UFC

Os valores milionários da superluta entre Floyd Mayweather e Conor McGregor

Ninguém tem sido mais verbal do que Dana White quando o assunto é a sonhada superluta entre Floyd Mayweather e Conor Mcgregor no boxe.

Fotos: Michael Reaves/Getty Images; Dan Mullan/Getty Images; Montagem do Ganhador.com

Ninguém tem sido mais verbal do que Dana White quando o assunto é a sonhada superluta entre Floyd Mayweather e Conor Mcgregor no boxe. O presidente do UFC já garantiu que a organização não terá qualquer influência, lucro ou participação na possível promoção da luta histórica, mas ele está disposto a fazer o que estiver ao seu alcance para realizar o desejo de McGregor, que tantas vezes já “salvou” o evento. E ao que tudo indica isso está dando certo. Depois de anunciar projeções dos valores das bolsas do combate, o astro irlandês deu seu recado na internet. Pensando ainda mais alto no quesito dinheiro, claro.

Dana participou do programa The Herd, e declarou que caso a superluta venda o tanto que ele imagina de pacotes de pay-per-views, segundo o dirigente, o lucro de Floyd seria pouco mais de US$ 100 milhões (cerca de R$ 314 milhões) e McGregor teria um faturamento de US$ 75 milhões (R$ 235,5 milhões). Os números agradariam qualquer atleta. Mas Conor é um caso diferente. No dia seguinte a declaração de White, o irlandês publicou uma mensagem no Instagram onde reflete sobre seu valor e diz deve receber mais de US$ 100 milhões com a superluta se incluídos valores de acordos comerciais e bônus.


De fato é possível pensar nas bolsas de boxe de forma parecida com as de MMA. Existe um valor que é público e declarado pelas comissões atléticas, mas uma boa parte dos ganhos de um lutador não é revelada. Um número referente a direitos de imagem, bônus recebidos, contratos com patrocinadores, entre outras coisas. Se Dana White se referiu apenas a bolsa da luta ao falar em US$ 75 milhões para McGregor, realmente o total de lucro do irlandês vai bem além deste número.

O fato é que definir os valores que cada atleta receberá é complicado. Talvez a parte mais difícil da negociação. McGregor sabe seu valor, Floyd tem certeza dele. A lenda do boxe pode não querer ter um lucro próximo dos ganhos de Conor. Ele se diz o “lado A” da negociação, o que caracteriza o maior polo, mais importante, aquele que dita as regras. E se pararmos para pensar é muito mais fácil a luta acontecer se Mayweather estiver mais satisfeito com a situação. Embora a oportunidade da superluta seja valiosa aos dois, ela depende mais de Floyd do que de Conor para acontecer.

Segundo Dana, a negociação com McGregor está perto de ser fechada. Isso significa que o irlandês está satisfeito com os valores que estão sendo lhe apresentados. O próximo e mais difícil passo é se entender com a equipe de Mayweather, que além do ego inflamado tem muito mais conhecimento sobre os valores e direitos do astro quando assunto é boxe.

A superluta ainda precisa passar por alguns processos para se tornar realidade, mas um combate dessa magnitude obviamente não seria tão simples de se realizar.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar