Paulo Autuori demitir o técnico Paulo Autori e contratar Eduardo Baptista para assumir o comando do time em seu lugar –, o gerente de futebol do Vitória, Petkovic, viu-se diante da necessidade de demitir o técnico da equipe, o ex-jogador Petkovic, por causa do fraco desempenho do time até aqui no Campeonato Brasileiro.

Confuso, não?

Vamos tentar facilitar: assim como Paulo Autuori no Atlético, o gerente de futebol Petkovic estava “quebrando um galho” como técnico do Vitória desde a demissão de Argel Fucks. Depois de sete jogos sem vencer e com Alexandre Gallo “dando sopa” no mercado, restou ao Petkovic gerente de futebol a tarefa de “demitir” o seu “eu” profexô e reassumir sua posição na gerência do clube.

É… eu sei que continua confuso… mas o futebol é assim mesmo: dinâmico, cheio de reviravoltas e sem muita lógica – afinal de contas, não fez o menor sentido esperar sete partidas sem vencer para contratar um técnico como Gallo que estava livre de compromissos há algum tempo. Enfim, “planejamento” é uma palavra que não combina com os clubes brasileiros.

E sem muito tempo para treinos e grandes inovações, o novo técnico tem pela frente o desafio de lidar com um elenco inchado e não necessariamente qualificado – foram 20 contratações até agora –, e uma incômoda vice-lanterna no Brasileirão com apenas 1 ponto ganho até agora. Para começar sua missão, terá pela frente o São Paulo nesta quinta-feira em jogo válido pela quinta rodada da competição.

Boa sorte, Gallo… vai precisar

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar