Ganhador.com

Humor

Paixão Nacional: com que goleiro eu vou?

E a “capa-piada-bomba” do jornal carioca Extra fez estragos no Flamengo. Após ter falhado no jogo contra o Paraná no último dia 30 pelas quartas de final da Copa da Primeira Liga, o diário fluminense pegou pesado com o goleiro Alex Muralha e colocou o treinador Reinaldo Rueda em sua primeira “saia justa” no Brasil.

Em condições normais, a última atuação de Muralha seria o suficiente para mandá-lo direto e sem escalas para o banco de reservas ou até mesmo fazer dele a terceira opção do elenco rubro-negro para a posição. Simples e sem estradalhaço. Mas a ação do diário Extra deu ao caso uma dimensão exagerada. Após as duras críticas do jornal publicadas em forma de piada, o técnico viu-se diante da difícil escolha de afastar o atleta, desmoralizá-lo ainda mais publicamente e, de certa forma, “dar razão” ao noticiário ou então, mantê-lo no time titular no duelo de ida das finais da Copa do Brasil – o titular Diego Alves não está inscrito na competicão – e correr o risco de se complicar na disputa do título por conta de uma nova falha individual.

Venceu a segurança: Thiago foi para o jogo e Muralha para o banco.

E não adiantou nada: o Flamengo saiu na frente com um gol irregular de Lucas Paquetá – impedimento claro – e o Cruzeiro conseguiu o empate na finalização de Arrascaeta que só teve o trabalho de empurar a bola para o gol após falha do goleiro Thiago, que deu rebote na finalização de Hudson de fora da área.

O Flamengo agora decidirá a Copa do Brasil tendo que escolher para o gol um atleta que também falha muito (Thiago) ou um que vem falhando muito há bastante tempo e agora está com a moral mais baixa que assoalho de fórmula 1. Com certeza, eu não gostaria de estar na pele de Reinaldo Rueda neste momento.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar